Adjetivo

Gramática

PUBLICIDADE

Os adjetivos têm a função de qualificar os substantivos que acompanham na sentença. Por isso, variam em gênero e número de acordo com os termos que qualificam. Os adjetivos também podem variar em grau para passarem a ideia de maior ou menor intensidade de determinada qualidade.

Alguns fenômenos linguísticos relativos aos adjetivos são bastante comuns na língua, como a locução adjetiva, a substantivação de adjetivos, os adjetivos adverbializados e os pronomes adjetivos.

Leia mais: Concordância nominal – processo em que classes nominais apresentam o mesmo número e gênero

O que é adjetivo?

Adjetivo é a classe gramatical cuja função é classificar e qualificar o(s) substantivo(s) que o acompanha(m) na sentença. Os adjetivos variam em gênero e número de acordo com o(s) substantivo(s) que qualificam, além disso, podem variar em grau.

Tipos de adjetivos

  • Adjetivos simples: têm apenas um radical.

Exemplos: verde, gordo, rico, real.

  • Adjetivos compostos: têm mais de um radical.

Exemplos: verde-água, socioeconômico, sul-americano, ultravioleta.

  • Adjetivos primitivos: não derivam de nenhuma outra palavra.

Exemplos: azul, bom, belo, vil.

  • Adjetivos derivados: originaram-se de outras palavras.

Exemplos: azulado, desajeitado, linguarudo, grandioso.

  • Adjetivos pátrios: indicam a origem de um ser ou coisa, podendo tratar-se do continente, país, região, estado, cidade.

Exemplos: americano, estadunidense, sudestino, potiguar, paulistano.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Gênero dos adjetivos

Os adjetivos podem variar em gênero, usualmente assumindo uma forma no feminino ou masculino de acordo com o gênero do(s) substantivo(s) que classificam.

  • A enxadrista astuta venceu o jogo.
  • O enxadrista astuto venceu o jogo.

Também é muito comum encontrar adjetivos uniformes em relação ao gênero:

  • A jogadora forte venceu o jogo.
  • O jogador forte venceu o jogo.

Número dos adjetivos

Além de variarem em gênero, os adjetivos podem variar em número, o que significa que podem assumir uma forma no singular ou plural de acordo com o(s) substantivo(s).

  • O enxadrista astuto venceu o jogo.
  • Os enxadristas astutos venceram o jogo.
  • A enxadrista astuta venceu o jogo.
  • As enxadristas astutas venceram o jogo.

Veja também: Adjetivo: qualificar ou dar qualidade?  

Grau dos adjetivos

Outra característica dos adjetivos é sua flexão em grau, que pode ser comparativo ou superlativo. A flexão em grau indica a intensidade da característica representada pelo adjetivo.

O grau comparativo confronta qualidades entre dois ou mais seres, podendo ser de igualdade, de superioridade e de inferioridade:

  • Igualdade: Pedro era tão rápido quanto Bárbara.
  • Superioridade: Pedro era mais rápido do que Bárbara.
  • Inferioridade: Pedro era menos rápido do que Bárbara.

O grau superlativo pode ser relativo ou absoluto.

O grau superlativo relativo destaca a qualidade de um ser em relação aos demais de um grupo, podendo ser de superioridade ou inferioridade assim como no grau comparativo:

  • Superioridade: Pedro era o mais rápido dos alunos.
  • Inferioridade: Pedro era o menos rápido dos alunos.

O grau superlativo absoluto indica uma qualidade tão superior ou inferior, que ultrapassa a média que se espera, podendo ser analítico ou sintético.

O superlativo absoluto sintético ocorre quando se acrescenta um sufixo ao adjetivo para intensificá-lo (-íssimo, -érrimo, entre outros de acordo com a regra que se aplica à palavra).

O superlativo absoluto analítico ocorre quando se acrescenta uma palavra junto ao adjetivo para intensificá-lo (muito, demais, imensamente, intensamente etc.).

  • Superlativo absoluto sintético: Pedro era rapidíssimo.
  • Superlativo absoluto analítico: Pedro era muito rápido.

Locução adjetiva

Chamamos de locução adjetiva o conjunto de duas ou mais palavras que, juntas, assumem função de adjetivo na sentença, qualificando outro termo. A locução adjetiva é comumente formada por preposição e substantivo, que se juntam no contexto para qualificar outro termo, assumindo função de adjetivo e formando a locução adjetiva. Observe:

Ele se acha muito crescido e diz que não gosta mais de livros de criança.

O substantivo “livros” é especificado pelo termo “de criança”, que ganha função de adjetivo no enunciado, sendo uma locução adjetiva.

Muitas vezes, a locução adjetiva pode até ser substituída por uma única palavra com função de adjetivo. Nesse caso, seria possível substituir “de criança” por “infantil”. Esta, sendo apenas uma palavra, teria valor de adjetivo — livros infantis.

Substantivação de adjetivos

Em certos contextos, os adjetivos podem ser substantivados, ou seja, podem aparecer como termos independentes no enunciado, representando o substantivo omitido que qualificariam. São casos em que o substantivo não aparece no enunciado, cabendo ao adjetivo que o qualifica assumir esse papel. Veja no exemplo:

  • O homem alto se chama Jorge.
  • O alto se chama Jorge.

No primeiro enunciado, “alto” é um adjetivo para o substantivo “homem”. No segundo, porém, “alto” passa a assumir a função de substantivo, sendo um adjetivo substantivado.

Adjetivos adverbializados

De modo semelhante, os adjetivos adverbializados são aqueles que seriam, comumente, adjetivos, mas passam a assumir função de advérbio no enunciado. Observe:

  • As crianças falam de um jeito divertido.
  • As crianças falam divertidamente.
  • As crianças falam divertido.

A palavra “divertido” tende a assumir função de adjetivo, como em “jeito divertido” no primeiro enunciado.

No segundo enunciado, o advérbio de modo “divertidamente” caracteriza o verbo “falar”, como em “falam divertidamente”.

No terceiro enunciado, ao ser utilizado o adjetivo “divertido”, temos um adjetivo adverbializado, isto é, um adjetivo com função de advérbio.

Leia também: Funções sintáticas que o adjetivo pode ocupar

Os adjetivos constituem uma classe de palavras cuja principal função é caracterizar os substantivos.
Os adjetivos constituem uma classe de palavras cuja principal função é caracterizar os substantivos.

Exercícios resolvidos

Questão 1 – (Ibade)

Na expressão “bons e velhos sábios”, classificam-se como adjetivos os vocábulos “bons” e “velhos”, e como substantivo, o vocábulo “sábios”. Das opções abaixo, aquela em que o vocábulo “sábio” foi empregado como adjetivo, e não como substantivo, é:

A) Só havia um sábio na turma de velhos.

B) Só um sábio muito inteligente resolveria o problema.

C) Era um velho muito sábio.

D) O verdadeiro sábio sabe que nada sabe.

E) Ser um velho, sendo um sábio, é uma bênção.

Resolução

Alternativa C. O adjetivo “sábio” está qualificando o substantivo “velho”, enquanto nas outras alternativas “sábio” assume função de substantivo.

Questão 2 – (FGV)

Atribuições do oficial de justiça: “Cumprir mandados judiciais; preparar salas com livros e materiais necessários ao funcionamento das sessões de julgamento; buscar, na Secretaria e nos Gabinetes, os processos de cada Relator, separando-os e ordenando-os, colhendo assinaturas, quando for o caso; atender e dar informações aos advogados, partes e estagiários presentes na sessão, anotando os pedidos de preferência pela ordem de chegada dos interessados; auxiliar na manutenção da ordem e efetuar prisões, quando determinado; auxiliar o Secretário de Câmara, quando solicitado o auxílio; cumprir as demais atribuições previstas em lei ou regulamento”.

Em cada opção a seguir foi destacado um substantivo do texto acima; a opção em que o adjetivo referente ao substantivo destacado está INCORRETO é:

A) livros e materiais / necessários.

B) advogados, partes e estagiários / presentes.

C) pedidos / interessados.

D) auxílio / solicitado.

E) atribuições / previstas.

Resolução

Alternativa C. O adjetivo “interessados” não qualifica “pedidos”, e sim “chegada”, em “chegada dos interessados”.


Por Guilherme Viana
Professor de Gramática

Listagem de Artigos

Assista às nossas videoaulas