Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Quaresma

A Quaresma é uma tradição do cristianismo que se inicia com o término do Carnaval e é marcada por práticas de penitência, como o jejum e obras de caridade.

Crucifixo envolto em um tecido roxo, sobre um fundo roxo, ao lado de dois ramos.
Tradicionalmente, a Quaresma tem início na Quarta-feira de Cinzas e termina no Domingo de Ramos.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

A Quaresma é como conhecemos o período de preparação para a celebração da Páscoa que é marcado por práticas de penitência, como jejuns e obras de caridade. Tradicionalmente, entende-se a Quaresma como um período de 40 dias, mas ela tem atualmente a extensão de 44 dias. Essa prática surgiu no século IV d.C., quando foi estabelecida a data da Páscoa.

A data da Páscoa é móvel, e os critérios para a definição do dia de Páscoa foram estabelecidos no primeiro Concílio de Niceia. Por meio da data da Páscoa é definido o dia da Terça-feira de Carnaval, sendo o dia seguinte, Quarta-feira de Cinzas, o primeiro dia da Quaresma.

Leia também: Origem do Corpus Christi — a celebração em homenagem à Eucaristia

Tópicos deste artigo

Resumo sobre Quaresma

  • A Quaresma é o período de jejum e preparação que antecede a Páscoa.

  • É bastante comum que os cristãos, em especial os católicos, passem esse período realizando penitências, jejuando e realizando obras de caridade.

  • Tradicionalmente, a Quaresma possuía 40 dias, mas desde Paulo VI tem duração de 44 dias.

  • A Quaresma se inicia na Quarta-feira de Cinzas.

  • A data da Quarta-feira de Cinzas é determinada pelo critério que estabelece o dia de Páscoa.

O que é a Quaresma?

A Quaresma é um período de preparação que antecede a Páscoa na tradição cristã. Tradicionalmente, esse período se estende por 40 dias, iniciando-se na Quarta-Feira de Cinzas e se encerrando no Domingo de Ramos, ou seja, uma semana antes do Domingo de Páscoa. No entanto, desde o pontificado de Paulo VI, a Quaresma tem duração de 44 dias, pois só se encerra na Quinta-Feira Santa.

Por ser um período de preparação, a Quaresma é enxergada, sobretudo na tradição católica, como o momento propício para a realização de jejuns, caridades e bastante oração. O objetivo da realização dessas obras é parte de um esforço para que o fiel amplie sua devoção a Deus e se arrependa dos seus pecados.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que representam os 40 dias da Quaresma?

A palavra Quaresma vem do termo Quadragesima, que em latim significa “quarenta dias”. Essa associação do termo com os quarenta dias também está presente em outros idiomas, como no espanhol, que se refere ao período como Cuaresma; no italiano, Quaresima; e no francês, Carême.

Não se sabe exatamente o motivo pelo qual se estabeleceu a Quaresma com 40 dias de duração, mas na tradição bíblica, diversos acontecimentos se estenderam por um período que leva o número 40. Por exemplo:

  • o jejum de Jesus no deserto ocorreu durante 40 dias;

  • o dilúvio do qual Noé sobreviveu também levou 40 dias e 40 noites;

  • a travessia do deserto por Moisés e os hebreus ocorreu em 40 anos.

A Quaresma é uma prática realizada por fiéis de tradição católica, assim como por devotos da Igreja Ortodoxa, anglicanos e luteranos. Aqui no Brasil, existe um grande número de cristãos evangélicos, e, para eles, a Quaresma não é observada, uma vez que o entendimento da tradição evangélica é de que práticas como jejuns e orações não devem ser resumidas apenas aos 40 dias que antecedem a Páscoa.

Veja também: O que a Páscoa significa para os judeus?

Quando surgiu a Quaresma?

A Quaresma é uma prática da Igreja Católica que se consolidou no século IV d.C., mais precisamente no ano de 325, quando ocorreu o primeiro Concílio de Niceia. Esse concílio foi basicamente um encontro de bispos para debater questões importantes relativas à fé cristã nos primórdios da Igreja.

Afrescos representando homens reunidos em volta de uma cruz no primeiro Concílio de Niceia, onde surgiu a Quaresma.
A primeira menção à Quaresma aconteceu em 325 d.C., durante o primeiro Concílio de Niceia.

Nesse concílio foi formulado, por exemplo, o Credo Niceno, uma profissão da fé cristã. Além disso, também foi estabelecida a data da Páscoa, com base em critérios que levavam em consideração o equinócio da primavera e as fases da Lua. Por fim, foi nesse concílio que houve a primeira menção à Quaresma na história.

Um dos documentos elaborados pelos participantes desse concílio fez menção à palavra tessarakonta, que no grego significa exatamente “quarenta”. Assim, acredita-se que a prática de realizar jejuns e penitências por 40 dias foi uma evolução de práticas cristãs ao longo da Antiguidade.

Entre essas práticas, destaca-se a realização de jejuns entre aqueles que seriam batizados durante o período pascal. Além disso, existem indícios de jejuns realizados por fiéis como preparação para as celebrações pascais.

Outro registro fala de Tertuliano, um cristão dos séculos II e III, no Norte da África, que mencionou um jejum que se estendia por dois ou três dias como preparação para a Páscoa. Outros relatos da Antiguidade encontrados em outras regiões apontam também para outras maneiras de realizar essa preparação.

Portanto, acredita-se que a evolução gradual dessas práticas somada ao simbolismo do número 40 nos relatos bíblicos possa ter contribuído para que a Quaresma tivesse duração de 40 dias.

O que se pratica na Quaresma?

Prato com frutas e cereais, ao lado de um crucifixo, uma Bíblia e uma vela em cima de uma mesa, simbolizando a Quaresma.
Abstinência de carne, rotina de orações e leitura bíblica são algumas práticas comuns do período da Quaresma.

Como vimos, a prática do jejum é observada por muitos fiéis durante os 40 dias de extensão desse período. É tradicional que aqueles que realizam o jejum não consumam carne vermelha ou mesmo doces ou bebidas alcoólicas, por exemplo. Do que será o jejum fica a critério de cada fiel.

No que se refere ao consumo de carnes, é muito comum a abstinência de carne durante a Sexta-Feira Santa. Tradicionalmente, nesse dia muitos preferem consumir carne de peixe e abstêm-se de consumir carne vermelha ou de frango. Acredita-se que essa prática tenha surgido na Idade Média.

Outra prática quaresmal é que muitos fiéis intensificam a leitura da Bíblia, assim como aumentam sua rotina de orações. Por fim, a realização de obras de caridade àqueles que necessitam é outra prática reforçada durante esse período.

Saiba mais: Quais são os símbolos da Páscoa?

Datas da Páscoa e da Quaresma em 2024

Como mencionado, a data da Páscoa celebrada pelos cristãos foi estabelecida a partir do primeiro Concílio de Niceia, em 325. Esse concílio determinou que a data de celebração da Páscoa seria uma data móvel, isto é, que varia de ano para ano, mas que é celebrada impreterivelmente entre os dias 22 de março e 25 de abril.

O critério utilizado, como mencionado, leva em consideração o equinócio da primavera e as fases da Lua. Atente-se ao fato de que o equinócio da primavera em questão aqui é o do Hemisfério Norte, acontecendo sempre nos dias 20 ou 21 de março. No Hemisfério Sul, acontece o equinócio de outono na mesma data.

O critério estabelecido nesse concílio determina que a Páscoa é celebrada no primeiro domingo que acontece depois da primeira Lua cheia após o equinócio da primavera. Sendo assim, para o ano de 2024, a data da Páscoa é o 31 de março, pois o equinócio da primavera no Hemisfério Norte acontece em 20 de março, a primeira Lua cheia após o equinócio é no dia 25 de março, e o primeiro domingo após essa Lua cheia acontece em 31 de março.

Determinar a data da Páscoa é importante, porque assim se estabelece o dia em que o Carnaval é celebrado e, também, o dia em que a Quaresma se inicia. Vimos que em 2024, a Páscoa é celebrada em 31 de março e a Semana Santa se inicia sete dias antes, com o Domingo de Ramos, que tradicionalmente encerrava a Quaresma. Vimos também que a Quaresma tem sido celebrada com 44 dias, pois está sendo estendida até a Quinta-feira Santa.

Levando em consideração o Domingo de Ramos, a Terça-feira de Carnaval em 2024 é celebrada em 13 de fevereiro. Depois da Terça-feira de Carnaval acontece a Quarta-feira de Cinzas, que, como já vimos, dá início à Quaresma, sendo portanto o primeiro dia desse período. Assim, o período correspondente à Quaresma do ano de 2024 se inicia em 14 de fevereiro e segue até o dia 28 de março.

Datas da Páscoa e da Quaresma nos próximos anos

De acordo com esse critério, a data da Páscoa e o início da Quaresma serão os seguintes:

Ano

Páscoa

Quaresma

2024

31 de março

14 de fevereiro

2025

20 de abril

5 de março

2026

5 de abril

18 de fevereiro

 

Fontes

CANÇÃO NOVA. Qual é a origem e o sentido da Quaresma? Disponível em: https://formacao.cancaonova.com/liturgia/tempo-liturgico/quaresma/qual-e-origem-e-o-sentido-da-quaresma/.

STOODI. Quaresma: o que é e qual a importância deste período? Disponível em: https://www.stoodi.com.br/blog/historia/o-que-e-a-quaresma/.

SEGREDOS DO MUNDO. Quaresma: o que é, origem, o que pode fazer, curiosidades. Disponível em: https://segredosdomundo.r7.com/o-que-e-quaresma-descubra-o-significado-do-periodo/.

CATEQUESE CATÓLICA. Origem, história e espiritualidade da Quaresma. Disponível em: https://catequisar.com.br/texto/materia/celebracoes/quaresma/16.htm

PAI ETERNO. Jejum, caridade e oração: práticas da Quaresma. Disponível em: https://www.paieterno.com.br/2019/03/06/jejum-caridade-e-oracao-praticas-da-quaresma/.

PORTAL LUTERANOS. Lutero, a quaresma e a ressurreição. Disponível em: https://www.luteranos.com.br/textos/lutero-a-quaresma-e-a-ressurreicao.

HUFFPOST. Ash Wednesday 2015: History, Dates, Traditions Of Lent's First Day Of Fasting. Disponível em: https://www.huffpost.com/entry/ash-wednesday-2015_n_6664290.

 

 

Escritor do artigo
Escrito por: Daniel Neves Silva Formado em História pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) e especialista em História e Narrativas Audiovisuais pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Atua como professor de História desde 2010.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Daniel Neves. "Quaresma"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/pascoa/quaresma.htm. Acesso em 21 de julho de 2024.

De estudante para estudante