Topo
pesquisar

Transitividade verbal

Gramática

A transitividade verbal é a relação estabelecida entre o verbo e outros termos da oração, caracterizando-o como transitivo direto, transitivo indireto ou bitransitivo.
PUBLICIDADE

Observe os verbos em destaque a seguir:

1 – Nossos pais viajaram.

2 – Nossos pais planejaram a viagem.

3 – Nossos pais gostaram da viagem.

É possível notar que a relação de sentido dos verbos das orações acima com os outros termos de suas respectivas orações é diferente. O sentido do verbo viajaram, por exemplo, não necessita de nenhum outro complemento, pois está contido no próprio verbo. Por outro lado, os verbos planejaram e gostaram necessitam de mais um termo para complementar seu sentido, ou seja, há uma relação de subordinação entre os verbos e os seus complementos.

Quando essa relação acontece sem a presença de preposição entre o verbo e seus complementos, o verbo é classificado como transitivo direto. Quando, nessa relação, há a presença da preposição entre o verbo e seus complementos, o verbo é classificado como transitivo indireto. Contudo, se o sentido do verbo não depender de nenhum complemento, então, o verbo será intransitivo.

Assim, em relação à transitividade verbal, os verbos podem ser: transitivos diretos (V.T.D.), transitivos indiretos (V.T.I.), transitivos diretos e indiretos (V.T.D.I.) ou intransitivos (V.I.).

Veja como identificar essa transitividade nas orações:

  • Verbo transitivo direto

Ele não derrubou meu livro.

Perceba que, ao desmembrar o verbo de seu complemento, o verbo permanece com um sentido incompleto, o que significa que existe a necessidade de complementar o seu sentido com outro termo, ou seja, seu sentido possui um movimento, um trânsito para outro termo. Observe:

Ele não derrubou...

Por esse movimento de sentido para outro termo, o verbo da oração acima é caracterizado como transitivo.

Agora, observe o tipo de pergunta que fazemos para saber se é necessário um complemento verbal:

Ele não derrubou (O quê?) meu livro.

Na construção dessa pergunta e da resposta, não há a presença de preposição, pois o movimento do verbo para o seu complemento é direto, ou seja, a transitividade é direta. Assim, o verbo derrubar é um V.T.D.

Observe outros exemplos:

Eu comprei uma bicicleta.

Eu comprei (O quê?) uma bicicleta.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Eles fizeram a lição.

Eles fizeram (O quê?) a lição.

  • Verbo transitivo indireto

Ela necessita de sapatos novos.

Perceba que, ao desmembrar os verbos de seus complementos, eles ficam com o sentido incompleto, mostrando a relação de subordinação entre esses dois termos da oração:

Ela necessita...

Por esse movimento do sentido para outro termo, esse verbo é também caracterizado como transitivo.

Agora, note a diferença da pergunta feita ao verbo para conseguirmos o complemento verbal:

Ela necessita (de quê?) de sapatos novos.

Veja que, nesse caso, a construção da pergunta e do complemento possui a presença da preposição de, caracterizando um movimento indireto entre o verbo e o seu complemento, ou seja, uma transitividade indireta. Assim, o verbo necessitar é um V.T.I.

Observe outros exemplos:

João gosta de Ana.

João gosta (de quem?) de Ana.

Eu acredito na bondade humana.

Eu acredito (em quê?) na bondade humana.

  • Verbo transitivo direto e indireto

Existem alguns verbos que possuem bitransitividade, ou seja, a relação de subordinação com seus complementos ocorre de forma direta e indireta ao mesmo tempo. Veja:

Minha mãe deu um brinquedo ao meu irmão.

Perceba que o verbo deu necessita de duas perguntas para que tenhamos o seu complemento:

Minha mãe deu.. (O quê?) um brinquedo ao meu irmão.
(a quem?)                        

Essa primeira pergunta, sem a presença de preposição, caracteriza a transitividade direta; e a segunda pergunta, com a presença da preposição a, caracteriza a transitividade indireta.

Observe outro exemplo:

Pedro agradeceu (O quê?) o adiantamento ao diretor.
(a quem?)                 

  • Verbo intransitivo

Finalmente, vamos analisar a atitude de verbos que contêm o sentido completo, ou seja, não possuem a necessidade de complementos verbais. Veja:

Meu pai voltou.

Eu me casei.

A criança caiu.

Note que esses verbos possuem sentido completo e não necessitam de nenhum trânsito para um outro termo da oração, ou seja, são verbos intransitivos.


Por Mariana Rigonatto
Graduada em Letras

A transitividade verbal é a relação de sentido que os verbos estabelecem com outros termos da oração
A transitividade verbal é a relação de sentido que os verbos estabelecem com outros termos da oração

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

RIGONATTO, Mariana. "Transitividade verbal"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/transitividade-verbal.htm. Acesso em 22 de outubro de 2019.

Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios
Questão 1

Classifique os verbos em negrito quanto a sua transitividade.

a) Daremos à moça o auxílio necessário.
b) A aprovação, conquistei-a após muito estudo.
c) O trabalho produz a riqueza.
d) O cão obedece a seus instintos.
e) As pessoas gritavam.

Questão 2

Julgue as alternativas em verdadeiro ou falso em relação à transitividade verbal nas orações abaixo.

  1. Pedro gosta de viajar.

  2. Chamei um mecânico.

  3. O pneu furou.

  4. Entregou os documentos ao juiz.

a) ( ) I possui um verbo transitivo indireto e II possui um verbo intransitivo.
b) ( ) III possui um verbo transitivo indireto e IV possui um verbo transitivo direto e indireto.
c) ( ) IV possui um verbo transitivo direto e indireto; e II possui um verbo transitivo direto.
d) ( ) III possui um verbo intransitivo e I possui um verbo transitivo indireto.
e) ( ) II possui um verbo transitivo direto e IV possui um verbo transitivo direto e indireto.

Mais Questões
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola