Topo
pesquisar

Dissociação eletrolítica

Química

PUBLICIDADE

Durante o século XIX, inúmeras teorias tentaram explicar o fato de soluções produzirem corrente elétricas e outras não, mas a única aceita foi a de Arrhenius.

A teoria diz que uma substância dissolvida em água se divide em partículas cada vez menores, mas, em alguns casos a divisão nas moléculas se interrompe e então a solução não consegue conduzir corrente elétrica.

Em contra partida, a divisão pode ir além das moléculas dividindo-se em micro partículas denominadas íons conduzindo corrente elétrica.

Naquela época ainda não se conhecia prótons, elétrons e nêutrons e não distinguia substância molecular de substância iônica. Para Arrhenius, o açúcar se dissolve e suas moléculas apenas se separam uma das outras e como são neutras, não produz corrente elétrica. Dessa forma, não há dissociação eletrolítica ou dissociação iônica do açúcar.

Em contra partida, o sal se dissolve na água e suas moléculas se dividem dando íons que vão se dispersando na substância e como estes possuem carga elétrica, a solução conduz a corrente.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Química Inorgânica - Química - Brasil Escola

Lista de Exercícios
Questão 1

Veja as fórmulas das substâncias a seguir:

I- KOH

II- H3C-OH

III- LiCl

IV- H2S

V- C2H4O2

Indique a alternativa que informa quais delas são capazes de sofrer dissociação quando dissolvidas em água.

a) II e V.

b) III e IV.

c) I e III.

d) I e II.

e) I, II e III.

Questão 2

Eletrólito é toda substância que, quando adicionada à água ou submetida ao processo de fusão (quando a substância é aquecida e passa do estado sólido para o estado líquido), dissocia-se, liberando no meio íons. Quando uma substância libera um cátion referente a um elemento metálico ou o amônio (NH4+) juntamente com o ânion hidróxido (OH-), ela deve ser chamada de:

a) ácido.

b) sal.

c) óxido.

d) base.

Mais Questões
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola