Aspectos Quantitativos da Eletrólise

Química

Os aspectos quantitativos da eletrólise são baseados nas leis descobertas por Faraday sobre a relação existente entre a massa de metal produzida e a carga elétrica.
PUBLICIDADE

A eletrólise é um processo que tem ampla aplicação industrial e, portanto, os seus aspectos quantitativos são de extrema importância para as fábricas. Por exemplo, eles precisam saber qual é a quantidade de reagente que se deve utilizar, por quanto tempo se deve realizar o processo e quanto do produto desejado vão obter.

Por meio da eletrólise ígnea do cloreto de sódio (sal de cozinha), as indústrias produzem o gás cloro, assim, elas precisam saber qual o volume de gás cloro que vão conseguir obter.

Além disso, várias peças metálicas passam por eletrólise em meio aquoso a fim de serem revestidas por outro metal, como ocorre no caso de semijoias e bijuterias douradas ou prateadas. A qualidade da cor do objeto que foi revestido e a eficiência da proteção contra a sua corrosão dependem, entre outros aspectos, do tempo da eletrólise e da intensidade de corrente elétrica usada.

Assim, o físico e químico inglês Michael Faraday (1791-1867) passou a estudar esses aspectos quantitativos que envolvem a eletrólise e depois de vários experimentos, ele descobriu algumas leis nesse caso.

Michael Faraday (1791-1867)
Michael Faraday (1791-1867)

Uma delas mostrou que a quantidade de massa de um metal que se deposita sobre o eletrodo é diretamente proporcional à quantidade de carga elétrica (Q) que atravessa o circuito.

A carga elétrica (Q) é dada pela seguinte fórmula:

Fórmula da quantidade de carga que atravessa um circuito

Em que:

i = intensidade da corrente elétrica (unidade: ampère – A)
t = tempo (unidade: segundos – s)

Assim, a unidade da carga seria A . s, que é igual à unidade coulomb (C).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Relação entre unidades

No ano de 1909, o físico Robert Andrews Millikan (1868-1953) determinou que a carga elétrica de 1 elétron é igual a 1,602189 . 10-19 C.

Robert Andrews Millikan (1868-1953)
Robert Andrews Millikan (1868-1953)

A constante de Avogadro diz que em 1 mol de elétrons há 6,02214 . 1023 elétrons. Assim, a quantidade de carga transportada pela passagem de 1 mol de elétrons é igual ao produto da carga elétrica de cada elétron pela quantidade de elétrons que temos em 1 mol, ou seja:

1,602189 . 10-19 C . 6,02214 . 1023 = 96486 C

Portanto, se soubermos a quantidade de matéria (n) que percorre o circuito, basta multiplicar pelo valor que acabamos de ver, que encontramos a carga elétrica (Q) que será necessária para realizar o processo de eletrólise que se quer:

Outra fórmula da carga elétrica

Esse valor (96486 C) é conhecido como constante de Faraday (1 F). Desse modo, se a carga utilizada no processo for dada em faraday, então poderemos usar relações estabelecidas por regras de três e calcular a quantidade de massa que será depositada na eletrólise.

Relações de aspectos quantitativos da eletrólise

Leia o texto Aplicações dos Aspectos Quantitativos da Eletrólise para saber exatamente como esses cálculos podem contribuir para a resolução de problemas relacionados aos processos de eletrólise e até mesmo das pilhas.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Peça banhada num tanque de eletrodeposição. A qualidade desse revestimento dependerá de aspectos quantitativos, como o tempo do processo
Peça banhada num tanque de eletrodeposição. A qualidade desse revestimento dependerá de aspectos quantitativos, como o tempo do processo

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FOGAçA, Jennifer Rocha Vargas. "Aspectos Quantitativos da Eletrólise"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/aspectos-quantitativos-eletrolise.htm. Acesso em 26 de janeiro de 2021.

Lista de Exercícios
Questão 1

(UFSE) Na eletrólise de uma solução de sulfato cúprico, tem-se a seguinte redução catódica:

Cu2+(aq) + 2e- → Cu(s)

Quantos mols de íons de Cu2+(aq) são reduzidos por uma quantidade de eletricidade igual a 1,0 faraday?

a) 0,50

b) 1,0

c) 1,5

d) 2,0

e) 2,5

Questão 2

(Unifor-CE) Na obtenção industrial do alumínio, ocorre a seguinte reação catódica:

Al3+ + 3 e- → Al

Sabendo que 1 F (faraday) é a carga de 1 mol de elétrons, quantos faradays provocam a deposição de 9 quilogramas de alumínio? (Dado: MA = 27 u)

a) 3.

b) 30.

c) 100.

d) 300.

e) 1000.

Mais Questões
Artigos Relacionados
Veja neste texto exemplos de cálculos envolvendo os aspectos quantitativos da eletrólise.
Conheça mais detalhes a respeito da platina (Pt), como a sua descoberta, a origem de seu nome, fontes de sua obtenção e principais aplicações.
Conheça o processo de eletrólise da água usado para produzir os gases hidrogênio e oxigênio.
Eletrólise, soluções eletrolíticas, corrente elétrica, reações de óxido-redução, processo químico espontâneo, processo químico não espontâneo, transformador, transformação artificial, indústrias, metais alcalinos, alcalino-terrosos, gás hidrogênio, gás cl
Clique aqui e aprenda sobre eletrólise em meio aquoso, desde sua definição até a forma como ocorre para produção de gases e obtenção de metais.
Entenda a função da eletrólise, processo químico não espontâneo provocado por corrente elétrica.
Reações da Eletrólise, soluções eletrolíticas, corrente elétrica, Eletrólise Ígnea, eletrólito no estado fundido, Semi-reação catódica, Semi-reação anódica, ânions, ânodo, oxidação, cátions, redução, cátodo.
Aplicações da Eletrólise, galvanoplastia, niquelação, cromação, níquel, cromo, cátodo, sódio, alumínio, cloro, soda cáustica, gás hidrogênio, eletrólise ígnea, eletrólise aquosa, metais alcalinos, alcalino-terrosos, gás cloro.
Saiba o processo que permite obter Cloro no estado líquido.
Aprenda a determinar quais substâncias são provenientes de uma eletrólise.