close
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon
Henrique VIII, primeiro líder supremo da Igreja Anglicana
Henrique VIII, primeiro líder supremo da Igreja Anglicana
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Na Inglaterra percebemos um movimento reformista bastante peculiar. Desde meados do século XIV, o teólogo John Wyclif realizou duras críticas ao poder material da Igreja e fez a tradução da Bíblia para o inglês. Além dele, Thomas Morus também teceu críticas ao papel desempenhado pela Igreja Católica durante o século XVI.

No reinado de Henrique VIII, o Estado tinha controle sobre os cargos religiosos, nomeando padres, bispos e cardeais. Nesse período, as relações entre Henrique VIII e a Igreja chegava ao seu fim quando o papa se negou a anular seu casamento com Catarina de Aragão. Dos cinco filhos que teve com Catarina, apenas uma menina havia sobrevivido.

Preocupado com a linha sucessória de sua dinastia, Henrique VIII desejou casar-se com Ana Bolena, buscando o nascimento de um herdeiro homem. Tendo negada a anulação de seu casamento, Henrique VIII resolveu criar uma nova instituição religiosa e anular os poderes da Igreja Católica na Inglaterra. Em 1534, o parlamento inglês aprovou o Ato de Supremacia que anunciou a criação da Igreja Anglicana.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O anglicanismo preservara os moldes hierárquicos e a adoração aos santos católicos. No que se refere às suas doutrinas, o anglicanismo incorporou alguns princípios calvinistas. Além disso, o poder exercido pela Igreja Anglicana concedeu condições para que o Estado se apropriasse das terras em posse dos clérigos católicos.

A partir dessas novas medidas estabelecidas pelo anglicanismo, o poder de influência da Igreja Católica sobre as questões do governo britânico sofreu uma grande limitação. Por outro lado, as características desta nova igreja cristã incentivaram a ampliação das atividades burguesas na Inglaterra.

Por Rainer Sousa
Graduado em História

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUSA, Rainer Gonçalves. "Anglicanismo"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historiag/reforma.htm. Acesso em 28 de maio de 2022.

De estudante para estudante


Qual a principal justificativa alegada pelo Reino Unido para a sua saída da União Europeia ?

Por Yasmin Tenorio
Responder
Ver respostas

QUEM FOI CRISTOVAO COLOMBO?

Por Any Vitória
Responder
Ver respostas

Videoaulas


Lista de exercícios


Exercício 1

(FCC-SP) O Ato de Supremacia, promulgado por Henrique VIII, na Inglaterra, contribuiu para:

  1. divulgar intensamente a doutrina calvinista no país, sobretudo na região da Escócia.
  2. iniciar a expansão externa, formando, assim, as bases do império colonial inglês.
  3. promover a reforma anglicana, ao mesmo tempo que contribuiu para a centralização do governo.
  4. implantar o catolicismo no reino, o que foi acompanhado de repressão aos reformistas.
  5. restaurar os antigos direitos feudais, que foram limitados pela Magna Carta de 1215.

Exercício 2

(Fatec-SP) Henrique VIII, Lutero e Calvino foram vultos da Reforma protestante. Indique a alternativa ligada, respectivamente, a seus nomes:

  1. 95 teses contra a venda de Indulgências, Instituições da Religião Cristã e Doutrina de Justificação pela Fé.
  2. Doutrina da Predestinação Absoluta, criação da Igreja Anglicana Independente e a Paz de Augsburgo.
  3. Concílio de Trento, venda de Indulgência e Index.
  4. Criação da Igreja Anglicana Independente, 95 Teses contra a venda de Indulgências e a Doutrina da Predestinação Absoluta.
  5. Édito de Nantes, Paz de Augsburgo e Paz Kappel.

Estude agora


Como se mede o volume de chuvas?

Assista à videoaula e entenda como é feito o cálculo do volume das chuvas. Conheça também os fatores considerados...

Petróleo

Assista à videoaula e saiba o que é petróleo. Conheça seu processo de formação. Entenda como o petróleo se...