Topo
pesquisar

Febre Mayaro

Doenças e patologias

A febre Mayaro é uma doença viral, transmitida pela picada de mosquitos silvestres, que foi descoberta em 1954, em Trinidad e Tobago.
O uso do repelente é uma forma de se prevenir da febre Mayaro
O uso do repelente é uma forma de se prevenir da febre Mayaro
PUBLICIDADE

A febre Mayaro é uma doença febril causada por um arbovírus, ou seja, um vírus que necessita de um artrópode para ser transmitido. O vírus foi descoberto em 1954, em Trinidad e Tobago, e, no ano seguinte, o primeiro surto foi registrado em nosso país. Os surtos são raros e os casos da doença são relativamente pequenos. Entre dezembro de 2014 e junho de 2015, por exemplo, foram confirmados apenas 46 casos, sendo 38 em Goiás, 1 no Pará e 7 no Tocantis.

  • Transmissão da febre Mayaro

A febre Mayaro é transmitida pela picada de alguns mosquitos silvestres, merecendo destaque a espécie Haemagogus janthinomys, que também transmite a febre amarela. Os mosquitos transmissores dessa doença são encontrados em áreas de mata e locais próximos a rios onde existe a presença, principalmente, de primatas não humanos (macacos), que atuam como hospedeiros do vírus. Recentemente foi descoberto que, além desses primatas, os mosquitos picam outros seres, tais como ovelhas e cavalos, mas esses animais não desenvolvem a doença.

  • Sintomas da febre Mayaro

A febre Mayaro é uma doença que muito se assemelha à febre chikungunya. Normalmente os sintomas surgem cerca de um a três dias após a infecção, e o paciente apresenta febre moderada de curta duração, dores de cabeça, nos olhos, nos músculos e nas articulações, calafrios, inchaço nos tecidos próximos a uma articulação e erupções cutâneas vermelhas pelo corpo.

Normalmente os sintomas e sinais da doença acabam em duas semanas, e o paciente recupera-se completamente. Em alguns casos, entretanto, as dores articulares podem permanecer por meses, o que pode afetar diretamente a qualidade de vida do acometido. Em casos mais graves, pode ocorrer ainda encefalite, ou seja, inflamação e infecção no encéfalo.

  • Tratamento da febre Mayaro

O tratamento da febre Mayaro resume-se à diminuição dos sintomas. As dores e a febre são tratadas com analgésicos e antitérmicos e, assim como no caso de dengue, não se recomenda o uso de salicilatos, como aspirina e AAS, por riscos de ocorrência de problemas hemorrágicos.

  • Prevenção da febre Mayaro

Como a doença não possui vacina e é transmitida pela picada do inseto, a prevenção baseia-se em evitar locais de risco, ou seja, regiões de matas próximas a rios. Caso seja necessária a exposição, é fundamental utilizar roupas de mangas compridas e fazer uso de repelente. Vale lembrar que as áreas consideradas endêmicas para o vírus Mayaro no país são a região Amazônica e o Centro-Oeste.

CURIOSIDADE: De acordo com o Instituto Oswaldo Cruz, estudos realizados em laboratório mostraram que o Aedes aegypti possui capacidade para transmitir o vírus Mayaro. A possibilidade de transmissão de mais essa doença reforça a importância de luta contra esse mosquito.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Febre Mayaro"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/doencas/febre-mayaro.htm>. Acesso em 23 de setembro de 2017.

A Febre Chikungunya é uma doença que causa febre e dores nas articulações
Doenças e patologias Febre Chikungunya
Estrutura básica de um Vírus
Biologia Vírus
A água pode conter organismos causadores de doenças, como bactérias e protozoários
Doenças e patologias Doenças relacionadas com a água
A febre é um aumento anormal da temperatura corpórea
Saúde e Bem-estar Febre
Os mosquitos do gênero <i>Aedes</i> estão relacionados com várias doenças, como a Febre Zika
Doenças e patologias Febre Zika
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA