Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Perestroika e glasnost na URSS

Perestroika e glasnost na URSS foram duas medidas tomadas por Gorbachev. Seus objetivos eram abertura política e mudanças estruturais na economia e na sociedade soviéticas.

Superfície de cimento pintada de vermelho e marcada com o símbolo da URSS quebrada.
A perestroika e glasnost pretendiam uma reestruturação da URSS, mas não tiveram sucesso. [1]
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

As medidas de Gorbachev (1931-2022) — glasnost e perestroika — na URSS pretendiam mudar o cenário de repressão aberta contra os trabalhadores, garantindo maior liberdade a eles mas também às oposições existentes dentro da própria burocracia do Partido Comunista. O intento disso era realizar uma descentralização das decisões que estavam nas mãos da nomenklatura.

Assim, a perestroika buscava uma reestruturação econômica e a social, e a glasnost, efetivar uma transparência nas decisões políticas da URSS. No entanto, o que era para ser uma fresta desestruturou todo o sistema soviético, que teve seu fim em 1991.

Leia mais: Mikhail Gorbachev — foi um político russo que ficou marcado como o último governante soviético

Tópicos deste artigo

Resumo sobre perestroika e glasnost na URSS

  • No governo de Gorbachev, o líder soviético deu início a reformas estruturais na URSS.

  • Duas medidas foram a perestroika e a glasnost.

  • A perestroika objetivava mudar os fundamentos econômicos e sociais da nação.

  • A glasnost propunha a luta contra o autoritarismo e a falta de liberdade.

  • O sistema soviético, no entanto, não suportou esses e demais movimentos que surgiram, entrando em dissolução, em 1991, após renúncia de Gorbachev.

Videoaula sobre perestroika e glasnost

O que foram a perestroika e a glasnost?

As principais características da política interna do governo de Gorbachev estiveram relacionadas a duas palavras russas que indicavam as tentativas de mudança no sistema soviético: perestroika e glasnost.

  • Perestroika

Em russo, perestroika tem o significado de “reestruturação”. O uso da palavra tinha por objetivo indicar os caminhos a serem traçados para realizar mudanças estruturais na economia e na sociedade soviéticas. A economia da URSS não alcançou, nas décadas de 1970 e 1980, os altos índices de crescimento econômico verificados em tempos anteriores.

A situação era resultado do esgotamento das formas de organização social soviética, na qual a centralização política e econômica no Estado e no Partido Comunista impedia o desenvolvimento de mecanismos que garantissem o aumento da produtividade.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

  • Glasnost

Já a palavra glasnost tem por significado “transparência” e foi utilizada para representar o processo de abertura política que Gorbachev e o grupo de burocratas soviéticos que o auxiliava pretendiam operar. Era uma tentativa de dar um pouco de transparência aos mecanismos de decisão política da URSS, rigidamente comandada pela nomenklatura, a classe de burocratas que controlava a sociedade soviética.

A perestroika e a glasnost foram, dessa forma, uma tentativa de Mikhail Gorbachev de pôr fim na crise pela qual atravessava a sociedade soviética. E essa crise estava relacionada com o próprio desenvolvimento da URSS.

Leia mais: Stalinismo — regime realizou transformações profundas na URSS e uma implacável perseguição aos seus opositores

União Soviética era comunista ou socialista?

O que houve na URSS não foi o socialismo ou o comunismo, mas sim um capitalismo não baseado na propriedade privada. O capitalismo soviético era baseado na propriedade estatal. Os dois tipos de capitalismo se assemelham por manterem como base de seu funcionamento a exploração econômica e social da classe trabalhadora.

No capitalismo de propriedade privada, a classe exploradora geralmente é associada à burguesia. No capitalismo de propriedade estatal, a classe exploradora é a burocracia de Estado. Em ambos os tipos, os trabalhadores estão afastados do controle dos meios de produção e do processo de trabalho.

Gorbachev pretendia, com a perestroika e com a glasnost, resolver a crise que atravessava a URSS, mas foi incapaz de conter a desagregação do sistema soviético. Em 1991, tinha fim a URSS. E o tipo de capitalismo desenvolvido na esfera de influência dos EUA aparecia ao mundo como o vitorioso de uma disputa que marcou o século XX.

Crédito de imagem

[1] Andu Liu | Shutterstock

 

Tales dos Santos
Professor de História

Escritor do artigo
Escrito por: Tales dos Santos Pinto Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PINTO, Tales dos Santos. "Perestroika e glasnost na URSS"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiag/perestroika-glasnost-na-urss.htm. Acesso em 29 de fevereiro de 2024.

De estudante para estudante


Videoaulas


Lista de exercícios


Exercício 1

(PUC-MG - modificada) Em 1989, o líder soviético Mikhail Gorbatchev visita a ilha de Cuba. Nos tempos da Perestroika, o presidente russo tem como meta:

a) reaproximar o líder cubano do governo norte-americano com o objetivo de derrubar o bloqueio econômico imposto à ilha caribenha.

b) convencer Fidel Castro a abrir o regime para garantir o ingresso de Cuba na nova ordem mundial capitalista.

c) informar ao dirigente cubano a retirada dos investimentos soviéticos em Cuba, devido à grave crise econômica em curso na URSS.

d) integrar a URSS à nova Organização Latino-Americana de Solidariedade patrocinada pelo ditador Fidel Castro.

e) desenvolver em Cuba um novo sistema de mísseis balísticos com ogivas nucleares.

Exercício 2

(PUC-PR) Sob a liderança de Mikhail Gorbachev, a "perestroika" buscou criar nova economia na URSS e a "Glasnost" buscou abertura política. Desapareceu a URSS e foi criada a CEI (Comunidade de Estados Independentes). Na política externa, o resultado mais importante das reformas no Leste Europeu foi:

a) o aumento do poderio bélico americano com a "Guerra nas Estrelas".

b) a militarização do Japão em função das ameaças da Coreia do Norte.

c) o enfraquecimento da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

d) o fim da Guerra Fria.

e) a reestruturação do Pacto de Varsóvia.