Whatsapp

Chego ou chegado?

Gramática

PUBLICIDADE

“Chego” ou “chegado”? A resposta é “chegado”. Afinal, não existe particípio irregular para o verbo “chegar”. Portanto, usar o vocábulo “chego” em locuções verbais formadas pelos verbos “ter” ou “haver”, como em “tinha chego”, só se justifica em linguagem coloquial. Isso porque, de acordo com a norma culta, o termo “chego” só pode ser usado para indicar a conjugação do verbo “chegar” na primeira pessoa do singular do presente do indicativo, isto é, “eu chego”.

Leia também: Houve ou houveram?

O certo é “chego” ou “chegado”?

Segundo a norma culta, os particípios regulares são usados depois dos verbos “ter” ou “haver”, como, por exemplo, “ter chegado” ou “haver chegado”. Já os irregulares são utilizados na voz passiva, depois de verbos como “ser”, “estar”, “ficar”, entre outros. Assim, a palavra “chegado” é um particípio regular (aquele terminado em “-ado” ou “-ido”). Já o vocábulo “chego”, a princípio, pode parecer um particípio irregular.

No entanto, construções como “é chego o momento” não fazem parte da estrutura linguística da língua portuguesa. Isso porque “chego” não é, de fato, um particípio irregular. Além disso, seu uso na voz ativa, isto é, após os verbos “ter” e “haver” só ocorre na linguagem coloquial. Assim, o uso de “tinha chego” é considerado inadequado em um contexto formal, ou seja, o certo é “chegado”.

O verbo “chegar” possui apenas particípio regular.
O verbo “chegar” possui apenas particípio regular.

Exemplos de uso do “chegado”

O verbo “chegar” apresenta apenas particípio regular.
Mariano tinha chegado ao trabalho mais cedo para organizar os contratos.
Havia chegado o momento de decidir quem teria o destino do país nas mãos.

Se Julieta houvesse chegado ao topo do Everest, hoje não seria uma desconhecida.
Eu não poderia ter chegado tão longe não fosse a ajuda dos meus amigos.
Estavam ali todos aqueles que haviam chegado à fronteira no dia anterior.

Leia também: Ratificar e retificar — quando usar cada um?

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Exemplos de uso do “chego”

O uso de “chego” só se justifica na conjugação do verbo “chegar” na primeira pessoa do singular do presente do indicativo.

Eu chego a pensar que falta bom senso à população.
Todas as vezes que chego ao ônibus, ela está sentada no meu lugar.

Se chego tarde, ele não vai perdoar meu atraso.
Acredito que eu chego lá sem o seu apoio.
Quando chego ao teatro, quero que o espetáculo comece.

Verbos no particípio

A seguir, alguns exemplos de verbos no particípio. Observe que nem todos possuem a forma regular.

Infinitivo

Particípio regular

Particípio irregular

Abrir

Aberto

Acender

Acendido

Aceso

Cobrir

Coberto

Corrigir

Corrigido

Correto

Dispersar

Dispersado

Disperso

Distinguir

Distinguido

Distinto

Dizer

Dito

Eleger

Elegido

Eleito

Entregar

Entregado

Entregue

Envolver

Envolvido

Envolto

Enxugar

Enxugado

Enxuto

Escrever

Escrito

Exprimir

Exprimido

Expresso

Fazer

Feito

Fritar

Fritado

Frito

Ganhar

Ganhado

Ganho

Gastar

Gastado

Gasto

Imprimir

Imprimido

Impresso

Morrer

Morrido

Morto

Pagar

Pagado

Pago

Pôr

Posto

Romper

Rompido

Roto

Ver

Visto

Vir

Vindo


Veja também: Ver ou vir?

Exercícios resolvidos

Questão 01

Analise os enunciados abaixo e marque a alternativa em que o uso de “chego” ou “chegado” está correto.

a) Se eu tivesse chego mais cedo, meus pais não tinham brigado comigo.

b) Nas quartas-feiras, chego à minha casa por volta das nove horas da noite.

c) Ele tinha chego depois que a tragédia familiar já tinha acontecido.

d) Irina me xingou porque eu havia chego tarde à festa de seu irmão.

e) Ele era chego a uma boa mentira e gostava de enganar a todos nós.

Resolução:

Alternativa “b”.

Nesse caso, o verbo “chego” está empregado corretamente, pois está flexionado na primeira pessoa do singular do presente do indicativo.

Questão 02

Leia os enunciados a seguir e marque a alternativa em que a palavra “chegado” tem o sentido de “ter predileção por”.

a) Ela tinha chegado com aquele seu jeito arrogante de ser.

b) Leandro era meu amigo mais chegado e mais antigo também.

c) Orlando é chegado a um bom doce de leite com queijo.

d) O meu “chegado” sabia bem como andar por aquela cidade.

e) Ele era chegado ao ministro e, por isso, está sendo investigado.

Resolução:

Alternativa “c”.

O enunciado informa que Orlando gosta de, tem predileção por um bom doce de leite com queijo.

  

Por Warley Souza
Professor de Gramática

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Warley. "Chego ou chegado?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/chego-ou-chegado.htm. Acesso em 26 de fevereiro de 2021.

Artigos Relacionados
Já teve dúvidas sobre a grafia de “quis” e de “quiz”? Aprenda a diferença entre essas duas palavras, e descubra quando usar cada uma delas com os exemplos listados.