Topo
pesquisar

Grau dos adjetivos

Gramática

O adjetivo é essencialmente um modificador do substantivo e possui dois graus, o comparativo e o superlativo.
PUBLICIDADE

 Como você já dever ter estudado, o adjetivo é um modificador do substantivo e pode variar em gênero, número e grau. Neste texto, vamos analisar como é composto o grau dos adjetivos nas formas do comparativo e do superlativo.

  • Grau comparativo

É importante ressaltar que o processo de gradação pode dar-se por dois meios: o sintático e o morfológico. Assim, o comparativo pode indicar que:

  1. um ser possui determinada qualidade em grau superior, igual ou inferior a outro;

  2. o mesmo ser possui uma qualidade superior, igual ou inferior a outra que também possui.

Dessa maneira, temos os seguintes graus do comparativo:

a) de superioridade: formado pela anteposição do advérbio mais e a posposição da conjunção que ou do que ao adjetivo:

Exemplos:

Pedro é mais inteligente que estudioso.

João é mais habilidoso do que Pedro.

b) de igualdade: formado pela anteposição do advérbio tão e a posposição da conjunção como ou quanto ao adjetivo:

Exemplos:

Pedro é tão inteligente quanto estudioso.

João é tão habilidoso como Pedro.

c) de inferioridade: formado pela anteposição do advérbio menos e a posposição da conjunção que ou do que ao adjetivo:

Exemplos:

Pedro é menos desatento do que inteligente.

João é menos habilidoso que Pedro.

  • Grau superlativo

O grau superlativo pode expressar:

1) que um ser possui uma qualidade em elevado grau;

2) que, comparando com outros seres que possuem a mesma qualidade, um sobressai-se por possuí-la em grau maior ou menor que os demais.

Dessa forma, temos os seguintes graus de superlativo:

a) Superlativo absoluto sintético: expresso por uma só palavra, ou seja, a junção do adjetivo a um sufixo. Ele pode ser formado por:

  • Acréscimo do sufixo -íssimo ao adjetivo. Se o adjetivo terminar em vogal, esta desaparece ao unir-se ao sufixo.

Exemplos:

fértil – fertilíssimo

vulgar – vulgaríssimo

  • Algumas vezes, o adjetivo reassume a forma latina primitiva ao receber o sufixo -íssimo:

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

1) Adjetivos terminados em -vel formam o superlativo em -bilíssimo:

amável – amabilíssimo

2) Adjetivos terminados em -z formam o superlativo em -císsimo:

capaz – capacíssimo.

3) Adjetivos que terminam em vogal nasal formam o superlativo em -níssimo.

Bom (vogal nasal representada por -m) - boníssimo

4) Adjetivos terminados em ditongo -ão fazem o superlativo em -aníssimo:

vão - vaníssimo

  • Os superlativos em -imo e -rimo são formados por uma mudança no radical dos adjetivos que reassumem uma forma próxima à do radical latino.

Exemplos:

acre – acérrimo

célebre – celebérrimo

humilde – humílimo (ou humildíssimo)

íntegro – integérrimo

livre – libérrimo

magro – macérrimo (ou magríssimo)

negro – nigérrimo (ou negríssimo)

pobre – paupérrimo (ou pobríssimo)

provável – probabilíssimo

sábio – sapientíssimo

salubre – salubérrimo

b) Superlativo absoluto analítico: formado com o auxílio de um advérbio que indica excesso – muito, imensamente, extraordinariamente, grandemente, etc.

Exemplos:

muito esforçado

imensamente grato

excessivamente equivocado

c) Superlativo relativo: é sempre analítico e pode ser de dois tipos:

1) Superioridade: formado pela anteposição de o mais e a posposição da preposição de ou dentre ao adjetivo:

Exemplos:

Pedro é o mais inteligente de todos.

O mais inteligente dentre todos era Pedro.

2) Inferioridade: formado pela anteposição de o menos e a posposição da preposição de ou dentre ao adjetivo:

Exemplos:

Pedro é o menos estudioso de todos.

O menos estudioso dentre todos era Pedro.

Atenção! O superlativo pode ser formado também por:

a) Acréscimo de prefixos como arqui-, extra-, hiper-, super-, ultra-, etc.

Exemplos:

arquimilionário

hipersensível

b) Repetição do próprio adjetivo.

Exemplo:

Sua pele era alva, alva como a neve.

c) Uma comparação.

Exemplo:

A explicação está clara como água. (claríssima)

d) Expressões fixas.

Exemplo:

Ela é cozinheira de mão-cheia.

 

Por Mariana Rigonatto
Graduada em Letras 

O grau superlativo absoluto sintético dos adjetivos amigo e salubre é, respectivamente, amicíssimo e salubérrimo
O grau superlativo absoluto sintético dos adjetivos amigo e salubre é, respectivamente, amicíssimo e salubérrimo

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

RIGONATTO, Mariana. "Grau dos adjetivos"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/grau-dos-adjetivos.htm. Acesso em 14 de dezembro de 2019.

Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios
Questão 1

Assinale a alternativa em que o adjetivo está no grau comparativo:

a) ( ) João é o mais esforçado de todos os vendedores.

b) ( ) Maria é extremamente ansiosa.

c) ( ) Minhas avaliações foram dificílimas.

d) ( ) O menos estudioso dentre todos é ele.

e) ( ) Júlio é mais esforçado que eu.

Questão 2

Relacione as colunas de acordo com o grau dos adjetivos:

I. Grau superlativo absoluto sintético

II. Grau superlativo absoluto analítico

III. Grau comparativo de igualdade

IV. Grau comparativo de superioridade

V. Grau superlativo relativo de superioridade

VI. Grau superlativo relativo de inferioridade

a) ( ) O caminho é realmente fácil.

b) ( ) Meu carro é o mais completo da categoria.

c) ( ) Minha secretária é mais eficiente do que gentil.

d) ( ) O novo computador é tão sofisticado quanto o antigo.

e) ( ) Meu cavalo é o menos competitivo da corrida.

f) ( ) Tenho um pai riquíssimo.

Mais Questões
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola