Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Transitividade verbal

A transitividade verbal explica a relação entre verbos transitivos e seus objetos, que pode ser direta, indireta ou direta e indireta. Verbos intransitivos não exigem objeto.

Esquema sobre transitividade verbal.
Os verbos podem ser transitivos diretos, indiretos ou bitransitivos. Verbos intransitivos não possuem objeto.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

A transitividade verbal diz respeito a como os verbos transitivos se ligam aos seus complementos. Os verbos transitivos podem ser diretos, indiretos ou diretos e indiretos. Quando os verbos não apresentam a necessidade de complemento, eles são classificados como verbos intransitivos.

Leia também: Predicado verbal e predicado nominal — como identificar

Tópicos deste artigo

Resumo sobre transitividade verbal

  • A transitividade verbal explica a relação do verbo transitivo com seu objeto.

  • O verbo transitivo pode ser direto, indireto ou direto e indireto.

  • O verbo transitivo direto liga-se diretamente ao seu objeto.

  • O verbo transitivo indireto liga-se ao objeto por meio de preposição.

  • O verbo transitivo direto e indireto tem dois objetos: liga-se a um deles diretamente e ao outro por meio de preposição.

Videoaula sobre transitividade verbal

O que é transitividade verbal?

A transitividade verbal é a relação do verbo transitivo com o objeto, ou seja, a maneira como um verbo é regido para se ligar a seu complemento. Quando precisa de complemento para ser entendido na oração, o verbo é classificado como verbo transitivo. O complemento é chamado de objeto. Veja o exemplo:

“Eu não tenho.”

Observe que a oração acima, lida fora de contexto, tem significado incompleto, já que o verbo ter é transitivo, isto é, precisa de complemento, um objeto, para fazer sentido completo.

Sujeito + verbo + objeto

“Eu não tenho dinheiro.”

Note que, agora, a oração está completa, já que o verbo transitivo apresenta o seu objeto: “dinheiro”.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Tipos de transitividade verbal

Os verbos transitivos podem ser classificados de três formas diferentes, de acordo com a maneira como se ligam ao seu objeto:

  • verbos transitivos diretos;

  • verbos transitivos indiretos;

  • verbos transitivos diretos e indiretos.

Verbo transitivo direto

O verbo transitivo direto liga-se diretamente ao seu objeto, ou seja, sem precisar de nenhuma palavra entre eles para que a ligação faça sentido. Observe como os verbos do exemplo a seguir conseguem ligar-se diretamente aos seus objetos:

sujeito + verbo transitivo direto + objeto direto

Exemplos:

“Ele comeu a pizza.”

“Elas leram um livro interessante.”

“Cecília comprou um carro novo.”

“O estudante entendeu a matéria.”

“Minha prima tocou uma música muito bonita.”

Verbo transitivo indireto

O verbo transitivo indireto precisa de uma preposição para se ligar ao objeto, já que, sem ela, não é possível relacionar verbo ao objeto. Observe nos exemplos a seguir as preposições que ligam um ao outro:

sujeito + verbo transitivo indireto + preposição + objeto indireto

Exemplos:

“Eles assistiram ao filme mais popular.”

“Nós gostamos de música eletrônica.”

“A equipe respondeu às perguntas dos jornalistas.”

“Minha família confiava em mim.”

“Eu cuidei das plantas.”

Verbo transitivo direto e indireto (verbo bitransitivo)

Há verbos que, dependendo do enunciado, têm dois objetos: um objeto direto, ou seja, que se liga diretamente ao verbo; e outro objeto indireto, ou seja, que se liga ao verbo por meio de preposição. Esses verbos são chamados de verbos transitivos diretos e indiretos ou simplesmente de verbos bitransitivos.

sujeito + verbo bitransitivo + objeto direto + preposição + objeto indireto

Exemplos:

“O professor explicou a lição aos alunos.”

“Ele deu um presente ao pai dele.”

“Nós enviamos uma carta para nossa avó.”

“A biblioteca emprestou um livro à nossa turma.”

Contarei uma história para a sua equipe.”

Saiba mais: O que é o predicativo do objeto?

Diferenças entre verbos transitivos e verbos intransitivos

Em relação à transitividade verbal, os verbos podem ser classificados como transitivos ou intransitivos a depender da necessidade de complemento. Como já vimos, verbos transitivos levam complemento na frase para ajudar a completar seu sentido.

Já os verbos intransitivos, como o nome já sugere, não levam complemento na frase, pois têm sentido completo por si só. Veja a diferença nos exemplos a seguir e note como o verbo transitivo não possui objeto.

Verbo transitivo: “Ele viajou para a praia.”

Verbo intransitivo: “Ele chegou.”

Atenção! Caso um verbo intransitivo esteja acompanhado de outro elemento na oração, esse elemento não é considerado um objeto do verbo, e sim classificado de outra forma, podendo ser um adjunto adverbial, por exemplo.

Exercícios resolvidos sobre transitividade dos verbos

Questão 1

(Faurgs)

Texto em exercícios sobre transitividade verbal.

Considere as seguintes afirmações sobre emprego de verbos no texto.

I - recriavam (l. 02) é um verbo transitivo direto.

II - usavam (l. 34) é um verbo intransitivo.

III - encontraram (l. 41) é um verbo transitivo direto.

Quais estão corretas, de acordo com o texto?

A) Apenas I

B) Apenas II

C) Apenas I e III

D) Apenas II e III

E) I, II e III

Resposta

Alternativa C. Os três verbos são transitivos diretos, já que têm complemento e se ligam a ele sem preposição. Logo, apenas as afirmativas I e III estão corretas.

Questão 2

(FCC)

Atenção: Para responder à questão, considere o texto abaixo.

Na costa noroeste da África, cerca de 230 quilômetros ao sul das Ilhas Canárias, a linha costeira se estende ligeiramente, formando uma protuberância conhecida como cabo Bojador. Para os europeus do início do século XV, o Bojador marcava a fronteira entre o conhecido e o desconhecido. Ao norte do cabo estavam a civilização e as cidades esclarecidas. Ao sul ficavam as terras místicas da África e do Mar da Escuridão. Nenhum marinheiro desde os antigos cartagineses tinha se aventurado ao sul do Bojador e retornado.

Entre 1424 e 1434, o infante dom Henrique de Portugal enviou catorze expedições de navios para circundar o perigoso cabo, com seus mortais bancos de areia, redemoinhos e violentas tempestades. Todas fracassaram. O insondável, no entanto, revelava-se uma tentação irresistível. Inabalável, o infante dom Henrique despachou o explorador Gil Eanes para uma décima quinta tentativa. Em sua viagem, Eanes passou a grande distância do Bojador, desviando-se acentuadamente para oeste e penetrando no Mar da Escuridão. Ao virar para o sul, olhou por sobre o ombro e ficou estarrecido ao perceber que deixara o temido cabo para trás. Na viagem seguinte, em 1453, Eanes voltou a contornar o Bojador e ancorou numa baía a mais de duzentos quilômetros ao sul. Ali, viu pegadas humanas, de camelos…

Na visão dos historiadores, dom Henrique não mandou seus navios para o sul, para a África, com o objetivo de colonizar seu território ou abrir novas rotas de comércio. Não, ele queria simplesmente descobrir o que havia para ser descoberto. A necessidade de encontrar, inventar, conhecer o desconhecido parece tão profundamente humana que não podemos imaginar nossa história sem ela. No fim, esse desejo profundo acaba por superar o medo do desconhecido e até mesmo o medo do perigo pessoal e da morte. O que resta é a emoção da descoberta.

(Adaptado de: LIGHTMAN, Alan. As descobertas: os grandes avanços das ciências no século XX. Trad. George Schlesinger. São Paulo, Companhia das Letras, 2015, p. 6-7)

Para os europeus do início do século XV, o Bojador marcava a fronteira entre o conhecido e o desconhecido. (1° parágrafo)

A forma verbal sublinhada é empregada como verbo transitivo direto. Uma forma verbal que, no contexto, apresenta essa mesma transitividade está em:

A) Inabalável, o infante dom Henrique despachou o explorador Gil Eanes para uma décima quinta tentativa. (2° parágrafo)

B) O insondável, no entanto, revelava-se uma tentação irresistível. (2° parágrafo)

C) Ao sul ficavam as terras místicas da África e do Mar da Escuridão. (1° parágrafo)

D) Ao norte do cabo estavam a civilização e as cidades esclarecidas. (1° parágrafo)

E) Ali, viu pegadas humanas, de camelos… (2° parágrafo)

Resposta

Alternativa E. O verbo “ver” é classificado, na frase, como transitivo direto, tal qual o verbo da frase no enunciado.

Fontes

AZEREDO, José Carlos de. Gramática Houaiss da Língua Portuguesa. São Paulo: Parábola, 2021.

BECHARA, Evanildo. Moderna Gramática Portuguesa. 38ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2015.

CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2020.

CUNHA, Celso; CINTRA, Lindley. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 7ª ed. Rio de Janeiro: Lexikon, 2016.

Escritor do artigo
Escrito por: Guilherme Viana Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

VIANA, Guilherme. "Transitividade verbal"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/transitividade-verbal.htm. Acesso em 23 de fevereiro de 2024.

De estudante para estudante


Videoaulas


Lista de exercícios


Exercício 1

Classifique os verbos em negrito quanto a sua transitividade.

a) Daremos à moça o auxílio necessário.
b) A aprovação, conquistei-a após muito estudo.
c) O trabalho produz a riqueza.
d) O cão obedece a seus instintos.
e) As pessoas gritavam.

Exercício 2

Julgue as alternativas em verdadeiro ou falso em relação à transitividade verbal nas orações abaixo.

  1. Pedro gosta de viajar.

  2. Chamei um mecânico.

  3. O pneu furou.

  4. Entregou os documentos ao juiz.

a) ( ) I possui um verbo transitivo indireto e II possui um verbo intransitivo.
b) ( ) III possui um verbo transitivo indireto e IV possui um verbo transitivo direto e indireto.
c) ( ) IV possui um verbo transitivo direto e indireto; e II possui um verbo transitivo direto.
d) ( ) III possui um verbo intransitivo e I possui um verbo transitivo indireto.
e) ( ) II possui um verbo transitivo direto e IV possui um verbo transitivo direto e indireto.

Artigos Relacionados


Classificação dos verbos quanto à predicação

Os verbos podem ser classificados, quanto à predicação, em diferentes tipos: transitivo direto, indireto e outros. Saiba mais!
Gramática

Complementos verbais

Os objetos direto e indireto.
Gramática

Objeto Direto e Objeto Indireto

Termos que completam o sentido dos verbos transitivos.
Gramática

Objeto direto

Saiba o que é o objeto direto. Veja que classes de palavras podem exercer esse papel. Além disso, entenda a diferença entre ele e o objeto indireto.
Gramática

Predicativo do objeto

Saiba o que é o predicativo do objeto. Conheça a diferença entre predicativo do objeto e predicativo do sujeito. Faça exercícios para fixar o conteúdo.
Gramática

Termos constituintes da oração

Essenciais, integrantes e acessórios... Clicando, descubra por que eles são conhecidos como termos constituintes da oração.
Gramática

Tipos de predicado

Clique aqui e descubra quais são os tipos de predicado. Conheça suas características. Descubra como identificar cada um deles.
Gramática

Verbo

Aprenda mais sobre o verbo e entenda as regras para sua conjugação. Descubra quais são os tempos, modos e vozes verbais. Resolva também os exercícios propostos.
Gramática

Verbo falar: transitivo ou intransitivo?

O verbo falar pode ser transitivo, intransitivo e... caso queira descobrir mais é só clicar!
Gramática

Verbo transitivo direto

Clique aqui e saiba o que é um verbo transitivo direto. Entenda a diferença entre verbo transitivo direto e verbo transitivo indireto.
Gramática