Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Conjunciones subordinantes

As conjunciones subordinantes (conjunções subordinadas em espanhol) são usadas para indicar as relações existentes entre a oração principal e a subordinada.

Conjunciones subordinantes escrito em fundo roxo com materiais escolares ao redor.
As conjunciones subordinantes são muito importantes na construção da coesão de um texto.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

As conjunciones subordinantes conjunções subordinadas em espanhol estabelecem uma relação de dependência entre a oração principal e a oração subordinada. O maior número desse grupo é formado pelas locuciones conjuntivas, expressões formadas por duas ou mais palavras que cumprem a função de conjunção subordinada. As conjunciones subordinantes são classificadas em:

  • causales,

  • concesivas,

  • condicionales,

  • consecutivas,

  • finales e

  • temporales.

Por se tratarem de elementos importantes na construção da coesão textual — conexão e harmonia entre os elementos de um texto —, é comum que as conjunções formem parte dos textos da esfera argumentativa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). No entanto, tenha em conta que essa prova não avalia elementos gramaticais de maneira isolada, mas sim contextualizada nos textos apresentados. Portanto, observe com muita atenção o valor que cada conjunção assume nos exemplos que seguem, para que você possa interpretar bem os textos em que elas possam aparecer no Enem.

Leia também: Preposición – as preposições em espanhol

Tópicos deste artigo

Quadro com as conjunciones subordinantes

Conjunciones subordinantes

Clasificación

Español

Portugués

Causales

a causa de que

por causa de

como

como

dado que

dado que

en vista de que

em vista de que

porque

porque

pues

pois

puesto que; ya que

já que

que

que

no porque

não porque

por

por

Concesivas

aunque

embora, ainda que, mesmo que

a pesar de que, pese a que

apesar de, pese a

por más que

por mais que

por mucho que

ainda/mesmo que + subjuntivo + muito

mesmo/ainda + gerúndio + muito

por poco que

ainda/mesmo que + subjuntivo + pouco

mesmo + gerúndio + pouco

Condicionales

Si

se

como + verbo no modo subjuntivo

se

a no ser que

a não ser que

a menos que

a menos que

excepto que

salvo se

salvo que

a não ser que

con tal de que

contanto, desde que

de + verbo no infinitivo

se

Consecutivas

así que

então

por lo tanto; por tanto

portanto

por consiguiente

por conseguinte

por eso

por isso

conque

então, portanto, de maneira que

luego

logo, portanto

de ahí que + verbo no modo subjuntivo

por isso

tanto que

tanto que

de tal modo que, de tal manera que

de tal modo, de tal maneira

tan + adjetivo/advérbio + que + verbo no modo indicativo

tão + adjetivo/advérbio + que + verbo no modo indicativo

Finales

a (que); para (que)

para (que)

a fin de (que)

a fim de (que)

con vistas a (que)

com vistas a (que)

con la intención de (que)

com a intenção de (que)

con el objeto de (que)

com o objetivo de

con el propósito de (que)

com o propósito de

que

para que

Temporales

Cuando

cuando

apenas

mal, tão logo

en cuanto, tan pronto como

nada más+infinitivo:

assim que, logo que

mientras (tanto)

enquanto (isso)

antes de que

antes de

después de que

depois de

Videoaula sobre as conjunciones subordinantes

Classificação das conjunciones subordinantes

A seguir, você aprenderá sobre a classificação das conjunções subordinadas em espanhol. Em alguns casos, o sentido dessas conjunções pode mudar dependendo do tempo verbal com o qual são empregadas. Observe com atenção os exemplos dados:

  • Causales

Essas conjunções indicam a causa ou motivo da ação do verbo principal.

a) a causa de que, como, dado que, en vista de que, porque, pues, puesto que, que, ya que + verbo no modo indicativo

Logró mudarse de país, dado que se la consideraban refugiada.
Conseguiu mudar de país, dado que a consideravam refugiada.

b) No porque + verbo no modo subjuntivo

Te digo estas cosas no porque me guste molestarte, sino porque me caes bien.
Te digo estas coisas não porque goste de te incomodar, mas porque gosto de você.

c) Por + verbo no infinitivo

No lograba leer bien por estar sin lentes.
Não conseguia ler bem por estar sem óculos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Concesivas

Indicam obstáculo ou objeção para a realização da ação indicada pelo verbo principal.

a) aunque: embora, ainda que, mesmo que.

Com o modo indicativo, indica um acontecimento real:

Aunque no hay exámenes, voy a estudiar más.
Mesmo não tendo provas, vou estudar mais.

Nesse caso, o sujeito não terá provas sobre o conteúdo estudado.

Com o modo subjuntivo, essa conjunção indica uma hipótese:

Aunque no haya exámenes, voy a estudiar más.
Mesmo que não haja provas, vou estudar mais.

Nesse caso, pode ser que o sujeito não tenha provas.

As conjunções concessivas a pesar de que, pese a que e por más funcionam sob as mesmas regras.

b) por mucho que, por poco que + verbo no modo subjuntivo: ainda que, mesmo que.

Por mucho que quiera, no logro aprender este baile.
Por mais que eu queira, não consigo aprender esta dança.

  • Condicionales

Expressam uma condição para o cumprimento da ação.

a) Si: se. Indica uma ação provável.

Quando se trata de uma ação do presente, a tradução se dará com o futuro do subjuntivo em língua portuguesa.

Si necesito, te llamo.
Se eu precisar, te ligo.

Si hubiera viajado este año, habría ido a Bogotá.
Se eu tivesse viajado este ano, teria ido a Bogotá.

b) Como + verbo no modo subjuntivo: tem o mesmo valor de “se”. Muitas vezes, é usado para fazer uma advertência ou uma ameaça ao destinatário.

Como no comas la ensalada, no tendrás helado de postre.
Se você não comer a salada, não terá sorvete de sobremesa.

c) A no ser que, a menos que, excepto que, salvo que, con tal de que + verbo no modo subjuntivo:

Me gustaría cambiar de lugar, a no ser que te moleste.
Gostaria de mudar de lugar, a não ser que te incomode.

d) De + verbo no infinitivo: expressa uma condição improvável.

De haber leído las instrucciones, no hubieras armado mal el ropero.
Se você tivesse lido as instruções, não teria montado mal o guarda-roupa.

  • Consecutivas

Expressam o efeito ou a consequência da oração principal.

a) Así que, por lo tanto, por consiguiente, por eso + verbo no modo indicativo:

Él siempre se queja de todo, así que no te fíes de sus reclamos.
Ele sempre reclama de tudo, então não preste atenção.

b) Conque: então, portanto, de maneira que. É usado com verbos nos modos indicativo ou imperativo.

Elena ya llegó, conque apúrate.
Elena já chegou, então se apresse.

c) de ahí que + verbo no modo subjuntivo:

No sabía qué hacer, de ahí que te haya llamado.
Não sabia o que fazer, por isso te liguei.

  • Finales

Expressam o objetivo ou finalidade.

a) A (que), para (que), a fin de (que), con vistas a (que), con la intención de (que), con el objeto de (que), con el propósito de (que)…

A fin de ordenar el aula, la profesora pidió silencio.
A fim de organizar a sala, a professora pediu silêncio.

b) Que: geralmente segue a fórmula imperativo + que + presente do subjuntivo.

Termina la tarea, que no puedo estar más tiempo esperándote.
Termine a tarefa, que eu não posso ficar mais tempo te esperando.

  • Temporales

Expressam tempo.

a) Cuando, apenas (assim que), en cuanto, mientras (tanto) – enquanto (isso) –, tan pronto como, cada vez que, hasta que, siempre que. Usa-se o modo indicativo quando a ação acontece no presente ou no passado.

Cuando tengo tiempo, me gusta ir a la biblioteca.
Quando eu tenho tempo, gosto de ir à biblioteca.

En cuanto cenó, se fue a dormir.
Assim que comeu, foi dormir.

Quando se trata de uma ação do futuro, usa-se o presente do subjuntivo:

En cuanto llegue a casa, te llamo.
Te ligo logo que chegar em casa.

b) Nada más + infinitivo

Nada más acostarse, tocó el timbre.
Assim que se deitou, a campainha tocou.

Leia também: Conjunciones coordinantes — conjunções coordenadas em espanhol

Exercícios resolvidos sobre conjunciones subordinantes

Questão 01

(UEG 2008/2)

MICROMACHISMOS: SI HACES ALGUNA DE ESTAS COSAS, DEBES REPLANTEARTE TU COMPORTAMIENTO

Pese a las reivindicaciones históricas desde los años setenta y la creciente concienciación respecto a la lacra del machismo en todos los ámbitos culturales y políticos en los últimos años, hay pequeños restos que muchos (y muchas) siguen teniendo interiorizados. Son secuelas de nuestra educación y de los productos culturales que nos han formado como personas que hacen que, aunque critiquemos y denunciemos el machismo, podamos caer en algunas de sus trampas sin darnos cuenta.

Hoy, 8 de marzo, Día Internacional de la Mujer, y en medio de una huelga de profesionales femeninas, queremos poner el foco sobre todo lo que aun seguimos haciendo mal. Una lista a base de ejemplos (que van del micromachismo al, en algunos casos, machismo a secas) que demuestran que tal vez hemos entendido el grueso de las reivindicaciones feministas, pero nos falta mucha letra pequeña que leer.

“He comentado a un amigo que se quedaba al cuidado de sus hijos: “Hoy te han dejado de niñera”.

“Cuando el niño va al médico o de compras, lo acompaña su madre. Cuando el niño va al fútbol, lo acompaño yo.”

“Invitado a comer en la casa de unos amigos, he felicitado a la mujer por la comida sin preguntar antes quién había cocinado.”

“Trabajo en un centro público destinado a mujeres y he puesto únicamente revistas de moda y sociedad en la sala de espera.”

Micromachismos: si haces alguna de estas cosas, debes replantearte tu comportamiento.

Disponível em: . Acesso em: 9 mar. 2018. (Fragmento).

En el primer párrafo del texto se menciona que el origen de los rasgos de los micromachismos reside en el

a) crecimiento de los productos culturales destinados a los hombres.

b) desvarío habido desde los años setenta del pasado siglo.

c) control ejercido desde la política sobre la educación.

d) liderazgo de agentes culturales sin educación.

e) proceso formativo de las personas.

Solução

O primeiro parágrafo do texto explica que, apesar (pese a, aunque) das reivindicações e avanços originados pela conscientização a respeito das mazelas do machismo, ainda existem “sequelas” desse problema, os quais são denominados no texto como micromachismos. Tais mazelas são frutos de nossa educação e da cultura que consumimos em nosso processo formativo. Sendo assim, a resposta correta é a alternativa E.

Questão 02

(Unievangélica 2017/2)

No vivo en una sociedad perfecta
yo pido que no se le dé ese nombre,
si alguna cosa me hace sentir esta
es porque la hacen mujeres y hombres.

El extremista y el cobarde
van convergiendo en su dolor
mientras el resto con amor
trabaja porque se le hace tarde.

Así sucede en los parajes
donde subir te hace mejor
el falso no tiene valor
el verdadero sigue su viaje.
No vivo en una sociedad perfecta
yo pido que no se le dé ese nombre,
si alguna cosa me hace sentir esta
es porque la hacen mujeres y hombres.

Nos versos van convergiendo su dolor mientras el resto con amor, o termo mientras pode ser substituído, sem alterar o sentido, por

a) aunque.

b) por esto.

c) desde que.

d) entretanto.

Solução

O termo mientras (enquanto) tem como sinônimo a conjunção temporal entretanto. Sendo assim, a alternativa correta é a letra D.

 

Por Renata Martins Gornattes
Professora de Espanhol

Escritor do artigo
Escrito por: Renata Martins Gornattes Graduação em Letras Espanhol pela Faculdade de Letras da Universidade Federal de Goiás (FL/UFG). Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR). Professora de Espanhol da Seduc-MT, atuando no ensino fundamental, médio e em cursinho pré-vestibular.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GORNATTES, Renata Martins. "Conjunciones subordinantes"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/espanhol/conjunciones-subordinantes.htm. Acesso em 14 de abril de 2024.

De estudante para estudante