Topo
pesquisar

Venezuela

Geografia

A Venezuela é um país localizado no subcontinente América do Sul e faz fronteira com Colômbia, Brasil e Guiana. É um país com grande biodiversidade e rico em recursos naturais.
A Venezuela é um país sul-americano e constitui uma república presidencialista.
A Venezuela é um país sul-americano e constitui uma república presidencialista.
PUBLICIDADE

A Venezuela é um país situado no continente americano (especificamente no subcontinente América do Sul) constituído em sua maior parte por áreas continentais e também por ilhas pequenas, situadas no Mar do Caribe. São pertencentes ao país as ilhas de Las Aves, Los Roques, Orchila, Blanquilla, Los Hermanos e a ilha Margarita.

A Venezuela faz fronteira, à leste, com a Guiana, ao sul, com o Brasil e, à oeste, com a Colômbia. O país é considerado rico em biodiversidade e em recursos naturais, conhecido principalmente por suas reservas de petróleo.

Dados

País

Venezuela — oficialmente: República Bolivariana da Venezuela.

Capital

Caracas

Língua oficial

Espanhol

Governo

República Presidencialista

Presidente

Atualmente, a Venezuela vive uma crise presidencial, na qual a legitimidade do cargo está sob questionamento, e esse está sendo disputado por Nicolás Maduro e Juan Guaidó.

Vice-presidente

Delcy Rodriguez

Independência

Colonizado pelo Império Espanhol.
Declarada em 5 de julho de 1811 e reconhecida em 30 de março de 1845.

Área

916 445 km2, sendo 0,3% constituída por água

População

31.977.065 habitantes

Moeda

Bolívar soberano

Produto Interno Bruto

Total: US$ 320 bilhões, segundo Fundo Monetário Internacional
Per capita: US$ 3.300, segundo Fundo Monetário Internacional

IDH

0,761 - posição 78º

Fuso horário

UTC-4


Localização da Venezuela
A Venezuela localiza-se no continente americano, no subcontinente América do Sul.

Características gerais

História

A Venezuela foi colonizada pelo Império Espanhol. Anteriormente à chegada dos exploradores, o território venezuelano era habitado por diversos povos. Em 1498, Cristóvão Colombo chegou à costa venezuelana e, em 1530, os espanhóis começaram o período de colonização. Em 1808, iniciaram-se os movimentos para libertação das colônias exploradas pela Espanha. Após anos de resistência, os venezuelanos tornaram-se independentes em 1811.

Principais cidades

Caracas, capital da Venezuela, é a maior cidade do país e a que possui maior concentração de habitantes. São também importantes cidades no país: Maracay, Valência, Mérida e Ciudad Guayana.

Caracas
Caracas é a maior cidade da Venezuela e a que possui maior concentração populacional.

Demografia

A população venezuelana é bastante miscigenada. A colonização possibilitou a mistura de povos ameríndios, africanos e europeus. O povo venezuelano tem como língua oficial o Espanhol, e também alguns habitantes falam línguas indígenas.

A densidade demográfica da Venezuela é de 33 habitantes por km2. É um dos países mais urbanizados da América Latina. Aproximadamente 85% da população vive em áreas urbanizadas, e a maior parte da população concentra-se ao norte do país. As cidades mais populosas são:

• Caracas: 5.298.364 habitantes

• Maracaibo: 2.450.599 habitantes

• Valência: 2.044.323 habitantes

É válido ressaltar que a Venezuela apresenta um dos maiores índices de violência urbana do mundo. Um estudo das Nações Unidas, por meio do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes, divulgou que a taxa de homicídios do país era de 79 por 100.000 habitantes em 2013, uma das mais elevadas do mundo.

Religião

A religião predominante na Venezuela é o catolicismo romano, abrangendo cerca de 85,7% da população. A segunda religião com mais seguidores é o protestantismo, com um total de 12% da população. Em seguida, há um pequeno grupo de judeus e muçulmanos.

Clima

O clima na Venezuela varia com a altitude. O clima predominante é o tropical, com temperaturas entre 24 ºC e 36 ºC, marcado com variações nos períodos de chuva. Nas regiões montanhosas, as temperaturas caem drasticamente, podendo chegar a 8ºC, o que é característico de zonas temperadas. Acima dos dois mil metros de altitude, as temperaturas podem ser negativas. As precipitações anuais variam entre 430 mm e 1000 mm. Normalmente, chove mais nos meses entre junho e outubro.

Hidrografia

Rio Orinoco
O Orinoco é o principal rio do território venezuelano.

O principal rio do país responsável pela drenagem do sistema hidrográfico é o rio Orinoco. Este tem sua nascente em Parima, próximo à fronteira com o Brasil. Possui inúmeros afluentes, como os rios Caroní, Cassiquiare e Apure. No país há duas grandes bacias: a Bacia do Atlântico e a Bacia do Caribe.

Vegetação

A Venezuela tem quase metade do seu território coberto por florestas úmidas e de folhagem larga. O país é considerado um dos dezessete países megadiversos (grupo de países que concentram uma grande biodiversidade). Apresenta florestas tropicais de baixa altitude, cerrados e florestas de mangues. Nas regiões das costas, é possível encontrar espécies de palmeiras, e, já nas regiões mais áridas, concentram-se as cactáceas.

Leia também: Tipos de vegetação

Vegetação da Venezuela
No litoral da Venezuela, é possível encontrar espécies de palmeiras.

Fauna e flora

A Venezuela possui grande biodiversidade tanto na fauna quanto na flora. A fauna é representada por espécies, como o peixe-boi, o boto-cor-de-rosa e o crocodilo-do-orinoco. Há, na Venezuela, cerca de 1.417 aves, como o íbis e o turpial. Muitas espécies são endêmicas (existem apenas naquele local).

A flora é representada especialmente pelo ipê-amarelo. Além disso, o país possui cerca de 25.000 espécies de orquídeas. Aproximadamente, 38% das 21.000 espécies de plantas encontradas na Venezuela são endêmicas, isto é, exclusivas do território venezuelano.

Relevo

O relevo da Venezuela pode dividir-se em três principais regiões: os altos relevos, as planícies e o maciço das Guianas. A primeira é a região dos altos relevos, com destaque para a Cordilheira dos Andes. Na região Sul, encontram-se as planícies, conhecidas como região dos Llanos. Já a região do maciço das Guianas apresenta altitude média de 400 metros. Nessa região, há também elevações importantes, como os montes Roraima e Guanay Guaca.

Política

A Venezuela configura uma República Presidencialista baseada na Constituição de 1999. Os estados possuem seus próprios governadores, sendo eleitos por um período de quatro anos. Os principais partidos políticos são a Acción Democrática, o Partido Social Cristiano e o Partido Socialista Unido de Venezuela.

Historicamente, a Venezuela viveu inúmeras crises políticas e algumas tentativas de golpes. Atualmente, o país vive um intenso cenário de crise política, em que o cargo do presidente, ocupado por Nicolás Maduro, é questionado pela comunidade internacional.

Saiba mais: Entrada da Venezuela no Mercosul

Economia

A Venezuela possui uma economia mista baseada no mercado do petróleo. O país possui a gasolina mais barata do mundo. Isso é possível porque a gasolina que chega ao consumidor é subsidiada pelo governo. A Venezuela é um dos principais exportadores de petróleo do mundo.

O setor industrial representa cerca de 17% do PIB, e o setor agrário representa cerca de 3%. O país exporta produtos, como arroz, milho, frutas e carnes bovinas, contudo, não é autossuficiente nesse setor.

Saiba também: Quais são os setores da economia?

Mapa da Venezuela

Mapa da Venezuela
A Venezuela é um país de pouca extensão territorial, fronteiriço com outros países e com o oceano.

Crise política e econômica na Venezuela

A crise vivida na Venezuela possui motivações políticas e econômicas e vem sendo intensamente noticiada em inúmeros veículos de informação. Essa dramática crise de viés humanitário iniciou-se, em 2013, com a morte do ex-presidente da Venezuela, Hugo Chávez.

Chávez foi sucedido pelo atual presidente, Nicolás Maduro. Maduro pretendia manter uma política semelhante à de Chávez, contudo, o cenário encontrado no país apresentava uma realidade distinta da vivida pelo seu antecessor.

Nicolás Maduro
Nicolás Maduro é o atual presidente da Venezuela, contudo seu cargo tem sido questionado e não reconhecido por alguns países.*

A Venezuela, nesse período de transição entre governos, apresentava altos índices de inflação, ultrapassando 800% ao ano. Os preços dos barris de petróleo estavam bem acima da média. Os mercados passaram a vender produtos básicos a preços exorbitantes, e a população passou a viver dias de pesadelo.

A instabilidade vivida no governo de Maduro associada ao forte autoritarismo, o descontentamento da população, a falta de insumos básicos para a sobrevivência, o número elevado de desempregados e a miséria instaurada fizeram com que a Venezuela entrasse em colapso socioeconômico.

A população passou a protestar, muitas vezes violentamente, resultando em mortes. A crise política agravou-se após uma eleição controversa que reelegeu Maduro novamente ao cargo da presidência. Contudo, alguns países, como Estados Unidos, México e Brasil, não reconheceram seu sucesso, acusando-o então de totalitarismo.

Leia também: Crise na economia e política da Venezuela

Crise na Venezuela
A população venezuelana tem organizado inúmeros protestos contra o atual governo, acusando-o de autoritarismo.**

O que antes já estava ruim, piorou. Segundo o FMI (Fundo Monetário Interncional) a inflação em 2018 chegou a 1.000.000%. A crise agravou-se ainda mais, os venezuelanos passaram a viver em condições miseráveis, e muitos optaram por deixar o país em busca de melhores condições de vida. Um dos principais destinos é o Brasil. 

Leia mais: Imigração venezuelana para o Brasil

Atualmente, há uma intensa discussão em relação à legitimidade do cargo de presidente. Alguns países, como o Brasil e os Estados Unidos, não reconhecem o atual governo e apontam Juan Guaidó (que se declarou presidente interino) como novo líder do país. Outros países, como a Rússia e a China, posicionam-se a favor de Maduro.


________________
* Créditos de imagem: Marcos Salgado / Shutterstock
** Créditos de imagem: sebastorg /
Shutterstock
 

Por Rafaela Sousa
Graduada em Geografia

Listagem de Artigos

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola