Topo
pesquisar

Aorta

Biologia

PUBLICIDADE

A aorta é, sem dúvida, a mais conhecida das artérias. Isso não é por menos, uma vez que se trata da maior e principal artéria do nosso corpo. A aorta parte do coração e ramifica-se em várias outras, garantindo, desse modo, o suprimento de sangue para todo o corpo. A seguir conheceremos um pouco mais a respeito da aorta e também de alguns problemas comuns que a afetam.

Leia mais: Sistema cardiovascular – responsável pela circulação do sangue no nosso corpo

Artéria aorta

A aorta é a maior artéria encontrada no nosso corpo. Ela tem sua origem no ventrículo esquerdo, uma das cavidades do coração, e daí se ramifica em várias outras artérias. Na sua região de origem, a aorta apresenta cerca de 2,8 cm de diâmetro, que gradualmente diminui à medida que suas ramificações surgem. Podemos dividir a artéria em três porções: aorta ascendente, arco aórtico e aorta descendente. (Descreveremos melhor cada uma dessas partes no próximo tópico.)

A aorta é classificada como uma grande artéria elástica devido ao seu diâmetro e também à presença de fibras elásticas em suas paredes. Assim como outras artérias, a aorta também possui uma parede formada por três camadas: túnica íntima, túnica média e a túnica adventícia.

  • Túnica íntima: é camada mais interna da artéria, sendo ela formada por uma camada de células endoteliais que estão apoiadas em uma camada de tecido conjuntivo frouxo. É essa camada da artéria que está em contato direto com o sangue.
  • Túnica média: é a camada mediana da artéria, sendo constituída basicamente de células musculares e tecido elástico. Nas artérias, a túnica média apresenta-se bem desenvolvida.
  • Túnica adventícia: é a mais externa da parede da artéria, sendo formada basicamente por fibras elásticas e colágeno.

Porções da aorta

Observe as porções da aorta no esquema.
Observe as porções da aorta no esquema.

Como dito, a aorta pode ser dividida em três porções: ascendente, arco aórtico e descendente. Veja as características de cada uma delas:

Aorta ascendente

  • Parte da aorta que possui seu trajeto passando superiormente ao coração;
  • Possui cerca de 5 cm de comprimento;
  • Ramifica-se em artéria coronária direita e artéria coronária esquerda, responsáveis pela irrigação do músculo cardíaco.

Arco aórtico

  • Situa-se após a porção ascendente da aorta, sendo ele o segundo segmento da aorta.
  • Apresenta um arqueamento.
  • Seu diâmetro é de 25 mm a 30 mm.
  • Ramifica-se em artéria tronco braquiocefálico, artéria carótida comum esquerda e artéria subclávia esquerda. O tronco braquiocefálico ramifica-se em artéria subclávia direita e artéria carótida comum direita.

Aorta descendente

  • Estende-se pelo tórax e abdome. Quando comparada as outras porções, destaca-se por ser a mais longa.
  • A porção que passa pelo tórax é chamada de aorta torácica e possui uma série de ramificações que garantem que o sangue seja disponibilizado às estruturas que estão entre o arco aórtico e o diafragma.
  • A porção que se estende desde o diafragma até a região em que se ramifica em duas artérias ilíacas comuns, é chamada de aorta abdominal. Ela também se ramifica e garante a irrigação das estruturas localizadas nessa região.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Principais problemas que afetam a aorta

A aorta é a principal artéria do nosso corpo, portanto, problemas relacionados com esse vaso sanguíneo merecem atenção, pois, muitas vezes, podem ser fatais. Os sintomas podem ser confundidos com outros problemas de saúde, e, comumente, essas doenças são silenciosas

Como sintomas de problemas da aorta podemos citar a dor no peito e nas costas. Descreveremos, a seguir, três dos principais problemas que podem acometê-la.

Aneurisma aórtico

No aneurisma aórtico, observa-se a dilatação anormal da aorta.
No aneurisma aórtico, observa-se a dilatação anormal da aorta.

Aneurisma aórtico pode ser definido como uma dilatação anormal da artéria que supera em 50% o diâmetro fisiológico do vaso. O aneurisma pode surgir devido a um defeito ou mesmo fraqueza da parede da artéria.

Dentre os fatores de risco para o desenvolvimento desse problema, podemos citar tabagismo, histórico familiar e hipertensão. O aneurisma geralmente atinge mais a aorta abdominal que a  torácica. O principal problema dos aneurismas aórticos são sua ruptura, evento que pode ser letal.

Na maioria das vezes, o aneurisma aórtico é assintomático, sendo detectado por acaso ao realizar-se exames de imagem. Os sintomas, quando surgem, estão relacionados com a porção da aorta afetada.

No aneurisma abdominal, tipo mais comum, a pessoa pode sentir uma sensação de pulsação abdominal e dor abdominal. Quando o aneurisma rompe-se, pode provocar vômitos, náuseas, aumento da frequência cardíaca e queda de pressão.

Veja também: 10 principais causas de morte no mundo

Aterosclerose

É um dos problemas mais conhecidos quando o assunto é doenças cardiovasculares. A aterosclerose é um processo que se inicia com uma lesão na camada mais interna da artéria que leva a um processo inflamatório crônico.

Desse processo inflamatório decorre a formação de uma placa por vários elementos, como gordura e cálcio. Essa placa leva ao estreitamento e enrijecimento da artéria, provocando uma redução no fluxo sanguíneo e comprometimento no fornecimento de sangue para a região irrigada pela artéria.

A aterosclerose apresenta como fatores de risco os altos níveis de colesterol, pressão alta, tabagismo, diabetes, sobrepeso e obesidade, e sedentarismo. Quer saber mais sobre esse tema? Leia nosso texto: Aterosclerose.

Veja mais: A importância dos exercícios físicos

Dissecção aórtica

Observe no esquema a formação de um canal na parede da artéria.
Observe no esquema a formação de um canal na parede da artéria.

Apesar desse problema de saúde não ser amplamente conhecido pela população, a dissecção aórtica é a patologia que mais causa morte entre as síndromes aórticas agudas com início súbito de dor no tórax. Isso porque, mesmo sendo uma condição pouco frequente, apresenta alta mortalidade quando não tratada de maneira rápida.

Esse problema caracteriza-se pelo rompimento da parede interna do vaso sanguíneo, que leva à formação de um canal (luz) falso na artéria. O sangue passa então a penetrar nessa luz falsa, o que pode provocar a compressão da luz verdadeira e, desse modo, comprometer o fornecimento de sangue para as várias partes do corpo.

Hipertensão e doenças que afetam o tecido conjuntivo estão entre as principais causas de dissecção.

Veja também: Diferença entre pressão alta e pressão baixa

ATENÇÃO: A descoberta precoce de problemas cardiovasculares é essencial para o maior sucesso no tratamento. Ao perceber sintomas como dor torácica, falta de ar e tonturas, não deixe de procurar um médico. Além disso, exames periódicos são fundamentais, uma vez que muitas dessas doenças são silenciosas. Lembre-se sempre de que o diagnóstico precoce é a chave para a cura de muitas doenças!

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Aorta"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/aorta.htm. Acesso em 08 de abril de 2020.

Lista de Exercícios
Questão 1

Os vasos sanguíneos fazem parte, junto ao coração, do sistema cardiovascular. Existem diferentes tipos de vasos sanguíneos, sendo a aorta, por exemplo, um tipo de

a) veia.

b) vênula.

c) capilar.

d) artéria.

e) arteríola.

Questão 2

(Uel) Nos vertebrados terrestres, a circulação sistêmica tem início e término, respectivamente, na

a) artéria aorta e na veia cava.

b) veia cava e na artéria aorta.

c) artéria pulmonar e na veia cava.

d) artéria aorta e na veia pulmonar.

e) veia pulmonar e na artéria pulmonar.

Mais Questões
Saúde na escola Colesterol
A figura mostra o esfigmomanômetro, aparelho utilizado para medir a pressão arterial.
Doenças e patologias Hipertensão
Saúde e Bem-estar Aterosclerose
A pressão arterial deve ser observada sempre
Saúde e Bem-estar Pressão Arterial
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola