Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Mikhail Gorbachev

Mikhail Gorbachev foi um político soviético de origem russa que ficou marcado por realizar uma série de reformas na União Soviética e por ter sido seu último governante.

Mikhail Gorbachev acenando em meio a um grupo de homens.
Mikhail Gorbachev foi o último governante da União Soviética.[1]
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Mikhail Gorbachev foi um político soviético de nacionalidade russa que ficou marcado na história como o último a governar a União Soviética, antes de sua dissolução. Gorbachev assumiu o posto de secretário-geral em 1985, fazendo uma série de reformas que não mostraram resultados, e renunciou ao posto em dezembro de 1991, marcando o fim dessa nação.

Gorbachev ingressou no Partido Comunista da União Soviética na década de 1950 e teve uma carreira política significativa. Durante seu governo, promoveu a glasnost, efetivando uma grande abertura política, e a perestroika, que realizou uma reforma econômica na União Soviética. Faleceu em 2022, aos 91 anos.

Leia mais: Corrida espacial — aconteceu entre 1957 e 1975 e foi travada entre EUA e URSS

Tópicos deste artigo

Resumo sobre Mikhail Gorbachev

  • Mikhail Gorbachev foi um político nascido na União Soviética e marcado como o último governante soviético.

  • Teve uma carreira meteórica, passando parte de sua vida em Stavropol, e mudando-se para Moscou depois que entrou para o Comitê Central.

  • Foi nomeado secretário-geral em 1985, encontrando a União Soviética em situação caótica.

  • Promoveu reformas conhecidas como glasnost e perestroika.

  • Renunciou em dezembro de 1991, o que consolidou o desmembramento da URSS.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Carreira política de Mikhail Gorbachev

Em 1955, Gorbachev começou a trabalhar na seção do Komsomol em Stavropol, atuando como diretor de um departamento. Seu trabalho incluía estudar formas de aplicar melhorias na vida dos habitantes da região. Rapidamente, Gorbachev conseguiu ascender na hierarquia do Komsomol por ser considerado um membro confiável.

Em setembro de 1956, ele se tornou primeiro-secretário do Komsomol da cidade de Stavropol, e, em abril de 1958, ele assumiu o comando do Komsomol em toda a região (krai) de Stavropol. O termo krai é utilizado no idioma russo para referir-se às províncias ou regiões administrativas que formavam o território soviético.

A ascensão de Gorbachev seguiu acontecendo, e, em 1970, ele foi nomeado primeiro-secretário de toda a região de Stavropol pelo partido. Essa ascensão, naturalmente, refletiu em prestígio a ele dentro do Partido Comunista. Isso porque a sua nomeação como primeiro-secretário da região de Stavropol lhe garantiu a entrada no Politburo, o Comitê Central do partido que controlava a União Soviética.

O trabalho de Gorbachev como primeiro-secretário de Stavropol focou a produção agrícola da região, prejudicada por secas. Politicamente, Gorbachev procurou cultivar boas relações com importantes nomes do partido, como o secretário-geral do país Leonid Brejnev e Yuri Andropov, um dos grandes nomes do Politburo.

Em 1978, ele foi nomeado secretário do Comitê Central, e, com isso, ele e sua esposa retornaram para Moscou. No mesmo ano, ele assumiu a Secretaria da Agricultura em um contexto de crise de produção na União Soviética, o que forçou o país a importar grãos. Em 1980, Gorbachev alcançou o nível mais alto do Comitê Central.

Em 1982, Yuri Andropov foi nomeado secretário-geral da União Soviética, e Gorbachev foi um dos grandes aliados desse líder. Depois da morte de Andropov, em 1984, o Comitê Central fez a indicação de Konstantin Chernenko, o que frustrou Gorbachev, que estava à espera de ser o escolhido para assumir a função. Antes de ser escolhido como secretário-geral da União Soviética, Gorbachev ainda atuou no Comitê de Assuntos Estrangeiros.

Leia mais: Vladimir Lenin — governou a Rússia de 1917 a 1924, sendo um dos grandes nomes do socialismo russo

Governo de Mikhail Gorbachev

Em março de 1985, Chernenko faleceu, e novamente foi necessário escolher o secretário-geral que governaria o país. Nessa ocasião, Gorbachev era o nome mais influente do Comitê Central e, por isso, foi escolhido para assumir o governo do país. Ele assumiu essa função no dia 11 de março de 1985.

Gorbachev assumiu o governo em uma situação crítica. O país estava com uma agricultura enfraquecida, lidava com um conflito que se arrastava no Afeganistão havia seis anos e que contribuía para drenar o país, a economia soviética estava ruim, e o bloco socialista estava à beira da ruína na Europa.

Gorbachev sempre demonstrou ser um político favorável à necessidade de reformas no interior da União Soviética. Por isso, para reverter o quadro que ele encontrou quando assumiu o comando do país, implantou duas importantes reformas, entendidas até hoje como as grandes responsáveis pelo fim da URSS. As duas reformas foram a perestroika (reconstrução econômica) e a glasnost (transparência política):

  • Perestroika: conduziu algumas reformas na economia soviética, permitindo que houvesse investimentos privados no país, algo que não acontecia havia décadas. Além disso, a medida procurou reduzir o envolvimento do Estado soviético com a economia do país, o que naturalmente abria espaço para a iniciativa privada.

  • Glasnost: promoveu uma reforma na União Soviética que procurava dar maior abertura a sua política, combatendo o autoritarismo e a falta de liberdade política, dois grandes problemas dos governos soviéticos ao longo do século XX. Houve anistia a presos políticos, permissão para circulação de livros até então proibidos, entre outras medidas. Na prática, Gorbachev iniciou um processo de democratização da União Soviética.

O governo de Gorbachev também realizou uma série de mudanças em sua política militar, buscando reduzir os gastos militares, com o objetivo de utilizar esse dinheiro que sobraria para investir na resolução de outros problemas que afetavam o país. Além disso, o líder incentivou o desarmamento nuclear nacional.

As reformas não resolveram os problemas do país e aumentaram a pressão sobre Gorbachev de todos os lados. Com a liberdade política, surgiram críticos na sociedade civil, e, no interior do partido, Gorbachev também era bastante questionado por suas ações. As críticas ao líder e o enfraquecimento do poder central soviético, por causa das reformas, deram força para movimentos nacionalistas.

  • Fim da União Soviética

Em julho de 1931, Mikhail Gorbachev sofreu uma tentativa de golpe de opositores de dentro do partido e foi mantido refém por três dias. O golpe, no entanto, fracassou, e Gorbachev retomou o poder soviético. O secretário-geral permaneceu no cargo até o dia 25 de dezembro de 1991, quando renunciou, o que formalizou a dissolução da URSS.

A renúncia de Gorbachev foi em resposta às declarações de independência de três nações soviéticas: Ucrânia, Rússia e Belarus. Com isso, a União Soviética se fragmentou em 15 nações, que realizaram a transição de governos socialistas para governos capitalistas e baseados no livre comércio.

Leia mais: Por que a Rússia invadiu a Ucrânia em 2022?

Nascimento de Mikhail Gorbachev

Mikhail Sergeevich Gorbachev nasceu em Privolnoye, vilarejo próximo a Stavropol, no sul da Rússia, no dia 2 de março de 1931. Ele era filho de Sergey Gorbachev e Maria Gopkalo Gorbachev, um casal de camponeses que tirava o seu sustento do trabalho nas fazendas coletivas da União Soviética. Seu pai era de origem russa, e sua mãe, ucraniana.

A infância de Gorbachev ficou marcada por uma série de eventos significativos da história soviética durante o período stalinista. Presenciou parentes próximos morrerem durante a grande fome que atingiu a nação, e teve também avós que foram enviados para gulags, os campos de trabalho forçado.

Ele também presenciou a ida de seu pai para a frente de batalha durante a Segunda Guerra Mundial, além de ter vivido em território controlado temporariamente pelos nazistas. Sergey Gorbachev sobreviveu à guerra e retornou para sua família.

Educação de Mikhail Gorbachev

Os registros de Gorbachev mostram que ele eram um excelente aluno, e, além de estudar, trabalhava para ajudar no sustento de sua família. Depois que terminou seu ensino básico, foi para a Universidade de Moscou, sendo aceito e matriculando-se no curso de Direito. Assim, Gorbachev mudou-se para Moscou em 1950.

Durante sua fase universitária, Gorbachev ingressou no Partido Comunista da União Soviética, fazendo parte do Komsomol, a organização juvenil que existia no interior do partido. Durante seus estudos, ele conheceu Raisa Titarenko, com quem se casou em 1953.

Gorbachev graduou-se em Direito em 1955 e pensava em permanecer em Moscou, mas recebeu uma oferta para retornar para Stavropol. Lá, iniciou seu proeminente trabalho no Komsomol regional, a partir de 1955, alcançando vários postos. Em 1955, foi nomeado secretário do Comitê Geral e, assim, retornou a Moscou, onde viveu até seus últimos dias.

Últimos anos de Mikhail Gorbachev

Depois de abandonar a presidência soviética, o ex-líder se dedicou à Fundação Gorbachev, criada em março de 1992. Essa fundação se dedicou a análises das mudanças promovidas na Rússia pelas reformas glasnost e perestroika. Gorbachev também fazia palestras pelo mundo e atuava em organizações que defendiam um desenvolvimento sustentável.

Em 1996, ele tentou, sem sucesso, eleger-se presidente da Rússia. Obteve pouco mais de 386.000 votos, totalizando 0,5% dos votos. Já no século XXI, tornou-se um crítico do crescimento do autoritarismo do presidente Vladimir Putin.

Mikhail Gorbachev tratou diversos problemas de saúde nos últimos anos de sua vida, chegando a perder eventos importantes. No dia 30 de agosto de 2022, aos 91 anos, ele faleceu, e as notícias anunciadas da Rússia afirmaram que sua morte se deu após uma prolongada doença.

Créditos da imagem

[1] mark reinstein e Shutterstock

 

Por Daniel Neves
Professor de História

Escritor do artigo
Escrito por: Daniel Neves Silva Formado em História pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) e especialista em História e Narrativas Audiovisuais pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Atua como professor de História desde 2010.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Daniel Neves. "Mikhail Gorbachev"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiag/mikhail-gorbachev.htm. Acesso em 13 de abril de 2024.

De estudante para estudante