Topo
pesquisar

Aspectos quantitativos das soluções

Química

Os aspectos quantitativos das soluções envolvem as relações estabelecidas entre a quantidade de soluto e solvente.
Medir a glicemia do sangue é uma forma de abordar os aspectos quantitativos das soluções
Medir a glicemia do sangue é uma forma de abordar os aspectos quantitativos das soluções
PUBLICIDADE

Denominam-se de aspectos quantitativos das soluções as proporções estabelecidas entre a quantidade de substância dissolvida (soluto) e a quantidade da substância que faz a dissolução (solvente). O trabalho com os aspectos quantitativos, isto é, com as concentrações das soluções, envolve o conhecimento de diversos aspectos:

  • Massa do soluto

  • Massa do solvente

  • Massa da solução (é a soma entre a massa do soluto e a massa do solvente)

  • Volume do soluto

  • Volume do solvente

  • Volume da solução (é a soma entre o volume do soluto e o volume do solvente)

  • Número de mols do soluto

  • Número de mols do solvente

  • Número de mols da solução (é a soma entre o número de mols do soluto e o número de mols do solvente)

Para fazer referência a qualquer aspecto do soluto de uma solução, sempre vamos utilizar o índice 1. Já para o solvente, sempre vamos utilizar o índice 2. Para a solução, não será utilizado nenhum índice.

Os aspectos quantitativos das soluções são muito trabalhados por meio da utilização de algumas fórmulas, a saber:

O bafômetro calcula a quantidade (concentração) de álcool no sangue
O bafômetro calcula a quantidade (concentração) de álcool no sangue

Envolve a relação entre a massa do soluto (geralmente em gramas por litros, segundo o Sistema Internacional de Medidas) e o volume da solução (geralmente em litros, segundo o Sistema Internacional de Medidas). Ela é enunciada pela seguinte fórmula:

C = m1
     V

m1 = massa do soluto
V = volume da solução

  • Densidade (d)

Envolve a relação entre a massa da solução (geralmente em gramas por litros, segundo o Sistema Internacional de Medidas) e o volume da solução (geralmente em mililitros, segundo o Sistema Internacional de Medidas). Ela é enunciada pela seguinte fórmula:

d = m
     V

m = Massa da solução
V = volume da solução

Observação: m = m1 + m2 (massa do solvente) e V = V1 (volume do soluto) + V2 (volume do solvente)

Envolve a relação entre o número de mols do soluto (geralmente em mol, segundo o Sistema Internacional de Medidas) e o volume da solução (geralmente em litros, segundo o Sistema Internacional de Medidas). Ela é enunciada pela seguinte fórmula:

M = n1
      V

n1 = número de mols do soluto
V = volume da solução

Observação: Vale ressaltar que o número de mols do soluto pode ser calculado pela seguinte relação:

n1 = m1
       M1

m1 = massa do soluto
M1 = massa molar do soluto

Dessa forma, a fórmula da molaridade pode ser escrita ainda da seguinte forma:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

M = m1
      M1.V

Envolve a relação entre a massa do soluto (geralmente em gramas, segundo o Sistema Internacional de Medidas) e a massa da solução (geralmente em gramas, segundo o Sistema Internacional de Medidas). Ele é enunciado pela seguinte fórmula:

T = m1
    m

m1 = massa do soluto
m = massa da solução

  • Título em volume (T)

Envolve a relação entre o volume do soluto (geralmente em Litros, segundo o Sistema Internacional de Medidas) e o volume da solução (geralmente em Litros, segundo o Sistema Internacional de Medidas). Ele é enunciado pela seguinte fórmula:

T = V1
    V

V1 = volume do soluto
V = volume da solução

Envolve a relação entre o número de mols do soluto (geralmente em mol, segundo o Sistema Internacional de Medidas) e a massa do solvente (geralmente em quilograma, segundo o Sistema Internacional de Medidas). Ela é enunciada pela fórmula:

W = n1
       m2

n1 = número de mols do soluto
m2 = massa do solvente

Vale ressaltar que o número de mols do soluto pode ser calculado pela seguinte relação:

n1 = m1
       M1

m1 = massa do soluto
M1 = massa molar do soluto

Dessa forma, a fórmula da molalidade pode ser escrita ainda da seguinte forma:

W = m1
     M1.m2

  • Fração Molar (X)

Envolve a relação entre o número de mols do soluto ou solvente (geralmente em mol, segundo o Sistema Internacional de Medidas) e a o número de mols da solução (geralmente em mols, segundo o Sistema Internacional de Medidas). Ela é enunciada pelas seguintes fórmulas:

- Em relação ao soluto:

X1 = n1
      n

n1 = número de mols do soluto
n = número de mols da solução

Caso seja necessário calcular o valor do n1, basta utilizar a relação:

n1 = m1
       M1

Caso seja necessário calcular o valor do n2, basta utilizar a relação:

N2 = m2
        M2

Para calcular o n, basta utilizar a fórmula:

n = n1 + n2

- Em relação ao solvente:

X2 = n2
      n

n2 = número de mols do solvente
n = número de mols da solução

É o aspecto quantitativo das soluções (extremamente diluídas) que indica a quantidade em gramas de soluto presente em um milhão de gramas de certa solução. Pode ser expresso da seguinte maneira:

1 ppm = 1 parte em gramas do soluto
1000000 de gramas de solução


Por Me. Diogo Lopes Dias

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DIAS, Diogo Lopes. "Aspectos quantitativos das soluções"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/quimica/aspectos-quantitativos.htm. Acesso em 17 de agosto de 2019.

Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios
Questão 1

Uma solução de densidade igual a 1080 g/L foi preparada diluindo-se 100 gramas de hidróxido de sódio (NaOH) em 800 mL de água. A concentração em g/L e o título dessa solução são, respectivamente, iguais a:

  1. 0,125 e 0,7

  2. 0,125 e 7,0

  3. 125 e 1,157

  4. 12,5 e 0,11

  1. 125 e 0,11

Questão 2

Uma solução de açúcar em água tem uma densidade de 1,05 g/mL. Se somente 8,1% da massa da solução é açúcar, quantos gramas de água há em meio litro dessa solução:

  1. 525 g

  2. 42,525 g

  3. 482,5 g

  4. 500 g

  1. 567,5 g

Mais Questões
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola