Topo
pesquisar

Segunda Lei de Newton

Física

A Segunda Lei de Newton diz que a força resultante que age sobre um corpo deve ser igual ao produto da massa do corpo por sua aceleração.
PUBLICIDADE

De acordo com a Segunda Lei de Newton:

A força resultante que atua sobre um corpo é proporcional ao produto da massa pela aceleração por ele adquirida.

Essa relação pode ser descrita com a equação:

Fr = m . a

sendo:

Fr – Força resultante;
m – massa;
a – aceleração.

De acordo com essa Lei, para que se mude o estado de movimento de um objeto, é necessário exercer uma força sobre ele que dependerá da massa que ele possui. A aceleração, que é definida como a variação da velocidade pelo tempo, terá o mesmo sentido da força aplicada, conforme mostra a figura abaixo:

Ao aplicar uma força sobre um objeto, imprimimos sobre ele uma aceleração que será dependente de sua massa.

Podemos ver a partir da figura que, ao aplicar uma força de 2N sobre um objeto, ele adquirirá uma aceleração maior quando a massa for 0,5 kg e uma aceleração menor quando a massa for 4 kg. Isso significa que, quanto maior a massa de um corpo, maior deve ser a força aplicada para que se altere seu estado de movimento.

Sendo a inércia definida como a resistência de um corpo para alterar seu estado de movimento, podemos dizer que a Segunda lei de Newton também define a massa como a medida da inércia de um corpo.

A força é uma grandeza vetorial, pois é caracterizada por módulo, direção e sentido. A unidade no Sistema Internacional para força é o Newton (N), que representa kg m/s2.

A Segunda Lei de Newton também é chamada de Princípio Fundamental da Dinâmica, uma vez que é a partir dela que se define a força como uma grandeza necessária para se vencer a inércia de um corpo.

  • Força Peso

A partir da Segunda Lei de Newton, também chegamos à outra importante definição na Física: o Peso.

A Força Peso corresponde à atração exercida por um planeta sobre um corpo em sua superfície. Ela é calculada com a equação:

P = m . g

*g é a aceleração da gravidade local.

Apesar de a massa de um corpo ser fixa, não é o que ocorre com o peso. Veja um exemplo:

Um corpo de massa 20 kg no planeta Terra, onde a aceleração da gravidade é 9,8 m/s2, possui o seguinte peso:

P = 20. 9,8
P = 196 N

O mesmo corpo em Marte, onde g = 3,711 m/s2, possui o peso:

P = 20.3,711
P = 74,22 N

Vemos que o peso no planeta Marte é bem menor que na Terra, pois a gravidade em Marte é menor. Isso ocorre porque a gravidade de um determinado local depende da massa do corpo. Como a massa de Marte é menor que a da Terra, ele também terá gravidade menor.


Por Mariane Mendes
Graduada em Física

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

TEIXEIRA, Mariane Mendes. "Segunda Lei de Newton"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/fisica/segunda-lei-newton.htm>. Acesso em 24 de agosto de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA