Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Ácidos Nucleicos

Biologia

PUBLICIDADE

Os ácidos nucleicos podem ser definidos como polímeros (macromoléculas formadas a partir de unidades menores) compostos por moléculas conhecidas como nucleotídeos. Os dois ácidos nucleicos existentes são o ácido desoxirribonucleico (DNA) e o ácido ribonucleico (RNA). Eles são responsáveis por codificar e traduzir as informações que determinam a síntese das várias proteínas encontradas nos seres vivos.

Função dos ácidos nucleicos

Os ácidos nucleicos são moléculas complexas responsáveis por armazenar e transmitir as informações genéticas, bem como garantir sua tradução. O armazenamento e a transmissão dessas informações são garantidos por meio do DNA. A tradução, por sua vez, é um papel do RNA e nada mais é do que a síntese de proteínas, a qual é orientada pelas informações genéticas fornecidas pelo DNA. Algumas moléculas de RNA também apresentam capacidade enzimática, sendo conhecidas como ribozimas.

Leia também: Conceitos de Biologia que não devemos confundir no Enem

Mapa mental: Ácidos nucleicos

*Para baixar o mapa mental em PDF, clique aqui!

Estrutura dos ácidos nucleicos

Os ácidos nucleicos são formados pelos nucleotídeos, moléculas compostas por três componentes:

  • Grupo fosfato;
  • Açúcar de cinco carbonos (pentose);
  • Base nitrogenada (base contendo nitrogênio).
Observe os três componentes do nucleotídeo.
Observe os três componentes do nucleotídeo.

O DNA e o RNA, que são os dois tipos de ácidos nucleicos existentes, apresentam diferenças em seus nucleotídeos. O açúcar de cinco carbonos pode ser a ribose ou a desoxirribose. Esses açúcares diferenciam-se pelo fato de que a desoxirribose apresenta um átomo de oxigênio a menos que a ribose. A desoxirribose está presente no DNA, enquanto a ribose é encontrada apenas no RNA.

As bases nitrogenadas de um nucleotídeo são também variadas. São bases nitrogenadas a adenina, a guanina, a timina, a citosina e a uracila. Elas estão agrupadas em dois grupos: pirimidinas e purinas. Cada base nitrogenada possui um ou dois anéis com átomos de nitrogênio.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Nas pirimidinas, observa-se a presença de um anel de seis átomos, incluindo carbono e nitrogênio. Já nas purinas, verifica-se a presença de um anel de seis átomos fusionado a um anel que contém cinco átomos. Citosina, timina e uracila são pirimidinas, enquanto a adenina e a guanina são purinas. No DNA, estão presentes as bases nitrogenadas citosina, guanina, adenina e timina. No RNA, por sua vez, a timina está ausente e, no seu lugar, encontramos a uracila.

Na figura, alguns nucleotídeos. A letra D representa a desoxirribose, e a letra R, a ribose. As letras T, U, A, C e G representam, respectivamente, timina, uracila, adenina, citosina e guanina.
Na figura, alguns nucleotídeos. A letra D representa a desoxirribose, e a letra R, a ribose. As letras T, U, A, C e G representam, respectivamente, timina, uracila, adenina, citosina e guanina.

Os nucleotídeos ligam-se por meio de ligações fosfodiéster, ou seja, um grupo fosfato ligando dois açúcares de dois nucleotídeos. Essa ligação é responsável por formar um padrão de unidades de açúcar-fosfato.

Quando os nucleotídeos se ligam, observa-se que as duas extremidades livres do polímero ficam diferentes uma da outra. Em uma das extremidades, está o grupo fosfato, ligado ao carbono 5´; na outra, temos um grupo hidroxila ligado ao carbono 3´. Essas extremidades são chamadas de extremidades 5´e 3´. Ao longo da cadeia de açúcar-fosfato, estão ligadas as bases nitrogenadas.

O DNA

O DNA é o ácido nucleico responsável por armazenar as informações hereditárias. As informações genéticas nessa molécula estão organizadas em unidades chamadas de genes, os quais são herdáveis.

Observe acima o esquema de uma molécula de DNA.
Observe acima o esquema de uma molécula de DNA.

Esse ácido nucleico é formado por dois polinucleotídios dispostos de maneira espiralada em torno de um eixo imaginário (dupla-hélice). As cadeias de açúcar-fosfato estão organizadas mais externamente e estão unidas por meio de ligações de hidrogênio estabelecidas entre os pares de bases nitrogenadas dispostos mais internamente. O açúcar encontrado nos nucleotídeos do DNA é a desoxirribose.

Vale salientar que as bases nitrogenadas dos nucleotídeos pareiam-se de maneira específica. A adenina só se pareia com a timina, enquanto a guanina sempre se pareia com a citosina. Com isso, temos que as duas cadeias na dupla-hélice do DNA são complementares, assim, ao sabermos a sequência de base de uma cadeia, sabemos imediatamente as bases da outra cadeia.

Um fato curioso é que as moléculas de DNA são muito longas, sendo formadas por vários nucleotídeos. O DNA é a maior macromolécula da célula.

Leia também: Genes – a unidade fundamental da hereditariedade

O RNA

O RNA é um ácido nucleico relacionado com a síntese de proteínas. Além disso, algumas moléculas de RNA apresentam função catalítica, sendo denominadas de ribozimas.

Observe acima o esquema de uma molécula de RNA.
Observe acima o esquema de uma molécula de RNA.

As moléculas de RNA, diferentemente das moléculas de DNA, apresentam-se como cadeias simples. Em algumas situações, o pareamento ocorre, mas com bases presentes em uma mesma cadeia. Essas combinações conferem ao RNA a formação de estruturas tridimensionais. O açúcar do RNA é a ribose e suas bases nitrogenadas são a citosina, guanina, adenina e uracila. A adenina só se pareia com a uracila, e a guanina sempre se pareia com a citosina. Para saber mais sobre esse ácido nucleico, leia: Tipos de RNA.

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Ácidos Nucleicos"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/acidos-nucleicos.htm. Acesso em 23 de junho de 2021.

Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios
Questão 1

(PUCC-SP) Os itens abaixo referem-se à estrutura, composição e função dos ácidos nucleicos.

• Estrutura: I) Dupla hélice; II) Cadeia simples.

• Composição: 1) Presença de uracila; 2) Presença de timina.

• Função: a) síntese de proteínas; b) transcrição gênica.

São características do ácido ribonucleico:

a)      II – 2 – b

b)      I – 1 – a

c)       I – 2 – b

d)      II – 1 – a

e)      II – 1 – b

Questão 2

(PUC-PR) No esquema abaixo sobre a estrutura do DNA, os números 1, 2 e 3 representam, respectivamente:

a)      Base nitrogenada, desoxirribose e fosfato;

b)      Base nitrogenada, fosfato e desoxirribose;

c)       Fosfato, desoxirribose e base nitrogenada;

d)      Fosfato, base nitrogenada e desoxirribose;

e)      Desoxirribose, fosfato e base nitrogenada.

Mais Questões
Artigos Relacionados
Conheça as principais características dos seres vivos e entenda como é feita a distinção entre seres vivos e não vivos.
Que tal aprender mais sobre o DNA? Neste texto abordamos a estrutura, as funções, as diferenças entre DNA e RNA e os processos de replicação e transcrição.
Conceito, sinônimos e classificação dos glicídios
Entenda um pouco mais sobre o composto químico que compõe o DNA
Neste texto conheceremos mais a respeito do núcleo das células, de sua estrutura básica bem como das importantes funções que ele desempenha.
Reprodução que ocorre necessariamente no interior de uma célula hospedeira. Processo de infestação viral.
Conheça os três tipos de RNA e entenda a importância de cada um deles para o processo de tradução.
Saiba no que consiste as vacinas de DNA e quais são suas vantagens e desvantagens.