Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Solução da inequação fundamental senx > k

Matemática

A solução da inequação fundamental senx > k é feita por meio do ciclo trigonométrico, no qual se busca o conjunto dos valores de x que fazem senx > k.
É possível encontrar a solução da inequação senx > k por meio da Trigonometria
É possível encontrar a solução da inequação senx > k por meio da Trigonometria
PUBLICIDADE

As inequações trigonométricas são desigualdades que possuem pelo menos uma razão trigonométrica em que o ângulo é desconhecido. A incógnita de uma inequação trigonométrica é um arco, portanto, assim como nas inequações a solução é dada por um intervalo, nas inequações trigonométricas, também. A diferença é que esse intervalo é um arco no ciclo trigonométrico, no qual cada ponto corresponde a um ângulo que pode ser considerado resultado da inequação.

Neste artigo, resolveremos a inequação fundamental senx > k. A solução dessa inequação é análoga à solução das inequações senx < k, senx ≤ k e senx ≥ k.

Ciclo trigonométrico e a solução da inequação

As soluções da inequação senx > k estão no ciclo trigonométrico. Portanto, k deve estar no intervalo [– 1, 1]. Esse intervalo está sobre o eixo y do plano cartesiano, que é o eixo dos senos. Já o intervalo em que está o valor de x é um arco do ciclo trigonométrico.

Supondo que k esteja no intervalo [0, 1], teremos a seguinte imagem:

No eixo dos senos (eixo y), os valores que fazem com que senx > k são aqueles que ficam acima do ponto k. O arco que contempla todos esses valores é o menor, DE, ilustrado na figura acima.

A solução da inequação senx > k considera todos os valores de x (que é um ângulo) entre o ponto D e o ponto E do ciclo. Supondo que o arco menor BD esteja relacionado ao ângulo α, isso significa que o ângulo relacionado ao arco menor, BE, mede π – α. Então, uma das soluções desse problema é o intervalo que vai de α até π – α.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Essa solução é válida apenas para a primeira volta. Caso não haja restrição para a inequação trigonométrica, devemos somar a parcela 2kπ, que indica que k voltas podem ser dadas.

Portanto, a solução algébrica da inequação senx > k, quando k está entre 0 e 1, é:

S = {xER| α + 2kπ < x < π – α + 2kπ}

Com k pertencente ao conjunto dos naturais.

Note que, para a primeira volta, k = 0. Para a segunda volta, temos dois resultados: o primeiro, em que k = 0, e o segundo, em que k = 1. Para a terceira volta, teremos três resultados: k = 0, k = 1 e k = 2; e assim por diante.

Caso em que k é negativo

Quando k é negativo, a solução pode ser obtida de maneira análoga a explicada anteriormente. Assim, teremos no ciclo trigonométrico:

A diferença desse caso para o anterior é que, agora, o ângulo α está relacionado ao arco maior BE. Então, a medida desse arco é π + α. Já o arco maior BD mede 2π – α. Assim, a solução da inequação senx > k, para k negativo, é:

S = {xER| 2π – α + 2kπ < x < π + α + 2kπ}

Além disso, a parcela 2kπ aparece nessa solução pelo mesmo motivo mencionado antes, relacionado ao número de voltas.

Por Luiz Moreira
Graduado em Matemática

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Luiz Paulo Moreira. "Solução da inequação fundamental senx > k"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/matematica/solucao-inequacao-fundamental-senx.htm. Acesso em 25 de setembro de 2021.

Artigos Relacionados
Clique para descobrir como calcular a área do círculo e o comprimento da circunferência tendo em mãos apenas o valor do raio!
Medidas de comprimento de arcos em função do ângulo central.
Aprenda a inequação de 2º grau e descubra como pode ser resolvido esse tipo de desigualdade matemática.
Inequação, Equação, Função, Inequação do 1º grau, Equação do 1º grau, Função do 1º grau, Igualdade, Sinais da inequação, pertence, Solução da inequação, Resolução de inequações.
Clique para aprender a usar a lei do cosseno, que relaciona lados e ângulos de um triângulo não retângulo.
Clique e aprenda a calcular as medidas dos lados de um triângulo qualquer por intermédio da lei dos senos!
Aprenda quais são os números naturais e entenda o conceito de sucessão. Veja também a ideia de paridade de um número natural com exemplos.
Conheça as razões trigonométricas de ângulos obtusos conhecidas como seno e cosseno.
Veja como calcular o valor do seno, cosseno e tangente de um ângulo e saiba quais das razões usar em uma situação problema.
Demonstrando a existência de seno, cosseno e tangente na circunferência trigonométrica.