Topo
pesquisar

Estrangeirismos

Redação

Os estrangeirismos são parte de um fenômeno linguístico associado à necessidade de renovação da língua. Devem ser utilizados para ajudar na comunicação, nunca o contrário.
O estrangeirismo é o emprego de palavras, expressões e construções alheias ao idioma tomadas por empréstimos de outra língua
O estrangeirismo é o emprego de palavras, expressões e construções alheias ao idioma tomadas por empréstimos de outra língua
PUBLICIDADE

O emprego de palavras estrangeiras tem sido cada vez mais comum em nosso dia a dia. Os empréstimos linguísticos estão presentes nas modalidades oral e escrita, o que é uma característica natural do processo de globalização, fenômeno que amplia as relações entre as diferentes culturas no mundo contemporâneo.

Infelizmente, o uso inadvertido dos estrangeirismos tem causado algumas polêmicas, e é sobre esse assunto que vamos discutir agora. O Brasil Escola preparou uma listinha de coisas que você precisa saber sobre eles. Do que se trata? Como eles devem ser usados? Eles de fato ameaçam a língua portuguesa? Boa leitura e bons estudos!

O que você precisa saber sobre: estrangeirismos

► O que é estrangeirismo?

A língua recria-se e transforma-se continuamente, afinal de contas, ela é viva e sofre com as interferências feitas pelos falantes, que, por sua vez, sofrem a influência das interações sociais, econômicas, culturais e políticas. Palavras e expressões surgem o tempo todo para traduzir novas ideias ou reciclar as antigas, sendo assim, o estrangeirismo é um fenômeno que está associado à necessidade de renovação da língua. Palavras de outros idiomas são incorporadas por meio de um processo natural de assimilação de cultura ou ainda por conta da proximidade geográfica com regiões cujos idiomas oficiais sejam outros.

► O uso de estrangeirismos coloca em risco a língua portuguesa?

Essa é uma ideia equivocada defendida por quem acredita que a língua é um elemento encerrado em si mesmo. Ao longo da história recebemos a contribuição de várias palavras de outros idiomas. Para você ter uma ideia, no final do século XIX e início do século XX, a influência da língua francesa sobre a portuguesa era enorme! Tudo isso porque àquela época era a França quem ditava as regras no que dizia respeito à cultura e ao comportamento, mas nem por isso a língua portuguesa foi abolida ou ameaçada.

Os estrangeirismos são um tipo de comportamento linguístico e, assim como as roupas e os penteados, por exemplo, seguem a moda da época. Hoje sabemos que a língua inglesa exerce grande influência — envolvidos aí poderes simbólicos que ultrapassam as barreiras da Linguística —, e isso não significa que deixaremos nosso maior patrimônio cultural de lado. Sendo assim, você pode ficar tranquilo, pois os empréstimos linguísticos não podem ameaçar nossa “última flor do Lácio”, como já dizia o poeta Olavo Bilac no poema intitulado Língua portuguesa.

► É possível conter o avanço dos estrangeirismos na língua portuguesa?

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Tentar controlar o uso de estrangeirismos na língua portuguesa seria uma tarefa improfícua, afinal de contas, como proibir os falantes de usar aquilo que lhes pertence? Não é possível estabelecer regras na comunicação oral. Cada comunidade faz um uso diferente da linguagem, utilizando palavras e expressões que melhor se adaptam às suas necessidades e idiossincrasias. A língua é uma ferramenta democrática e assim deve permanecer, portanto, não há lei que seja capaz de abolir o uso dos empréstimos linguísticos. Os estudiosos da linguagem, sobretudo os menos tradicionalistas, defendem os estrangeirismos, desde que eles não atrapalhem a comunicação, função primordial da linguagem.

► De bem com os estrangeirismos:

Até aqui você já aprendeu que o estrangeirismo é um fenômeno linguístico que está relacionado com a necessidade de renovação da língua. Aprendeu também que ele não ameaça a soberania da língua portuguesa e que pode ser um elemento importante para a comunicação. Mas agora é hora de ponderar sobre algumas questões:

→ Eles atrapalham ou auxiliam a comunicação?

Depende da maneira como são utilizados. É claro que se você empregar vários empréstimos linguísticos ao mesmo tempo, correrá o risco de não ser compreendido. Como já vimos anteriormente, o sucesso da comunicação é a finalidade da linguagem. Sendo assim, opte sempre pelo bom senso.

→ Há uma palavra ou expressão equivalente em português que seja mais conhecida?

Se a resposta for sim, não tenha dúvidas de que o melhor a fazer é optar pelo vocábulo tupiniquim. No campo da informática, por exemplo, existem alguns termos que não possuem correspondentes à altura na língua portuguesa, isto é, vocábulos que conservem a expressividade e a significação de um empréstimo linguístico. Pode ser que com o tempo eles sejam substituídos ou consagrados, mas, por enquanto, referir-se a software dessa maneira, em inglês, é melhor do que usar a tradução literal, que seria “utensílio macio”, já que essa expressão distancia-se muito da palavra original, você não acha?

Lembre-se sempre de que os estrangeirismos devem auxiliar em nossas atividades discursivas, jamais atrapalhar. Na dúvida, opte por um vocábulo da língua portuguesa, principalmente se esse vocábulo conseguir expressar com exatidão aquilo que você pretende dizer.

Por Luana Castro
Graduada em Letras

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PEREZ, Luana Castro Alves. "Estrangeirismos"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/redacao/estrangeirismos.htm. Acesso em 19 de agosto de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola