Topo
pesquisar

Pitágoras

Filosofia

Pitágoras foi um filósofo, matemático e astrônomo grego, fundador de uma seita religiosa e fundador de uma cosmologia baseada na Matemática.
PUBLICIDADE

Pitágoras foi um filósofo, matemático, astrônomo e músico grego pré-socrático. Nasceu na ilha de Samos no ano aproximado de 570 a.C. e morreu, provavelmente, em 496 a.C.. Passou boa parte de sua vida na antiga região da Magna Grécia (atual território italiano) e lá fundou a sua escola filosófica .

Pouco se sabe sobre a vida do pensador pré-socrático devido à distância histórica que o separa de nós. O que se sabe, em geral, advém de antigos historiadores e filósofos, como Heródoto, Xenófanes e Aristóteles. Pitágoras ficou bastante conhecido por ter fundido os seus conhecimentos de Filosofia, Astronomia, Geometria e Música em uma seita, angariando seguidores fiéis de sua doutrina, o pitagorismo.

Leia também: Conheça o ceticismo antigo

Biografia

Hoje temos poucas informações sobre a vida do pensador pré-socrático, devido à distância histórica e cronológica que nos separa dele. O pouco que sabemos advém de escritos deixados por filósofos e historiadores antigos, como Xenófanes, Heródoto e Aristóteles. Também não existem escritos e arquivos de autoria de Pitágoras para que analisemos a sua filosofia com certeza autoral.

Sabe-se que o pensador nasceu na Ilha de Samos em 570 a.C. e provavelmente teve contato com Anaximandro, pensador da Escola Jônica e discípulo de Tales, o primeiro filósofo ocidental. Em vida, fundou uma seita, a seita pitagórica, que deu origem à Escola Pitagórica da filosofia pré-socrática. Sua seita, que misturava Matemática, Filosofia, Astronomia e Música em uma doutrina religiosa, buscava a purificação da alma por meio do conhecimento e do pensamento.

Pitágoras foi um exímio geômetra, deixando como principal contribuição para a Matemática a descoberta da relação de igualdade entre o quadrado da hipotenusa e a soma dos quadrados dos catetos no interior de um triângulo retângulo, o que ficou conhecido como teorema de Pitágoras.

O teorema que relaciona o quadrado da hipotenusa e a soma dos quadrados dos catetos é uma das grandes contribuições de Pitágoras.
O teorema que relaciona o quadrado da hipotenusa e a soma dos quadrados dos catetos é uma das grandes contribuições de Pitágoras.

A música também foi objeto de estudo do pensador, que descobriu uma escala de tons musicais diferente da que era utilizada até então, em que calculou a diferença existente entre as notas (ou tons) da escala (dó, ré, mi, fá, sol, lá, si, dó...).

A Escola Pitagórica, enquanto seita, era muito fechada. Conta-se que um de seus integrantes, Hipaso de Metaponto, teria sido “excomungado”, talvez até assassinado pelos pitagóricos por ter descoberto algo que contrariava todo o conhecimento cosmológico e matemático pitagórico: os números irracionais.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Filosofia

O contexto da Filosofia pré-socrática é o de tentativa de descoberta daquilo que compõe e origina o universo, que na Grécia Antiga era chamado de cosmologia. Desde os jônicos, passando pelos pitagóricos e chegando nos eleatas e pluralistas, o que se queria na época era apontar qual a origem provável de todo o Universo, já que as cosmogonias mitológicas não eram suficientes para explicar a origem.

Pitágoras, ao tentar apontar uma origem cosmológica, enxerga no Universo uma organização ou codificação numérica essencial. Desse modo, ele atribuiu ao algarismo 1 (que representa a ideia de unidade e de ponto de partida) todo o começo do Universo. Para Pitágoras e seus seguidores, havia uma relação intrínseca entre a Música, a Matemática, a organização cosmológica e a composição das almas das pessoas (sua seita acreditava na transmigração de corpos pelas almas, ou reencarnação), pois todos esses elementos naturais eram, na visão pitagórica, regidos por ordens numéricas.

Seita Pitagórica

Os pitagóricos acreditavam na reencarnação da alma ou a transmigração de corpos. A doutrina da seita era baseada numa purificação da alma por meio da vida corpórea, pois essa era a finalidade da vida material, até que a alma atingisse um estado de purificação total e alcance da vida eterna.

Essa purificação somente seria alcançada por meio do acesso ao conhecimento e à sabedoria. Aristóteles afirmou que Pitágoras foi o criador da palavra filósofo (amante da sabedoria), o que atesta a sua defesa de uma busca pela sabedoria como modo de evoluir.

Saiba mais: Leia sobre a metafísica de Aristóteles

Pitágoras e a música

Assim como todos os elementos naturais, a música era, na visão pitagórica, uma relação numérica. Essa ideia está bem fundamentada e sustenta-se até hoje, pois as relações entre tons, semitons e outros elementos musicais são medidos e classificados por números.

Pitágoras revolucionou a música antiga ao descobrir uma nova escala de tons, diferente da escala que era utilizada até então, e na criação de um instrumento musical, o monocordo. O seu instrumento aplicava a noção pitagórica de divisão da corda em espaços exatos para se ter tons diferentes, atravessando a escala musical e chegando às oitavas mais ou menos agudas. Essa descoberta pitagórica permitiu a criação dos instrumentos de cordas modernos, como o violão e o piano.

Hipaso de Metaponto

O caso de Hipaso permanece um mistério não resolvido até os nossos dias. O pensador era um dos seguidores da seita pitagórica. Em seus estudos de Matemática, o místico descobriu uma nova relação numérica por meio do estudo de Geometria. Tratava-se dos números irracionais. Acontece que a teoria dos números irracionais chocava com a teoria cosmológica pitagórica.

Algumas fontes dizem que os pitagóricos expulsaram Hipaso e fizeram um enterro simbólico dele, que teria vagado por um tempo e cometido suicídio como autopunição. Outras fontes dizem que Hipaso foi executado pelos pitagóricos. Não se sabe ao certo até que ponto as teorias estão corretas e qual é o grau de envolvimento de Pitágoras com o caso de Hipaso.

Pensadores influenciados por Pitágoras

A filosofia pitagórica influenciou vários outros filósofos, matemáticos e cientistas posteriores a ele. Somente na Grécia, vimos em Platão e Aristóteles ecos da filosofia pitagórica. Para Platão, a transmigração da alma (reencarnação) realmente acontecia e a busca pelo conhecimento racional superior era uma maneira de aproximar-se da alma e dos elementos divinos.

Aristóteles remonta a Pitágoras para buscar elementos que corroborem a sua filosofia, essencialmente as ideias matemáticas de codificação universal. Outros pensadores, como Galileu, Giordano Bruno, Isaac Newton, Leibniz e Kepler foram, de algum modo, influenciados por Pitágoras.


Por Francisco Porfírio
Professor de Filosofia

Pitágoras, o mestre da seita pitagórica e descobridor da relação matemática do teorema de Pitágoras.
Pitágoras, o mestre da seita pitagórica e descobridor da relação matemática do teorema de Pitágoras.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PORFíRIO, Francisco. "Pitágoras"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/filosofia/pitagoras-1.htm. Acesso em 06 de dezembro de 2019.

Assista às nossas videoaulas
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola