Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Diário

O diário é um gênero textual cuja função é registrar fatos do dia a dia de uma pessoa. Ele pode ser escrito em um caderno, em uma agenda ou em um arquivo virtual.

Ilustração de uma moça escrevendo em um caderno como representação da noção de um diário.
O diário traz um registro dos acontecimentos do dia.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Diário é um gênero textual. Sua função é registrar fatos, reflexões ou anotações referentes ao cotidiano de uma pessoa, seja no âmbito íntimo ou profissional. Ele precisa exibir uma data e pode também apresentar vocativo e assinatura. Alguns tipos de diário são: íntimo, de viagem, de formação, de pesquisa etc.

Leia também: Carta — um gênero textual de correspondência

Tópicos deste artigo

Resumo sobre diário

  • O diário é um gênero textual que existe para registrar acontecimentos do dia a dia.

  • O diário apresenta data, vocativo, desenvolvimento e assinatura.

  • O diário pode ser íntimo, de viagem, filosófico, de classe, de bordo etc.

  • Caderno, agenda e arquivo digital são suportes para a construção de um diário.

O que é diário?

O diário é um gênero textual que tem a função de registrar fatos ocorridos no dia a dia de seu autor ou autora. Portanto, tem um caráter pessoal, já que mostra a perspectiva de quem o escreve. A princípio, o único leitor desse gênero de texto é seu próprio autor, dado seu caráter particular e intimista.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quais são as características e a estrutura do diário?

A temática de um diário é ampla e varia de acordo com a vivência de cada autor. De qualquer forma, o diário traz a intimidade do escritor, revela seus pensamentos, suas emoções e seus segredos. A autora ou o autor do diário pode apenas se expressar, mas também pode eleger um interlocutor fictício com quem dialogar.

Desse modo, é comum vocativos como “meu querido diário” ou mesmo um nome fictício, masculino ou feminino. Ao eleger um interlocutor ou interlocutora para o texto, o tom de intimidade se acentua, pois o diário é personificado. No mais, o suporte desse texto pode ser tanto um caderno quanto um arquivo digital.

A linguagem do diário remete a um contexto informal, mas pode tanto ser coloquial quanto culta, vai depender de cada autora ou autor.

Por fim, o gênero textual diário apresenta a seguinte estrutura:

  • data;

  • vocativo (opcional);

  • relato, pensamentos, reflexões e/ou anotações;

  • assinatura (opcional).

Quais são os tipos de diário?

Há muitos tipos de diário, sendo estes os principais:

  • Diário íntimo: sobre a vida íntima do(a) autor(a).

  • Diário de viagem: acerca de fatos ocorridos em uma viagem.

  • Diário filosófico: de conteúdo filosófico.

  • Diário de formação: registra as experiências de um(a) estudante durante seu processo de formação.

  • Diário de classe: onde o(a) professor(a) registra a rotina em sala de aula.

  • Diário de pesquisa: mostra as cotidianas experiências investigativas de um(a) pesquisador(a).

  • Diário de bordo: anotações do piloto ou comandante de determinado veículo sobre a viagem realizada.

Veja também: Quais são os tipos de crônica?

Como fazer um diário?

O diário pode ser escrito em um caderno ou agenda, mas também pode existir de forma virtual, ou seja, em um arquivo de computador. De posse de um desses suportes, você pode começar o seu diário. Nele, você pode registrar os acontecimentos e reflexões de cada dia. É muito importante que não se esqueça de colocar a data, para que seu registro tenha não só caráter pessoal, mas também histórico.

Exemplo de diário

Um famoso diário da literatura brasileira é Quarto de despejo: diário de uma favelada, da escritora Carolina Maria de Jesus. Ele foi publicado, pela primeira vez, em 1960 e traz registros como este:

23 DE JULHO ...Liguei o radio para ouvir o drama. Fiz o almoço e deitei. Dormi uma hora e meia. Nem ouvi o final da peça. Mas, eu já conhecia a peça. Comecei fazer o meu diario. De vez em quando parava para repreender os meus filhos. Bateram na porta. Mandei o João José abrir e mandar entrar. Era o Seu João. Perguntou-me onde encontrar folhas de batatas para sua filha buchechar um dente. Eu disse que na Portuguesinha era possivel encontrar. Quiz saber o que eu escrevia. Eu disse ser o meu diario.

— Nunca vi uma preta gostar tanto de livros como você.

Todos tem um ideal. O meu é gostar de ler. O Seu João deu cinquenta centavos para cada menino. Quando ele me conheceu eu tinha só dois meninos.

Ninguem tem me aborrecido. Graças a Deus.

Esse trecho do diário se refere ao ano de 1955. Os desvios ortográficos são originais, pois era dessa forma que a autora escrevia. E o caráter coloquial de sua linguagem é uma das principais características dessa obra.

 

Por Warley Souza
Professor de Português

Escritor do artigo
Escrito por: Warley Souza Professor de Português e Literatura, com licenciatura e mestrado em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Warley. "Diário"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/redacao/diario.htm. Acesso em 19 de julho de 2024.

De estudante para estudante


Artigos Relacionados


Carta

Conheça o gênero textual carta e aprenda quais seus diferentes subtipos, as diferenças linguísticas e estruturais entre eles, e acompanhe um passo a passo.
Redação

Gêneros textuais

Saiba o que são os gêneros textuais. Conheça os seus elementos. Além disso, veja qual é a diferença entre gênero textual, tipo textual e gênero literário.
Redação

Gêneros textuais do cotidiano

Distintas são as situações comunicativas das quais participamos diariamente. Assim, integrando-as estão os gêneros textuais do cotidiano!
Redação

Gêneros textuais do universo jornalístico

Uma subseção que enfatiza e explora aspectos diversos dos gêneros textuais do universo jornalístico? Aqui, somente aqui, você a encontra.
Redação

Intergenericidade

Você sabe o que é intergenericidade? Clique e saiba mais sobre o processo de hibridização de gêneros.
Redação

O diário de Anne Frank

Um relato sobre a perseguição nazista contra uma família judaica.
Guerras

Os gêneros textuais de cunho instrucional

Textos que fazem parte do nosso cotidiano! Conheça sobre as características dos mesmos.
Redação

Resenha crítica

Descubra o que é a resenha crítica e quais são as suas principais características. Veja um passo a passo de como fazê-la e a diferença entre resumo e resenha.
Redação

Textos publicitários

Conheça as características dos textos publicitários, os quais têm objetivos de anunciar produtos e serviços, informar e/ou convencer os leitores.
Redação