Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Concentração dos íons em mol/L

Para determinar a concentração dos íons em uma solução é preciso observar a proporção de cátions e ânions na fórmula da substância e o seu grau de dissociação ou ionização.

Íons dissolvidos em solução química
Íons dissolvidos em solução química
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

No texto “Concentração em mol/L ou Molaridade” você viu que a concentração em mol/L relaciona a quantidade de matéria do soluto (n1, medido em mols) com o volume da solução em litros (V). No entanto, existem alguns solutos que ao serem colocados na água originam íons.

Um exemplo é quando colocamos o sal (NaCl) na água, ocorrendo uma atração entre o polo positivo da água com o Cl e o polo negativo com o Na, dando origem aos íons Na+ e Cl-.

Ionização do sal na água

É importante saber determinar a concentração em mol/L desses íons, pois isso pode ser útil em várias situações. Uma área que utiliza isso é a medicina, principalmente em exames médicos de sangue. O nosso sangue e outros fluidos corpóreos possuem íons dissolvidos neles.  Se a concentração desses íons em nosso sangue estiver acima ou abaixo do normal, pode comprometer o bom funcionamento do nosso organismo e levar a distúrbios e doenças.

Veja o caso dos íons ferro (Fe2+): se a pessoa estiver com carência desse íon, ela pode desenvolver anemia. Assim, quando se diz a alguém que tem anemia que ela precisa consumir comidas ricas em ferro ou mesmo algum medicamento com ferro, na verdade é o íon ferro e não o elemento metálico.

Outro caso é quando há perda de íons cálcio (Ca2+) nos ossos, causando osteoporose, como mostram as fotos com imagens ampliadas de ossos a seguir:

Imagens ampliadas de osso normal e osso com osteoporose

Observe outros exemplos de íons que possuem funções vitais em nosso corpo e que precisam estar na concentração correta:

Quadro com funções e efeitos de concentração de íons no corpo

Portanto, diante dessas informações, torna-se evidente que saber calcular a concentração do íons em soluções é realmente importante. Mas como isso pode ser feito?

É possível determinar as concentrações em mol/L dos íons presentes em soluções se forem conhecidos dois dados essenciais, que são:

  1. As fórmulas das substâncias dissolvidas em água;
  2. A molaridade de suas soluções.

Com esses dados em mãos, escreve-se a equação de dissociação ou de ionização do soluto em questão e encontra-se por dedução a concentração dos íons, pois ela é proporcional ao número de mol de cada íon. Isso significa que a concentração dos íons é proporcional aos seus respectivos coeficientes na equação de ionização ou de dissociação.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Veja o exemplo a seguir para entender melhor como é realizado esse cálculo:

“Considere que a concentração em quantidade de matéria de determinada solução aquosa de fosfato de magnésio (Mg3(PO4)2 é 0,5 mol/L. Qual será a concentração em mol/L dos cátions magnésio (Mg2+(aq)) e dos ânions fosfato (PO3-4(aq)) nessa solução, considerando que o grau de dissociação (α) foi de 100%?”

O primeiro passo para resolver esse problema é escrever a equação de dissociação ou ionização. Se tiver dificuldade, você pode se basear na equação genérica abaixo:

1 AxBy → x A+y + y B-x
1 mol       x mol    y mol

Assim, considerando nesse exemplo que o fosfato de magnésio dissociou totalmente, temos a seguinte equação:

1 Mg3(PO4)2(aq)  → 3 Mg2+(aq) + 2 PO3-4(aq)

1 mol                       3 mol         2 mol

Podemos perceber que 1 mol de Mg3(PO4)2 origina 3 mol de Mg2+(aq) e 2 mol de PO3-4(aq); assim, o número de mol do cátion será 3 vezes o número de mol do fosfato com que foi preparada a solução, e o do ânions será 2 vezes.

Como a solução é 0,5 mol/L de Mg3(PO4)2(aq) , isso quer dizer que em 1 L dela foi dissolvido 0,5 mol de Mg3(PO4)2, que originou 1,5 mol/L de Mg2+(aq) e 1,0 mol/L de PO3-4(aq):

1 Mg3(PO4)2(aq)  → 3 Mg2+(aq) + 2 PO3-4(aq)

1 mol                       3 mol         2 mol

0,5 mol                       x                y

1 . 0,5                      3 . 0,5            2 . 0,5

0,5 mol/L               1,5 mol/L       1,0 mol/L

Mas e se o grau de dissociação ou ionização não fosse de 100%? Digamos que fosse de 70%, como faríamos para descobrir a concentração em mol/L desses íons?

Nesse caso, basta realizar uma regra de três simples. Veja abaixo:

1,5 mol/L de Mg2+(aq) ----------------  100 %

                      x------------------------ 70%

                            x = 70 . 1,5  → x = 1,05 mol/L de íons Mg2+(aq)
                                   100

1,5 mol/L de PO3-4(aq)----------------  100 %

                         y------------------------ 70%

                            y = 70 . 1,0  → y = 0,70 mol/L de íons PO3-4(aq)
                                   100


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Escritor do artigo
Escrito por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FOGAçA, Jennifer Rocha Vargas. "Concentração dos íons em mol/L"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/concentracao-dos-ions-mol-l.htm. Acesso em 19 de abril de 2024.

De estudante para estudante


Videoaulas


Lista de exercícios


Exercício 1

As concentrações em mol/L dos íons Ca2+ e OH- em uma solução aquosa de 0,01 mol/L de Ca(OH)2 são, respectivamente:

  1. 0,01 e 0,01

  2. 0,01 e 0,02

  3. 0,02 e 0,02

  4. 0,02 e 0,01

  1. 0,03 e 0,03

Exercício 2

Uma solução aquosa de sulfato de alumínio, Al2(SO4)3, foi preparada de modo que cada 100 mL de solução tivesse 68,4 g do sal dissolvido a 20ºC. Sabendo que nessa temperatura o grau de dissociação α% do sulfato de alumínio é igual a 60%, a concentração em quantidade de matéria (em mol/L) dos íons Al3+(aq) e SO2-4(aq), respectivamente, é de:

  1. 4,0 e 6,0

  2. 2,0 e 3,0

  3. 2,4 e 3,6

  4. 2,0 e 6,0

  1. 4,5 e 5,6

Artigos Relacionados


Aspectos quantitativos das soluções

Clique para aprender tudo sobre os principais aspectos quantitativos das soluções!
Química

Como as substâncias se dissolvem

Saiba qual fator interfere na solubilidade.
Química

Concentração comum de soluções

Aprenda o que é e como é determinada a concentração comum de uma solução, isto é, a razão entre a massa do soluto e o volume da solução.
Química

Diluição de Soluções

A diluição de uma solução se dá quando se acrescenta solvente a ela, aumentando o volume e diminuindo a concentração, mas a massa do soluto permanece constante.
Química

Dissociação e Ionização

Dissociação e Ionização, cientista italiano Volta, corrente elétrica, físico-químico sueco Svant August Arrhenius, Teoria de Arrhenius, íons positivos, cátions, íons negativos, ânions, soda cáustica, sal de cozinha, moléculas polares, dissociação iônica,
Química

Dissociação eletrolítica

Dissociação eletrolítica, o que é dissociação eletrolítica, a teoria de Arrhenius, a divisão das moléculas, o estudo naquela época.
Química

Grau de ionização de ácidos

Como um ácido se classifica em forte ou fraco?
Química

Ionização

A ionização é uma reação química (em que se formam íons) e uma solução eletrolítica (que conduz corrente elétrica). Entenda melhor em quais casos ela ocorre e o que a diferencia da dissociação iônica.
Química

Solução

Solução, Solução sólida. Solução líquida, Solução gasosa, Soluções formadas por gás e líquido, soluções formadas por líquidos.
Química

Título ou Porcentagem em Massa

O Título ou porcentagem em massa de uma solução é a medida que relaciona as massas do soluto e da solução.
Química