Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Conjunciones coordinantes

As conjunções coordenadas em espanhol (conjunciones coordinantes) têm a função de unir termos de igual valor em uma oração.

Fundo amarelo com clips, post it e lápis onde se lê: Conjunciones coordinantes.
As conjunções coordenadas em espanhol podem ser classificados em três tipos.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

As conjunciones coordinantes (conjunções coordenadas em espanhol) têm como função unir orações e palavras de quase todas as classes gramaticais, indicando adição, alternância ou oposição de ideias. Subdividem-se em:

  • copulativas (simples e compuestas),

  • disyuntivas (simples e compuestas) e

  • adversativas.

Neste artigo, você aprenderá sobre a classificação das conjunções e verá exemplos práticos nos quais elas serão usadas.

Leia também: Marcadores temporales — palavras em espanhol usadas para indicar o tempo

Tópicos deste artigo

Quadro com as conjunciones coordinantes

Conjunciones coordinantes

Clasificación

Español

Portugués

Copulativas

Simples

 

y/e

ni

e

nem

Compuestas

 

ni… ni

tanto… como

tanto… cuanto

así... como

nem… nem

tanto… quanto

tanto… quanto

tanto… quanto

Disyuntivas y distributivas

Simples

 

o/u

ou

Compuestas

 

o… o

bien… bien

ya… ya

ora… ora

sea… sea

ou… ou

ou… ou

ora… ora

ora… ora

seja… seja

Adversativas

pero/mas

sino

no… sino que

no solo… sino también

mas

senão/mas sim

não só/somente… apenas

não só… mas também

Videoaula sobre as conjunciones coordinantes

Classificação das conjunciones coordinantes

As conjunções coordenadas subdividem-se em:

  • Copulativas: são aquelas que indicam adição ou acréscimo. Subdividem-se em:

a) Simples: y, e, ni.

Felipe me llamó y dijo que no viene.

Felipe me ligou e disse que não vem.

¡OJO! Antes de palavras iniciadas por i ou hi, a conjunção y se converte em e. Antes do ditongo hie, a conjunção y permanece.

Madre e hija.
Mãe e filha.

Agua y hielo.
Água e gelo.

b) Compostas: ni… ni; tanto… como; tanto… cuanto; así... como (essa última de uso pouco habitual):

Tanto Soledad como Carmen sacaron buenas notas.

Tanto Soledad como Carmen tiraram boas notas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Disyuntivas y distributivas: indicam alternância e/ou escolha.

a) Simples: apenas as conjunções disyuntivas o/u.

Cómprate el pantalón o las bermudas.
Compre a calça ou as bermudas.

¡OJO! A conjunção o se transforma em u ante palavras iniciadas por o ou ho:

Uno u otro.
Um ou outro.

Mañana u hoy.
Amanhã ou hoje.

b) Compuestas: sea… sea; ya… ya; ora… ora; bien… bien; o… o.

Ora está lloviendo, ora hace sol.
Ora está chovendo, ora faz sol.

Bien almuerzas, bien te comes el postre.
Ou você almoça ou come a sobremesa.

  • Adversativas: são usadas quando queremos indicar oposição de ideias.

a) Pero: sinônimo de mas em língua portuguesa, forma que também em espanhol arcaico.

No quería dormir, pero tenía que levantarse temprano.

Não queria dormir, mas tinha que levantar cedo.

b) Sino: esta conjunção é traduzida como mas ou senão em português, mas é usada apenas depois de uma oração negativa.

No estaba enojado sino aburrido.

Não estava chateado, mas sim entediado.

c) sino que: somente, apenas

No hizo la tarea sino que la copió de un compañero.

Não fez a tarefa, apenas a copiou de um colega.

d) no solo… sino también: usada para indicar adição de elementos à frase.

No solo ella tenía dudas, sino también sus compañeras.

Não somente ela tinha dúvidas, mas também suas colegas.

e) no obstante, sin embargo: são traduzidos como porém, contudo, entretanto.

Votar es importante; sin embargo es necesario que se vote a conciencia.

Votar é importante; entretanto, é necessário votar com consciência.

Leia também: Los adverbios — a classe de palavras que modifica o significado de verbos, advérbios e adjetivos

Exercícios resolvidos sobre conjunciones coordenantes

Questão 01

(Unievangélica 2018)

El material eterno que volvimos desechable

Antes, entre finales del siglo XIX y comienzos del XX, el celuloide y la baquelita ‒ los primeros plásticos ‒, reemplazaron el marfil, el carey, la madera y el vidrio en la producción de cientos de artefactos: juguetes, cepillos, rollos de películas, bolas de billar, radios, teléfonos y demás. Pero fue con la Segunda Guerra Mundial que el plástico se disparó. Pero hoy, más de 70 años después del fin de la guerra, ese símbolo cambió. La premonición de 1946 se cumplió: nadie ni nada pudo detenerlo. Estamos tan rodeados de plástico que vivir una vida sin él parece imposible. Está presente en objetos tan cotidianos como envases y empaques, y escondido en otros no tan obvios como electrónicos y cremas exfoliantes. Su omnipresencia, sumada a su carácter desechable, lo ha convertido en el símbolo de la crisis ambiental que enfrentamos. Sin embargo, el problema no es el plástico en sí. El material tiene características formidables y seguramente lo necesitaremos para nuestro desarrollo futuro. El problema es nuestra insensatez: creamos un material para la eternidad, pero lo volvimos desechable por excelencia. Utilizamos por solo 5 minutos una botella plástica y luego la tiramos para que viva en el relleno o en el océano durante 500 años. Y eso mismo ocurre con los pitillos, bolsas, cubiertos, cepillos de dientes y cientos de envases y empaques que usamos efímeramente a diario. Algunos dirán que el reciclaje es la solución. Y lo es, pero de forma complementaria. En una economía circular reciclar es una acción complementaria.

Disponível em: . Acesso em: 01 fev. 2018. (Adaptado)

No fragmento “Pero fue con la Segunda Guerra Mundial que el plástico se disparó”, a conjunção “pero” pode ser substituída sem perda de sentido por

a) ya que.

b) mientras.

c) apenas.

d) sin embargo.

Solução

A conjunção pero é uma conjunção adversativa, sendo sinônimo de sin embargo. Portanto, a resposta correta é a letra D.

Questão 2

(Enem 2016/PPL)

Charge em espanhol de questão do Enem PPL 2016.

A charge apresenta uma interpretação dos efeitos da crise econômica espanhola e questiona o(a):

a) decisão política de salvar a moeda única europeia.

b) congelamento dos salários dos funcionários.

c) apatia da população em relação à política.

d) confiança dos cidadãos no sistema bancário.

e) plano do governo para salvar instituições financeiras.

Solução

Por meio da frase “¿Pero tiene esto sentido?”, a charge questiona a forma como a Espanha lida com os efeitos da crise, ou seja, reduzindo salários, aposentadorias e ajudas de custo à população. Sendo assim, a alternativa correta é a letra E.

 

Por Renata Martins Gornattes
Professora de Espanhol

Escritor do artigo
Escrito por: Renata Martins Gornattes Graduação em Letras Espanhol pela Faculdade de Letras da Universidade Federal de Goiás (FL/UFG). Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR). Professora de Espanhol da Seduc-MT, atuando no ensino fundamental, médio e em cursinho pré-vestibular.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GORNATTES, Renata Martins. "Conjunciones coordinantes"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/espanhol/conjunciones-coordinantes.htm. Acesso em 21 de maio de 2024.

De estudante para estudante