Topo
pesquisar

Palavras cognatas

Gramática

Palavras cognatas nascem de uma mesma raiz e apresentam a mesma origem etimológica. O critério da historicidade deve ser utilizado para descobrir a semelhança entre vocábulos.
As palavras cognatas nem sempre são facilmente reconhecidas, especialmente aquelas que sofreram variações linguísticas ao longo da história
As palavras cognatas nem sempre são facilmente reconhecidas, especialmente aquelas que sofreram variações linguísticas ao longo da história
PUBLICIDADE

Você sabe o que são palavras cognatas?

A palavra cognata deriva do latim cognatus, cujo significado é “parente, relacionado, ligado ou semelhante”. O prefixo “co”, que significa “junto”, mais “nato”, que significa “nascido”, é o substantivo que usamos para nomear as palavras que “nasceram juntas”. Quando o assunto é língua portuguesa, dizemos que as palavras cognatas são aquelas que apresentam a mesma raiz ou que têm a mesma origem etimológica que outra palavra.

Certas mudanças fonéticas em determinados vocábulos dificultam o reconhecimento de algumas palavras cognatas. Para nos certificar de que uma palavra estabelece de fato relação de parentesco com outra, é preciso observar sua historicidade, visto que as mudanças linguísticas podem apagar alguns vestígios. Observe alguns exemplos de palavras cognatas que, à primeira vista, nem são tão parecidas assim:

Domínio: do latim dominium, significa o direito de propriedade, competência, influência, poder ou superioridade.

Domingo: do latim dominicus, significa o “dia do Senhor”, aquele que está reservado ao descanso e à oração, portanto, dia que é de propriedade do Senhor.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Condomínio: do latim condominium, significa o domínio que pertence a mais de uma pessoa ou a mais de uma nação.

Doméstico: do latim domesticus, significa aquilo que vive ou é criado dentro de casa, ou seja, aquilo que é de domínio apenas familiar.

Outras cognatas sofreram menos alterações ao longo do tempo e, por esse motivo, preservaram sua identidade fonética, sendo mais facilmente reconhecidas. Observe os exemplos:

Cor, decorar, decoração, colorir, corar, corante, incolor, tricolor, coloração etc.

Lei, legal, ilegal, legalizar, legislar, legislação, legislativo, legislatura etc.

Natal, natalino, natalício, natalidade, natimorto etc.

Portanto, podemos dizer que as palavras cognatas são aquelas que pertencem a uma mesma família. Mas atenção: nem toda palavra, quando apresenta similaridade com outra, pode ser considerada cognata, pois algumas são as chamadas “falsas cognatas”, como é o caso das palavras fome e famigerado, que, apesar de parecidas, não possuem nenhuma ligação semântica.


Por Luana Castro
Graduada em Letras

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PEREZ, Luana Castro Alves. "Palavras cognatas"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/palavras-cognatas.htm. Acesso em 19 de junho de 2019.

Lista de Exercícios
Questão 1

(Fuvest) As palavras adivinhar, adivinho e adivinhação têm a mesma raiz, por isso são cognatas. Assinalar a alternativa em que não ocorrem três cognatos:

a) alguém- algo- algum

b) ler – leitura - lição

c) ensinar - ensino - ensinamento

d) candura – cândido - incandescência

e) viver - vida - vidente

Questão 2

(UFSC) Cada grupo abaixo é composto de palavras cognatas, exceto:

a) corpanzil, incorpóreo, corporificar, corporação;

b) desanimado, animoso, anônimo, animadamente;

c) semente, semeadura, sêmen, sementeira;

d) terraplenar, extraterreno, enterrar, soterrar;

e) desnaturado, naturalização, sobrenatural, naturalidade.

Mais Questões
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola