Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Faz ou fazem?

Gramática

PUBLICIDADE

Muita gente se confunde sem saber quando usar as formas verbais “faz” ou “fazem”, ficando com dúvidas a respeito dessa concordância verbal, já que o verbo “fazer” apresenta conjugação como verbo irregular e, às vezes, como verbo impessoal.

Leia também: Ficaram ou ficarão?

Faz ou fazem: qual a diferença?

O verbo “fazer” pode ser conjugado como um verbo irregular ou, em determinados contextos, como um verbo impessoal, o que confunde muita gente. Isso porque os verbos impessoais não apresentam sujeito, então, só podem ser conjugados na 3ª pessoa do singular.

O verbo “fazer” pode ser conjugado como um verbo impessoal ou um verbo irregular.
O verbo “fazer” pode ser conjugado como um verbo impessoal ou um verbo irregular.

Quando usar corretamente “faz”?

A forma verbal “faz” corresponde à 3ª pessoa do singular no presente do indicativo. No entanto, é preciso entender quando seu uso se dá como verbo irregular ou como verbo impessoal.

  • Verbo irregular

Caso haja conjugação como verbo irregular, a forma “faz” estará num enunciado que apresenta sujeito, aquele que executa a ação, aquele que “faz” o que está sendo enunciado.

Dica: nesses casos, seria possível substituir o sujeito pela 1ª ou 2ª pessoa tanto do singular quanto do plural (“eu”, “tu”, “nós”, “vós”, “eles” ou “elas”).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Veja alguns exemplos:

  • Ela faz muitas obras incríveis desde que se graduou!

  • Você faz diversos bolos gostosos!

  • Faz tanta coisa, não sei como não se cansa.

Nas orações anteriores, o sujeito do verbo “faz” é, respectivamente, “ela”, “você” e um sujeito oculto, em todos os casos, correspondendo à 3ª pessoa do singular. Note que seria possível substituir os sujeitos pela 1ª pessoa do singular, por exemplo:

  • Eu faço muitas obras incríveis desde que me graduei!

  • Faço tanta coisa, não sei como não me canso.

  • Verbo impessoal

O verbo impessoal, por outro lado, é aquele que não apresenta sujeito, sendo apenas conjugado na 3ª pessoa do singular. Quando o verbo “fazer” tem sentido de tempo decorrido ou indica fenômeno da natureza, não há sujeito. Note que são enunciados sem pronome e que não podem ser substituídos pelas outras pessoas do discurso, como a 1ª pessoa do singular e a 3ª pessoa do plural, por exemplo.

Leia estes exemplos:

  • Faz tanto tempo que não nos vemos!

  • faz 84 anos que isso aconteceu...

  • Faz mais de 30 ºC agora.

  • Faz dias muito frios em Curitiba.

Nos exemplos, não há sujeito. Por isso, o verbo permanece conjugado na 3ª pessoa do singular, independentemente de como é o complemento. Não seria possível substituir por uma conjugação com o sujeito “eu” (“faço”) nem com o sujeito “eles” ou “elas” (“fazem”).

Mesmo em locuções verbais, se o verbo “fazer” for impessoal, o verbo que o acompanha também permanecerá no singular:

  • deve fazer 84 anos que isso aconteceu...

  • Vai fazer mais de 30 ºC agora.

Veja também: Chego ou chegado?

Quando usar corretamente “fazem”?

  • Verbo irregular

A forma verbal “fazem” é usada na conjugação de 3ª pessoa do plural sempre que houver um sujeito para o verbo “fazer”.

Observe:

  • Elas fazem muitas obras incríveis desde que se graduaram!

  • Vocês fazem diversos bolos gostosos!

  • Fazem tanta coisa, não sei como não se cansam.

Nos exemplos, há um sujeito que executa a ação, sabidamente um sujeito no plural, mesmo que seja oculto no último caso.

Exercícios resolvidos

Questão 1 - (Cesgranrio) A forma verbal destacada está empregada adequadamente, de acordo com a norma-padrão no que se refere aos verbos impessoais, em:

A) Os estudiosos do mundo inteiro calculam que faz duas décadas que o consumo global ultrapassou a capacidade de recuperação total do planeta.

B) O alerta repetido pelos interessados na redução da pobreza é: “Quantos anos têm que as políticas econômicas causam um enorme custo social!”

C) O curso de engenharia florestal foi inserido no currículo porque faziam três semestres que os alunos demandavam essa nova formação.

D) Os jornais noticiaram que, durante a conferência sobre o clima, haviam boas oportunidades de discutir temas relevantes para o planeta.

E) É evidente que, nas questões de mudanças climáticas, tratam-se de opiniões que situam ambientalistas e economistas em grupos distintos.

Resolução

Alternativa A. Os verbos impessoais, em todas as alternativas, deveriam estar conjugados na 3ª pessoa do singular, o que só ocorre na alternativa A.

Questão 2 - (Imagine)

Alguns verbos possuem particularidades em sua conjugação, podendo ser considerados verbos irregulares, conjugados em todos os tempos verbais, modos verbais e pessoas gramaticais bem como verbos impessoais, não apresentando sujeito, quando então serão conjugados sempre na 3ª pessoa do singular. Assinale a alternativa em que a concordância com o verbo impessoal está correta:

A) Trabalho nisso faz uns 15 anos e não posso dizer que estou perto de concluir.

B) Houveram lágrimas, muitas lágrimas, mas ninguém percebeu.

C) Aqueles que não fazem nada estão sempre dispostos a criticar os que fazem algo.

D) Os homens distinguem-se pelo que fazem, as mulheres, pelo que levam os homens a fazer.

Resolução

Alternativa A, em que o verbo impessoal “faz” está na 3ª pessoa do singular. Na alternativa B, o verbo impessoal está incorretamente conjugado na 3ª pessoa do plural. Nas alternativas C e D, não há verbo impessoal.

 

Por Guilherme Viana
Professor de Gramática

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

VIANA, Guilherme. "Faz ou fazem?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/faz-ou-fazem.htm. Acesso em 15 de junho de 2021.

Artigos Relacionados
Saiba se o certo é usar “chego” ou “chegado” e veja quando utilizar essas duas palavras.
Entenda quando você deve usar o termo “ficaram” e quando você pode utilizar o vocábulo “ficarão”. Faça também exercícios para fixar o conteúdo.
Leia este artigo e tire suas dúvidas quanto ao verbo HAVER no pretérito perfeito: Houve ou houveram?
Veja os significados de ratificar e retificar. Identifique quais são os contextos adequados para a utilização dessas palavras, por meio da observação dos exemplos.
Aprenda a diferença entre os verbos “serrar” e “cerrar”. Veja exemplos de seu uso para entender o contexto.
Tem ou têm? Saiba tudo sobre o acento circunflexo diferencial no verbo ter. Entenda quando usar tem e quando o certo é têm.