Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

26 de junho - Dia Internacional de Combate às Drogas

Dia Internacional de Combate às Drogas é um momento para refletirmos a respeito dos problemas causados pelo consumo dessas substâncias no Brasil e no Mundo.

Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

O Dia Internacional de Combate às Drogas é celebrado em 26 de junho e visa a conscientizar a população a respeito dos problemas desencadeados pela venda e pelo consumo de drogas. A data foi criada pela Assembleia Geral da ONU por meio da Resolução nº 42/112, de 7 de dezembro de 1987. A data é muito importante, uma vez que as drogas são um grave problema em todo mundo, sendo consideradas uma questão de saúde pública.

O uso dessas substâncias tem um grande impacto negativo para toda a sociedade, até mesmo quando falamos de drogas lícitas. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), “nas Américas, o uso de drogas surgiu como um contribuinte significativo tanto para a incapacidade quanto para a morte”. Ainda de acordo com a organização, observou-se “um aumento de quase três vezes nas mortes por transtornos causados pelo uso de drogas nas Américas entre 2000 e 2019”.

Leia também: Krokodil – uma das drogas mais mortais da atualidade

Tópicos deste artigo

O que são drogas?

As drogas são substâncias químicas que alteram algumas funções biológicas no organismo e não são produzidas naturalmente em nosso corpo. Nesse grupo incluem-se, por exemplo, medicamentos, bebidas alcoólicas, cigarro, maconha, crack e cocaína.

Algumas drogas são conhecidas como psicotrópicas e se caracterizam por atuar diretamente em nosso cérebro, deprimindo, estimulando ou perturbando sua atividade. Como exemplo de droga depressora, podemos citar as bebidas alcoólicas. Já como exemplo de drogas estimulantes, há a cocaína. Por fim, como exemplo de droga perturbadora, temos o LSD.

  • Drogas lícitas e drogas ilícitas

As drogas podem ser classificadas de diferentes formas, porém, utilizando como critério a legislação vigente, podemos classificá-las em dois grandes grupos: lícitas e ilícitas. As drogas lícitas podem ser produzidas e comercializadas. Esse é o caso, por exemplo, do cigarro e das bebidas alcoólicas. Vale salientar, no entanto, que, apesar dessas drogas poderem ser comercializadas, sua venda tem algumas restrições. Bebidas alcoólicas, por exemplo, não podem ser vendidas ou oferecidas a menores de 18 anos.

O tráfico de drogas no Brasil é considerado crime com pena de prisão e multa.
O tráfico de drogas no Brasil é considerado crime com pena de prisão e multa.

Enquanto as drogas lícitas podem ser produzidas e comercializadas, as drogas ilícitas são proibidas por lei. Produzir e vender esses tipos de drogas constitui, portanto, um crime. São exemplos de drogas ilícitas a cocaína, o crack e a maconha.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Para saber mais sobre a política antidrogas brasileira, conheça a Lei nº 11.343, de 23 de agosto de 2006 (alterada pela Lei nº 13.840, de 5 de junho de 2019). Esta lei institui o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas - Sisnad; prescreve medidas para prevenção do uso indevido, atenção e reinserção social de usuários e dependentes de drogas; estabelece normas para repressão à produção não autorizada e ao tráfico ilícito de drogas; e define crimes.

Por que o consumo de drogas afeta negativamente a sociedade?

Como vimos, as drogas causam alterações nas funções biológicas no nosso organismo, sendo algumas responsáveis por alterações no comportamento, humor e níveis de consciência. As drogas produzem efeitos agudos, que ocorrem logo após o seu uso, e crônicos, resultado do uso contínuo dessas substâncias.

Dependendo da droga utilizada, uma pessoa pode apresentar efeitos agudos como boca seca, aumento dos batimentos cardíacos, euforia, falta de coordenação motora, delírios e alucinações. Esses efeitos podem ser extremamente prejudiciais e colocar a vida do usuário e de outras pessoas em risco.

O consumo de álcool associado à direção, por exemplo, é responsável por uma série de acidentes de trânsito todos os anos, os quais interrompem a vida de várias pessoas de maneira precoce. Delírios e alucinações, causados por algumas drogas perturbadoras, também são responsáveis por mortes, uma vez que provocam comportamentos de risco que expõem essas pessoas a situações às quais elas não se sujeitariam em outros momentos.

 As drogas podem causar efeitos agudos e crônicos.
As drogas podem causar efeitos agudos e crônicos.

Os efeitos crônicos são também tão prejudiciais à vida das pessoas que usam drogas quanto os efeitos agudos. Problemas respiratórios e cardiovasculares, cânceres, infertilidade, lesões no fígado e problemas no aparelho digestório são alguns dos efeitos crônicos observados pelo uso de drogas. O álcool, por exemplo, muitas vezes visto como inofensivo, é responsável por causar cirrose e hepatite alcoólica. O cigarro está relacionado com o desenvolvimento de pneumonia, bronquite, enfisema pulmonar, úlcera digestiva e câncer.

Muitas drogas, ainda, causam dependência, ou seja, a pessoa sente a necessidade de usar determinada droga de maneira frequente. Pessoas que sofrem com a dependência, seja física, seja psicológica, apresentam grande dificuldade em se livrar do uso de drogas. Em determinadas situações, a pessoa coloca a droga como prioridade, afetando negativamente sua vida pessoal e profissional.

Não podemos deixar de mencionar também que o tráfico é responsável por uma grande quantidade de mortes no Brasil e no mundo. Muitas pessoas são mortas, por exemplo, por não pagarem suas dívidas com traficantes, durante operações policiais que visam a combater o tráfico e durante disputas por pontos de vendas de drogas.

Essa guerra não leva à morte apenas as pessoas diretamente ligadas com a venda e o consumo de drogas, sendo frequente as notícias de mortes de pessoas inocentes, incluindo crianças. Portanto, combater o consumo de drogas é importante também para reduzir toda a problemática que envolve o tráfico de drogas e afeta de maneira tão triste a nossa sociedade.

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Escritor do artigo
Escrito por: Vanessa Sardinha dos Santos Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Goiás (2008) e mestrado em Biodiversidade Vegetal pela Universidade Federal de Goiás (2013). Atua como professora de Ciências e Biologia da Educação Básica desde 2008.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "26 de junho - Dia Internacional de Combate às Drogas"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/26-de-junho-dia-internacional-de-combate-as-drogas.htm. Acesso em 21 de junho de 2024.

De estudante para estudante


Artigos Relacionados


A força do cigarro no organismo

As reações que o cigarro provoca no organismo.
Drogas

Cachimbos d’água ou narguilés

Você sabia que uma seção média dos narguilés expõe o fumante a componentes tóxicos equivalentes a fumar 100 cigarros? Saiba mais sobre isso!
Drogas

Classificação das Drogas

Conceito, classificação, efeitos e consequências das drogas.
Biologia

Codeína

Alcalóide natual usado na fabricação de xaropes.
Drogas

Drogas Ilícitas

Drogas ilícitas são substâncias cuja produção e comercialização são proibidas por lei.
Drogas

Drogas Sintéticas

Drogas sintéticas, drogas semi-sintéticas, o que são drogas sintéticas, o que são drogas semi-sintéticas, reações que as drogas sintéticas provocam no organismo, formas encontradas de drogas sintéticas, faixa etária que mais utiliza as drogas sintéticas,
Drogas

Krokodil

Já ouviu falar a respeito do krokodil? Clique aqui e conheça sobre essa droga, que causa lesões graves no organismo que levam à exposição de ossos e músculos.
Drogas

Malefícios causados pelo consumo de drogas

Saiba quando uma substância é considerada uma droga e quais são as consequências do consumo de drogas para o organismo da pessoa.
Saúde na escola

Por que gostamos de consumir drogas?

Produção de serotonina, Anandamida, receptores químicos cerebrais envolvidos no consumo da maconha, neurotransmissor cerebral, análogo do princípio ativo da maconha, funções no sistema nervoso e no sistema imune, mecanismo do cérebro, armadilha dos entorp
Drogas

Riscos das drogas sintéticas

Clique para ficar por dentro dos principais riscos das drogas sintéticas!
Saúde na escola