Topo
pesquisar

Isaac Newton

Física

PUBLICIDADE

Um dos principais físicos, matemáticos, filósofos e alquimistas da história, Isaac Newton deixou estudos e teorias que são utilizados até hoje no mundo todo. Suas obras são referências fundamentais para o estudo da matemática e da física. Entre suas principais teorias estão a lei da gravitação universal e as famosas leis de Newton.

Vida e história

Isaac Newton nasceu na vila Woolsthorpe-by-Colsterworth, localizada em Lincolnshire, na Inglaterra, em 25 de dezembro de 1642, de acordo com o calendário juliano, que era usado na época. Pelo calendário gregoriano, o mais utilizado nos dias de hoje, data-se o seu nascimento em 4 de janeiro de 1643.

Isaac Newton é filho de Hannah Ayscough Newton e não chegou a conhecer seu pai, que faleceu meses antes de seu nascimento, mas herdou o nome dele. A família de Newton tinha uma situação financeira considerada estável e vivia da atividade rural na fazenda deles.

Isaac Newton é considerado um dos maiores gênios de sua época. [1]
Isaac Newton é considerado um dos maiores gênios de sua época. [1]

Quando Newton tinha três anos de idade, sua mãe casou-se novamente, com um reverendo chamado Barnabas Smith, e foi morar com o novo marido em North Withan, outra vila localizada em Lincolnshire. Com isso, Newton foi deixado para ser criado pelos avós.

Sete anos depois, seu padastro morreu e sua mãe voltou para a fazenda levando mais três filhos: Marie, Benjamin e Hannah. Na época, Newton já tinha 10 anos e não tinha muitos laços afetivos com a família. Desde a infância, ele foi considerado como um garoto solitário, característica que carregou por sua vida.

Casa onde Newton nasceu e viveu com os avós durante infância na Inglaterra. [2]
Casa onde Newton nasceu e viveu com os avós durante infância na Inglaterra. [2]

Além da propriedade herdada pelo pai, Newton havia recebido outra como dote de Barnabas Smith quando se casou com sua mãe. Na época, era costume que os jovens crescessem aprendendo a trabalhar com os negócios familiares, mas, desde cedo, Isaac não demonstrava talento ou interesse em cuidar das fazendas.

Veja também: Entenda a história e o desenvolvimento dos calendários

Estudos

Aos 12 anos, Newton foi para Grantham, onde ingressou na King’s School. Para poder estudar, ele precisou mudar-se para a vila e alugar um quarto. Newton conseguiu alojar-se na casa de um farmacêutico, o Sr. Clark, com quem aprendeu muito.

No período escolar, Newton não era considerado um dos melhores alunos da turma, mas um episódio mudou a situação. Após ter levado um chute de um garoto na escola, ele desafiou-o para continuar a luta do lado de fora da instituição. Após essa situação, que resultou na agressão de Newton ao “adversário”, ele decidiu mudar de vida e estudar para ser o melhor em tudo o que fizesse.

Entre os talentos que desenvolveu estava a produção de objetos de madeira, fazia os desenhos deles e assim construía moinhos de vento, mobílias e até mesmo um carrinho com quatro rodas movido por uma manivela.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Aos 18 anos, Newton foi aceito no Trinity College, em Cambridge. À época, somente jovens de famílias muito ricas estudavam no local, e Newton, mesmo vindo de uma família bem estruturada financeiramente, ainda era considerado um estudante pobre e teve que assumir a posição de subsizar (um estudante de nível mais baixo). Com isso, ele trabalhava servindo refeições, limpando as acomodações de outros estudantes e coisas do tipo para manter seus estudos. Esse fator também contribuiu para que ele continuasse sendo uma pessoa solitária e isolada, não chegando a fazer amizades relevantes nessa época.

Passados alguns anos, ele conseguiu uma bolsa de estudos na renomada Universidade de Cambridge. Nessa época, ele passou a ser admirado por professores, principalmente por Isaac Barrow, que ocupava a cátedra lucasiana (cadeira do professor de matemática).

Com a bolsa de estudos e a ajuda financeira que lhe era dada como um dos benefícios, aos 22 anos, ele formou-se em humanidades. No entanto, mesmo assim, sempre mostrou uma mente inquieta e interessada por diversos saberes, o que fez com que ele continuasse seus estudos em outras áreas.

  • Isolamento e “lenda” da maçã

A Inglaterra sofreu com a peste negra em meados de 1660, com isso a Universidade de Cambridge foi fechada e Newton voltou para Woolsthorpe. O período foi considerado muito produtivo para os seus estudos. Nessa época, ele realizou anotações diversas com informações sobre óptica, mecânica e gravitação.

Tratando-se ou não de uma lenda ou um fato, a história mais conhecida sobre a lei da gravidade narra sobre uma maçã que caiu de uma árvore em cima da cabeça de Newton, durante esse período de isolamento. Com isso, ele refletiu sobre a razão da fruta ter caído em direção à terra e não o oposto.

Macieira no quintal de casa onde Newton nasceu. [3]
Macieira no quintal de casa onde Newton nasceu. [3]

Mesmo sem saber se a história é verídica, no local ainda existe a suposta macieira. Ela continua preservada (conforme mostra a imagem anterior) e já rendeu mudas que foram plantadas em diversas outras localidades no mundo como “parte” da história de Newton. Há raízes da macieira no Trinity College, em Dublin; no Parque Nacional Goobang, na Austrália; em Teddington, bairro de Londres; e em alguns outros locais.

  • Volta para Cambridge

Passado o período de surto da peste negra na Inglaterra, Newton voltou para Cambridge, participou de um concurso e tornou-se professor. Meses depois, ele já era mestre em humanidades.

Após poucos anos, Barrow resolveu renunciar à cátedra lucasiana e indicou Newton para ocupar o lugar. Em 1969, Newton tornou-se professor lucasiano de matemática. Com o tempo, recebeu admiração, mas, em geral, foi contra a publicação de seus artigos, temendo as críticas. Quando seu trabalho sobre a teoria da variação do índice de refração da luz foi divulgado, ele recebeu críticas negativas de filósofos e isolou-se ainda mais. Newton só voltou a publicar artigos após a morte de um dos críticos.

Já com quase 50 anos e com a Universidade de Cambridge passando por complicações financeiras, Newton voltou-se para outros trabalhos em Londres e foi eleito presidente da Royal Society. Além disso, fez alguns amigos durante o período, continuou os estudos nas áreas de óptica e mecânica e publicou trabalhos importantes. No entanto, nos últimos anos de vida, seus estudos foram dedicados à alquimia e a questões relacionadas a Deus.

Isaac Newton morreu em março de 1727, aos 84 anos, com complicações renais. Nunca se casou, nem teve filhos.

Religião

Entre os interesses de estudo de Newton esteve o latim, o grego e a Bíblia. As profecias bíblicas sempre lhe interessaram, e ele acreditava na ação de Deus na vida humana e na natureza em geral. Embora cristão, em muitas oportunidades, contestou as práticas da Igreja Católica.

Alquimia

Durante anos, Newton dedicou-se aos estudos da alquimia, prática ilegal na época. Muitas vezes, ele unia os estudos dessa área com astronomia, astrologia, filosofia, química, física e teologia. Newton gostava das previsões apocalípticas e fazia cálculos para prever quando a humanidade acabaria.

A Universidade de Cambridge escondeu, por mais de 100 anos, os estudos alquimistas de Newton. No final do século XIX, a instituição liberou lotes de “estudos ocultos” dele, que foram adquiridos por colecionadores. Somente nas últimas décadas, alguns manuscritos tornaram-se públicos.

Um dos manuscritos mais famosos de Newton é o relacionado à pedra filosofal, um elixir da vida, uma substância mítica capaz de tornar uma pessoa imortal e transformar objetos em ouro. A lenda da pedra filosofal ficou conhecida por muitos por meio dos livros e filmes da história de Harry Potter.

Saiba mais: Robert Boyle – químico alquimista e fundador da Royal Society

Contribuições de Isaac Newton

  • Desenvolvimento da teoria do binômio de Newton, que complementa o estudo de produto notável;

  • Estudo da lei da gravitação universal;

  • Estudo sobre os fenômenos ópticos que possibilitaram a teoria sobre a cor dos corpos;

  • Desenvolvimento das lei dos movimentos, lançando as bases da mecânica;

  • Criação e desenvolvimento do cálculo diferencial e cálculo integral — ferramenta importante para o estudo dos fenômenos físicos.

Acesse também: Como resolver exercícios sobre as leis de Newton

Leis de Newton

Entre as principais teorias deixadas por Isaac Newton, as chamadas leis de Newton estão entre as mais conhecidas e fundamentam a base da física mecânica. O conjunto das três leis explica o movimento dos corpos. Elas foram publicadas em sua obra mais famosa: Princípios matemáticos da filosofia natural.

 

Por Giullya Franco
Jornalista

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FRANCO, Giullya. "Isaac Newton"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/fisica/um-fisico-chamado-isaac-newton.htm. Acesso em 25 de dezembro de 2020.

Assista às nossas videoaulas
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola