Modo indicativo

Gramática

PUBLICIDADE

Modo indicativo é um tipo de flexão verbal caracterizada pela certeza do enunciador em relação ao fato enunciado. Assim, os tempos verbais simples no modo indicativo são:

  • presente;
  • pretérito perfeito;
  • pretérito imperfeito;
  • pretérito mais-que-perfeito;
  • futuro do presente; e
  • futuro do pretérito.

Já os tempos verbais compostos são:

  • pretérito perfeito;
  • pretérito mais-que-perfeito;
  • futuro do presente;
  • futuro do pretérito.

Leia também: Dez dicas de Português sobre verbos

O que é modo indicativo?

Os modos verbais são o indicativo, o subjuntivo e o imperativo. Cada um deles possui características específicas e indica a atitude do enunciador diante do fato enunciado. Essa atitude, no caso do modo indicativo, está associada à certeza do enunciador de que o fato por ele expresso é real. Assim, a flexão de modo está diretamente relacionada à postura do enunciador perante os acontecimentos.

O verbo flexionado no modo indicativo, portanto, não expressa incerteza (modo subjuntivo) ou ordem (modo imperativo), pois o enunciador considera que, sem dúvida, o que está expressando é algo real, verdadeiro. Dessa maneira, ao dizer, por exemplo, que “A humanidade caminha para a sua extinção”, o enunciador dessa oração está afirmando algo, não é uma hipótese, pois ele tem certeza do que diz.

O modo indicativo está relacionado à certeza; e o subjuntivo, à dúvida.
O modo indicativo está relacionado à certeza; e o subjuntivo, à dúvida.

Tempos no modo indicativo

A seguir, como exemplo, vamos apresentar a conjugação do verbo SABER, no modo indicativo, nos tempos verbais simples:

Presente

Pretérito perfeito

Pretérito imperfeito

Eu sei

Tu sabes

Ele, ela sabe

Nós sabemos

Vós sabeis

Eles, elas sabem

Eu soube

Tu soubeste

Ele, ela soube

Nós soubemos

Vós soubestes

Eles, elas souberam

Eu sabia

Tu sabias

Ele, ela sabia

Nós sabíamos

Vós sabíeis

Eles, elas sabiam

Pretérito mais-que-perfeito

Futuro do presente

Futuro do pretérito

Eu soubera

Tu souberas

Ele, ela soubera

Nós soubéramos

Vós soubéreis

Eles, elas souberam

Eu saberei

Tu saberás

Ele, ela saberá

Nós saberemos

Vós sabereis

Eles, elas saberão

Eu saberia

Tu saberias

Ele, ela saberia

Nós saberíamos

Vós saberíeis

Eles, elas saberiam

 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

E também a conjugação do verbo SABER, no modo indicativo, nos tempos verbais compostos:

Pretérito perfeito

Pretérito mais-que-perfeito

Eu hei sabido

Tu hás sabido

Ele, ela há sabido

Nós havemos sabido

Vós haveis sabido

Eles, elas hão sabido

OU

Eu tenho sabido

Tu tens sabido

Ele, ela tem sabido

Nós temos sabido

Vós tendes sabido

Eles, elas têm sabido

Eu havia sabido

Tu havias sabido

Ele, ela havia sabido

Nós havíamos sabido

Vós havíeis sabido

Eles, elas haviam sabido

OU

Eu tinha sabido

Tu tinhas sabido

Ele, ela tinha sabido

Nós tínhamos sabido

Vós tínheis sabido

Eles, elas tinham sabido

Futuro do presente

Futuro do pretérito

Eu haverei sabido

Tu haverás sabido

Ele, ela haverá sabido

Nós haveremos sabido

Vós havereis sabido

Eles, elas haverão sabido

OU

Eu terei sabido

Tu terás sabido

Ele, ela terá sabido

Nós teremos sabido

Vós tereis sabido

Eles, elas terão sabido

Eu haveria sabido

Tu haverias sabido

Ele, ela haveria sabido

Nós haveríamos sabido

Vós haveríeis sabido

Eles, elas haveriam sabido

OU

Eu teria sabido

Tu terias sabido

Ele, ela teria sabido

Nós teríamos sabido

Vós teríeis sabido

Eles, elas teriam sabido

 

Assim, é possível construir, nos tempos verbais simples, enunciados como:

Sei que posso conseguir a promoção.

Quando Maria soube da viagem, ficou extremamente feliz.

A verdade é que sabíamos, há muito tempo, dos desvios de dinheiro.

Elas souberam do resultado do concurso ontem à noite.

Saberás como proceder, meu filho.

Matilde saberia aproveitar as oportunidades quando estivesse em Paris.

Já nos tempos verbais compostos:

Devo reconhecer que os irmãos hão sabido manejar a situação.

OU

Devo reconhecer que os irmãos têm sabido manejar a situação.

Já que havíamos sabido ocultar as provas de nossa boa ação, não recebemos nenhum agradecimento.

OU

Já que tínhamos sabido ocultar as provas de nossa boa ação, não recebemos nenhum agradecimento.

Quando Amélia chegar, no mês que vem, já haverei sabido contornar todos os problemas.

OU

Quando Amélia chegar, no mês que vem, já terei sabido contornar todos os problemas.

Haveriam sabido como pagar as suas dívidas se Adamastor lhes tivesse dado mais tempo.

OU

Teriam sabido como pagar as suas dívidas se Adamastor lhes tivesse dado mais tempo.

Leia também: Verbos regulares — aquele que, ao serem conjugados, não sofrem modificação em seu radical

O indicativo é um modo verbal que expressa certeza do enunciador.
O indicativo é um modo verbal que expressa certeza do enunciador.

Exercícios resolvidos

Questão 1 (Enem)

João/ Zero (Wagner Moura) é um cientista genial, mas infeliz porque há 20 anos atrás foi humilhado publicamente durante uma festa e perdeu Helena (Alinne Moraes), uma antiga e eterna paixão. Certo dia, uma experiência com um de seus inventos permite que ele faça uma viagem no tempo, retornando para aquela época e podendo interferir no seu destino. Mas quando ele retorna, descobre que sua vida mudou totalmente e agora precisa encontrar um jeito de mudar essa história, nem que para isso tenha que voltar novamente ao passado. Será que ele conseguirá acertar as coisas?

Disponível em: http://adorocinema.com. Acesso em: 4 out. 2011.

Qual aspecto da organização gramatical atualiza os eventos apresentados na resenha, contribuindo para despertar o interesse do leitor pelo filme?

a) O emprego do verbo haver, em vez de ter, em “há 20 anos atrás foi humilhado”.

b) A descrição dos fatos com verbos no presente do indicativo, como “retorna” e “descobre”.

c) A repetição do emprego da conjunção “mas” para contrapor ideias.

d) A finalização do texto com a frase de efeito “Será que ele conseguirá acertar as coisas?”.

e) O uso do pronome de terceira pessoa “ele” ao longo do texto para fazer referência ao protagonista João/ Zero.

Resolução:

Alternativa “b”.

Ao usar os verbos no presente do indicativo, o enunciador afirma e atualiza os eventos, o que ajuda a despertar o interesse do leitor pelo filme.

Questão 2 (Enem)

Disponível em: www.behance.net. Acesso em: 21 fev. 2013 (adaptado).

A rapidez é destacada como uma das qualidades do serviço anunciado, funcionando como estratégia de persuasão em relação ao consumidor do mercado gráfico.

O recurso da linguagem verbal que contribui para esse destaque é o emprego:

a) do termo “fácil” no início do anúncio, com foco no processo.

b) de adjetivos que valorizam a nitidez da impressão.

c) das formas verbais no futuro e no pretérito, em sequência.

d) da expressão intensificadora “menos do que” associada à qualidade.

e) da locução “do mundo” associada a “melhor”, que quantifica a ação.

Resolução:

Alternativa “c”.

Na expressão “Vai ser bom, não foi?”, ao usar o verbo “ir” no presente (com acepção de futuro) e o verbo “ser” no passado, ambos no modo indicativo, o enunciador afirma e destaca a rapidez do serviço anunciado, já que o futuro se torna passado rapidamente.

Questão 3 (Enem)

Em junho de 1913, embarquei para a Europa a fim de me tratar num sanatório suíço. Escolhi o de Clavadel, perto de Davos-Platz, porque a respeito dele me falara João Luso, que ali passara um inverno com a senhora. Mais tarde vim a saber que antes de existir no lugar um sanatório, lá estivera por algum tempo Antônio Nobre. “Ao cair das folhas”, e um de seus mais belos sonetos, talvez o meu predileto, está datado de “Clavadel, outubro, 1895”. Fiquei na Suíça até outubro de 1914.

BANDEIRA, M. Poesia completa e prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1985.

No relato de memórias do autor, entre os recursos usados para organizar a sequência dos eventos narrados, destaca-se a

a) construção de frases curtas a fim de conferir dinamicidade ao texto.

b) presença de advérbios de lugar para indicar a progressão dos fatos.

c) alternância de tempos do pretérito para ordenar os acontecimentos.

d) inclusão de enunciados com comentários e avaliações pessoais.

e) alusão a pessoas marcantes na trajetória de vida do escritor.

Resolução:

Alternativa “c”.

No texto, há uma alternância de tempos do pretérito, no modo indicativo. Portanto, é possível apontar “embarquei”, “escolhi”, “vim” e “fiquei” (pretérito perfeito), além de “falara”, “passara” e “estivera” (pretérito mais-que-perfeito). O uso desses tempos organiza a sequência dos eventos, já que o autor deixa claro o que aconteceu no seu passado e o que ocorreu anteriormente a esse passado.

 

Por Warley Sousa
Professor de Gramática 

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Warley. "Modo indicativo"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/modo-indicativo.htm. Acesso em 27 de outubro de 2020.