Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Orações subordinadas adjetivas

As orações subordinadas adjetivas atuam como adjunto adnominal de algum termo da oração principal. Essas orações podem ser classificadas como explicativas ou restritivas.

Ilustração de uma garota com fones de ouvido fazendo anotações durante aula on-line.
As orações subordinadas adjetivas qualificam, quantificam ou especificam um elemento da oração principal.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

Orações subordinadas adjetivas são as orações subordinadas que cumprem a função de adjunto adnominal de algum termo da oração principal. Elas podem ser explicativas (de caráter genérico) ou restritivas (apontar uma característica particular). Dentro dessa classificação, elas também podem ser desenvolvidas ou reduzidas.

Veja também: Complemento nominal — o termo integrante da oração que completa o sentido de um nome

Tópicos deste artigo

Resumo sobre orações subordinadas adjetivas

  • As orações subordinadas adjetivas atuam como adjunto adnominal de algum termo da oração principal.

  • Elas podem ser explicativas ou restritivas. Dentro dessa classificação, elas podem ser desenvolvidas (verbo conjugado) ou reduzidas (de infinitivo, gerúndio ou particípio).

  • Existem outros tipos de orações subordinadas: as orações substantivas e as adverbiais.

Videoaula sobre orações subordinadas adjetivas

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que são as orações subordinadas adjetivas?

As orações subordinadas adjetivas são orações que exercem a função de adjunto adnominal de algum termo da oração principal. Veja o exemplo:

Respeitamos pessoas que têm opiniões sensatas.

No enunciado acima, temos a oração principal “Respeitamos pessoas” e a oração subordinada adjetiva “que têm opiniões sensatas”. Essa oração subordinada, por atuar como adjunto adnominal, acompanha, qualifica e especifica o substantivo “pessoas”.

Qual a classificação das orações subordinadas adjetivas?

→ Oração subordinada adjetiva explicativa

Esse tipo de oração possui um caráter genérico, pois apenas acrescenta uma informação à oração principal. Isso quer dizer que se a oração subordinada adjetiva explicativa for excluída, o sentido do enunciado não é prejudicado. Além disso, ela aparece sempre separada por vírgula:

A compositora, que era sambista, compôs uma inesquecível canção.

Nesse exemplo, se retirarmos a oração subordinada adjetiva explicativa “que era sambista”, o significado da oração principal não sofre alteração:

A compositora compôs uma inesquecível canção.

No mais, as orações subordinadas adjetivas explicativas podem ser de dois tipos. Veja a seguir:

Oração subordinada adjetiva explicativa desenvolvida

Os médicos, que são tão importantes para a preservação da vida, devem querer mais do que apenas ganhar dinheiro.

Os países ricos, cujos líderes se preocupam com o planeta, podem ajudar as nações pobres.

Oração subordinada adjetiva explicativa reduzida

  • de infinitivo:

Ricardo, a reclamar, limpava a bagunça feita pelo irmão.

  • de gerúndio:

Mércia, gritando, pedia para a mãe comprar um doce.

  • de particípio:

O brinquedo, comprado pelo pai, estava sobre a mesa.

→ Oração subordinada adjetiva restritiva

Esse tipo de oração traz uma informação específica. Assim, ao contrário da explicativa, a sua exclusão compromete o sentido da oração principal. Além disso, ela não pode ser separada por vírgula:

Os livros que falam de amor são pouco realistas.

Nesse exemplo, se retirarmos a oração subordinada adjetiva restritiva “que falam de amor”, o significado da oração principal sofre alteração:

Os livros são pouco realistas.

As orações subordinadas adjetivas restritivas também podem ser de dois tipos. Veja a seguir:

Oração subordinada adjetiva restritiva desenvolvida

As crianças que têm pais carinhosos se tornam adultos menos inseguros.

Os países ricos cujos líderes se preocupam com o planeta podem ajudar as nações pobres.

Observe que nesse segundo exemplo, o uso ou não da vírgula vai dizer se a oração é explicativa ou restritiva. Se for explicativa, o receptor dessa mensagem entende que os países ricos podem ajudar as nações pobres e que os líderes desses países se preocupam com o planeta:

Os países ricos, cujos líderes se preocupam com o planeta, podem ajudar as nações pobres.

Mas se ela for restritiva, entendemos que APENAS os países ricos cujos líderes se preocupam com o planeta podem ajudar as nações pobres. Ou seja, os países ricos cujos líderes NÃO se preocupam com o planeta não podem ajudar as nações pobres.

Oração subordinada adjetiva restritiva reduzida

  • de infinitivo:

Os acusados não tinham nada a dizer.

  • de gerúndio:

Ali estava minha filha estudando.

  • de particípio:

O dinheiro levado pelos ladrões dava para comprar uma casa.

Saiba mais: Qual a relação entre as orações coordenadas e o uso da vírgula?

Quais são as outras orações subordinadas?

→ Orações subordinadas substantivas

As orações subordinadas substantivas exercem funções substantivas em relação à oração principal, como sujeito, objeto direto, objeto indireto, complemento nominal, predicativo do sujeito e aposto. Portanto, as orações subordinadas substantivas podem ser:

  • subjetivas;

  • objetivas diretas;

  • objetivas indiretas;

  • completivas nominais;

  • predicativas;

  • apositivas.

→ Orações subordinadas adverbiais

As orações subordinadas adverbiais exercem a função de adjunto adverbial da oração principal. Assim, as orações subordinadas adverbiais podem ser:

  • causais;

  • comparativas;

  • concessivas;

  • condicionais;

  • conformativas;

  • consecutivas;

  • finais;

  • proporcionais;

  • temporais.

Exercícios resolvidos sobre orações subordinadas adjetivas

Questão 1

Analise os períodos abaixo e marque a alternativa que apresenta uma oração subordinada adjetiva.

A) É preciso que os indivíduos conscientes tomem a responsabilidade de mudar o país.

B) Tinha medo de que não houvesse mais uma solução para os problemas ambientais.

C) As terras, onde os pássaros cantavam felizes, eram vastas, acolhedoras e belas.

D) Eu sofro porque não contei a verdade relativa ao comportamento de seus pais.

E) Quando João se despediu, chorei de tristeza, de remorso e de saudade.

Resolução:

Alternativa C

Em “As terras, onde os pássaros cantavam felizes, eram vastas, acolhedoras e belas”, a oração principal é: “As terras eram vastas, acolhedoras e belas”. Já a oração subordinada adjetiva explicativa é: “onde os pássaros cantavam felizes”. No mais, temos oração subordinada substantiva, nas alternativas “a” e “b”, e adverbial, nas alternativas “d” e “e”.

Questão 2

Analise estes quatro períodos:

I. As mulheres que lutam por seus direitos enfrentam grandes dificuldades.

II. O doce de leite que meu pai faz é extraordinariamente delicioso!

III. O menino, lendo, fazia o pai ter esperanças em um mundo melhor.

IV. Enquanto assistiam à partida de futebol, uma tragédia ocorria no país.

Em seguida, marque a alternativa correta.

A) O período I apresenta uma oração subordinada adjetiva explicativa.

B) O período II apresenta uma oração subordinada adjetiva restritiva.

C) O período III não possui nenhum tipo de oração subordinada.

D) O período IV possui uma oração subordinada adjetiva explicativa.

E) Os períodos III e IV apresentam oração subordinada adverbial.

Resolução:

Alternativa B

O período II é composto pela oração principal “O doce de leite é extraordinariamente delicioso” e pela oração subordinada adjetiva restritiva “que meu pai faz”. No mais, no período I, é possível apontar uma oração subordinada adjetiva restritiva. No período III, uma oração subordinada adjetiva explicativa reduzida de gerúndio. Por fim, no período IV, uma oração subordinada adverbial temporal.

 

Por Warley Souza
Professor de Português

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Warley. "Orações subordinadas adjetivas"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/as-oracoes-subordinadas-adjetivasum-olhar-minucioso.htm. Acesso em 29 de junho de 2022.

De estudante para estudante


Qual a diferença entre os “porquês”?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

Qual a diferença entre frase e oração?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

Videoaulas


Lista de exercícios


Exercício 1

Levando em consideração as características que demarcam as orações subordinadas adjetivas, leia, analise e descreva as diferenças de sentido que há no páreo de enunciados. Abordadas tais diferenças, classifique as orações.

Ela visitará o primo que mora em Brasília.

Ela visitará o primo, que mora em Brasília.

Exercício 2

(PUC-SP)

“João amava Teresa que amava Raimundo

que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili

que não amava ninguém.

João foi para os Estados Unidos, Teresa para o convento,

Raimundo morreu de desastre, Maria ficou pra tia,

Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes

que não tinha entrado na história”.

                                       Carlos Drummond de Andrade

A primeira parte do poema (versos de 1 a 3) é marcada, sintaticamente, pela presença de orações ____________, cujos termos introdutórios atuam como _______________.

a) subordinadas adjetivas restritivas – conectivos – sujeitos.
b) coordenadas sindéticas explicativas – simples conectivos.
c) subordinadas adverbiais comparativas – simples conectivos.
d) subordinadas adjetivas explicativas – conectivos – sujeitos.
e) coordenadas sindéticas aditivas – simples conectivos.

PUBLICIDADE

Estude agora


Tempos verbais

Pretérito, presente ou futuro são tempos verbais que exprimem uma variação que indica o momento em que se dá o...

10 anos da Guerra Civil Síria

Assista a nossa videoaula para conhecer a história dos 10 anos da Guerra Civil Síria. Confira também no nosso canal...