Topo
pesquisar
Texto-A+A

O que é Petróleo?

O que é Química?

O petróleo é um combustível fóssil composto principalmente por hidrocarbonetos e que, depois do processo de refinamento, dá origem a várias frações usadas em nosso cotidiano.
PUBLICIDADE

O petróleo é um líquido viscoso, menos denso que a água e formado por uma mistura complexa de compostos orgânicos, principalmente hidrocarbonetos (compostos cujas moléculas são formadas somente por átomos de carbono e de hidrogênio) associados a pequenas quantidades de outras classes de compostos que contêm nitrogênio, oxigênio e enxofre.

A teoria mais aceita para a formação do petróleo é a de que ele se originou de restos de seres vivos, animais e vegetais, ao longo de milhões de anos (estima-se que as reservas de petróleo tenham entre 10 e 500 milhões de anos). Ocorreu que principalmente pequenos seres marinhos, como animais e vegetais unicelulares, acabaram se depositando no fundo de lagos e mares. Com o tempo, houve acumulação de sedimentos e essa matéria orgânica foi empurrada para partes ainda mais profundas, onde condições elevadíssimas de pressões e temperatura, bem como ausência de oxigênio, impediram que bactérias realizassem a decomposição rápida dessa matéria orgânica. Mas sob ação de bactérias anaeróbicas, ela decompôs-se ao longo de milhões de anos, gerando o petróleo.

O petróleo fica armazenado no interior de poros ou espaços vazios de rochas impermeáveis (arenito), chamadas de rochas-reservatório. É daí que vem o nome petróleo, que significa óleo de pedra. Além disso, visto que são gerados pela decomposição de seres vivos, o petróleo, o gás natural e o carvão são denominados de combustíveis fósseis e são todos recursos esgotáveis, ou seja, não são renováveis.

É também graças a essa origem que a grande maioria das reservas petrolíferas encontra-se em bacias sedimentares e depressões geológicas abaixo do fundo do mar, que podem estar próximas à superfície ou a mais de cinco mil metros de profundidade. Acredita-se que grande parte do petróleo foi perdida na superfície por meio de vazamentos ou exsudações, por isso que o petróleo já era usado desde a antiguidade. Os babilônios, por exemplo, usavam o petróleo para calefação, pavimentação de vias e impermeabilização de suas residências; os egípcios também usavam o petróleo para essas finalidades e para a construção das pirâmides, iluminação, embalsamamento de corpos e tratamento de muitas doenças.

Há evidências de que os chineses perfuravam poços para achar petróleo, mas como a tecnologia não era avançada, ele não era usado como combustível. Foi somente em 1859 que Willian Drake perfurou os primeiros poços de petróleo nos Estados Unidos.

O petróleo não é usado na forma crua, mas, depois de extraído, é encaminhado para as refinarias onde passa por processos físicos e químicos, tais como a destilação, para separar os seus componentes em frações. Cada fração é usada com uma finalidade, e as diferenças físico-químicas desses compostos baseiam-se basicamente na quantidade de carbonos em suas cadeias. Veja isso na tabela abaixo e observe que, com o aumento da quantidade de átomos de carbono, as frações resultantes tornam-se mais pesadas:

Principais frações do petróleo, suas composições aproximadas e aplicações
Principais frações do petróleo, suas composições aproximadas e aplicações

O querosene foi a primeira fração do petróleo a ter importância comercial, pois ele passou a ser usado na iluminação de casas, fábricas e comércios, o que ajudou a preservar as baleias, pois até então o óleo das baleias era o principal combustível de lamparinas e lampiões.

A gasolina passou a ser o derivado mais valioso do petróleo no final do século XIX com a invenção do motor a explosão, cujo combustível é a gasolina.

Mas os derivados do petróleo também são usados na fabricação de inúmeros materiais que usamos no cotidiano, como os polímeros, plásticos usados em embalagens, brinquedos, roupas, calçados, borracha, cola, tintas, detergentes, vernizes, resinas, inseticidas, fungicidas, corantes, solventes, explosivos e assim por diante.

Para saber mais detalhes relacionados com o petróleo, por exemplo, como é feito o seu refinamento, extração, exploração e transporte, leia os textos relacionados logo mais abaixo.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FOGAçA, Jennifer Rocha Vargas. "O que é Petróleo?"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/quimica/o-que-e-petroleo.htm>. Acesso em 29 de abril de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA