Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Boxe

O boxe é uma arte milenar que envolve combates, com punhos, disputados em rounds. É uma competição com regras rígidas, dividida em duas modalidades: profissional e olímpica.

Dois homens lutando boxe olímpico.
No boxe olímpico, além das luvas, é obrigatório o uso de capacete.[1]
Crédito da Imagem: shutterstock.com
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

O boxe é uma modalidade de combate que envolve apenas o uso dos punhos, realizada com luvas em um ringue. O objetivo é nocautear o oponente ou acumular pontos durante os rounds. Originado há milhares de anos, teve seu renascimento na Inglaterra, através de competições amadoras que evoluíram para o profissionalismo. As regras do boxe incluem o uso exclusivo dos punhos, limites de áreas de impacto e a obrigatoriedade de luvas.

As lutas são decididas por pontos, nocautes, quedas, nocautes técnicos ou desistências. Existem diferentes tipos de boxe, como o olímpico e o profissional, cada um com suas especificidades.

Os golpes incluem jab, direto, cruzado e gancho. Infrações como golpes nos braços e agarrar são penalizadas ou não pontuadas. A classificação dos boxeadores é feita por peso, e o esporte, no Brasil, tem uma história marcante, com nomes como Éder Jofre, Popó e conquistas recentes em competições internacionais.

Leia também: Judô — arte marcial japonesa que envolve técnicas de ataque e defesa

Tópicos deste artigo

Resumo sobre boxe

  • As primeiras práticas do boxe remontam a Grécia e Egito antigos.
  • Seu renascimento aconteceu na Inglaterra com competições amadoras.
  • É obrigatório uso de luvas durante a luta.
  • O boxe olímpico tem um número de rounds limitados e exige o uso de capacete.
  • Golpes nos braços não pontuam.
  • Agarrar, mordidas e golpes abaixo da cintura são penalizados.
  • O boxe brasileiro tem sucesso em competições internacionais recentes.
  • Competições antigas incluíam lutas contra cangurus.
  • As luvas pesam entre 225 e 280 gramas.

O que é o boxe?

O boxe é uma modalidade de combate que utiliza apenas os punhos. Dois lutadores se enfrentam em um ringue e utilizam luvas. O objetivo é nocautear o adversário ou marcar mais pontos. Para ser considerado nocaute, o lutador precisa ficar 10 segundos sem condições de retornar a luta. As lutas são divididas em períodos de tempo chamados de rounds, e o tempo de duração e a quantidade de rounds dependerá da competição em que se participa.

A origem do boxe remonta a milhares de anos atrás, com registros de práticas parecidas desde a Grécia e o Egito Antigo. O seu “renascimento” aconteceu na Inglaterra por meio de competições amadoras que foram se profissionalizando.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quais são as regras do boxe?

O boxe tem uma série de regras que precisam ser seguidas, as mais famosas são:

  • utilizar apenas os punhos para desferir golpes;
  • os socos só podem acertar da cintura para cima;
  • é obrigatório utilizar luvas.

Também existem determinações que definem métodos para a escolha do vencedor da luta, veja:

  • Vencer por pontos: a pontuação é calculada a partir do número de golpes que atingirem o adversário, domínio da luta, agressividade, superioridade técnica e tática, além dos descontos infligidos pelas punições.

O vencedor do round sempre recebe 10 pontos e a pontuação do derrotado varia entre 6 e 9, sendo os seguintes o significado dos placares:

  • 10 x 9: round equilibrado, pequena vantagem para o vencedor.
  • 10 x 8: round com uma vantagem considerável para o vencedor.
  • 10 x 7: domínio completo de um dos lutadores.
  • 10 x 6: o vencedor do round ganha a luta.

As pontuações são calculadas por três juízes na maioria das competições. Nas Olimpíadas são cinco os responsáveis pela pontuação.

As outras formas de uma luta de boxe acabar são:

  • Nocaute: um lutador derruba o outro com um golpe que o tira da luta por 10 segundos ou mais.
  • Queda: se um lutador derruba o outro duas ou três vezes (a depender da competição) no mesmo round, mesmo que se levante, a luta é encerrada.
  • Nocaute técnico: o lutador é acertado por uma sequência longa de golpes e o juiz considera que não há condições de o atacado se defender.
  • Desistência: se um lutador desistir da luta.

Veja também: Como se luta a esgrima?

Tipos de boxe

O boxe praticado nas Olimpíadas não é o mesmo que o praticado em competições apenas de boxe. Confira as principais diferenças entre estes tipos de boxe:

→ Boxe olímpico

  • Número de rounds:
    • Limitado a um número fixo de rounds, geralmente três, com duração de 3 minutos cada.
    • O limite de tempo visa promover um estilo mais dinâmico e agressivo durante a luta.
  • Uso de capacete:
    • Obrigatório o uso de capacete durante as lutas.
    • Proporciona uma camada adicional de proteção contra nocautes e lesões na cabeça.
  • Estilo de luta:
    • Ênfase em ataques para acumular pontos, incentivando uma abordagem mais ofensiva.
    • Menos tempo disponível em cada round, estimulando a ação constante.

→ Boxe profissional

Duas mulheres lutando boxe.
O boxe profissional dispensa o uso do capacete, deixando os lutadores mais expostos ao nocaute.[2]
  • Número de rounds:
    • Definido pelos organizadores da luta, frequentemente até 12 rounds de 3 minutos cada.
    • Proporciona mais tempo para os lutadores estudarem e ajustarem suas estratégias.
  • Uso de capacete:
    • Dispensado o uso de capacete, expondo os lutadores a um maior risco de nocautes.
    • A ausência de proteção no rosto incentiva estratégias mais elaboradas.
  • Estilo de luta:
    • Estratégias mais complexas e estudadas, visando acertar o oponente de maneira mais calculada.
    • A maior quantidade de rounds permite uma abordagem mais cautelosa e adaptativa durante a luta.

Observação: As diferenças entre o boxe olímpico e profissional refletem não apenas nas regras, mas também nas estratégias adotadas pelos lutadores, proporcionando experiências distintas para atletas e espectadores.

Golpes do boxe

Movimentos do boxe.
Movimentos do boxe.

Os tipos de soco presente no boxe são:

  • Jab: soco reto dado com a mão que está na frente de guarda.
  • Direto: soco reto dado com a mão que está atrás na guarda.
  • Cruzado: soco dado na lateral do adversário.
  • Gancho: soco dado de baixo para cima, mirando no queixo do adversário

Faltas no boxe

As infrações no boxe são:

  • Golpes nos braços não são pontuados.
  • Agarrar a cintura, mordidas, soco na nuca e soco abaixo da cintura são penalidades.
  • É proibido atacar um lutador que está no chão.

Classificação dos boxeadores conforme o peso

As categorias de boxe estabelecidas para as competições olímpicas de 2024 são:

  • Boxe masculino:
    • 51 kg
    • 57 kg
    • 63.5 kg
    • 71 kg
    • 80 kg
    • 92 kg
    • +92 kg
  • Boxe feminino:
    • 50 kg
    • 54 kg
    • 57 kg
    • 60 kg
    • 66 kg
    • 75 kg

Quais são os equipamentos utilizados no boxe?

 Luvas, bandagem e protetor bucal, equipamentos do boxe.
Luvas, bandagem e protetor bucal são equipamentos do boxe.
  • Capacete: protege as regiões laterais e traseira da cabeça.
  • Luvas: sempre acolchoadas para diminuir o impacto dos golpes.
  • Bandagem: proteção interna. Vai amarrada nas mãos dentro das luvas, serve para evitar cortes nas mãos e dar mais aderência.
  • Protetor bucal: material sintético que fica dentro da boca do lutador para evitar a perda de dentes.
  • Coquilhas: proteção para os órgãos genitais. São utilizadas debaixo da bermuda.

Boxe no Brasil

Éder Jofre lutando boxe contra adversário.
Éder Jofre (à esquerda) foi um grande nome do boxe no Brasil.[3]

O boxe nasceu na Mesopotâmia por volta do ano 3000 a.C., percorrendo o Egito e Grécia, até renascer na Inglaterra nos séculos XVII e XIX. No Brasil, a luta chegou no início do século XX, marcando sua presença com a primeira luta em São Paulo, em 1913, na qual o atleta Luis Sucupira, conhecido como Apolo Brasileiro, foi um dos participantes. Ele foi um dos primeiros entusiastas do esporte no país.

Outro importante incentivador do boxe foi o marinheiro Góes Neto, que, em 1919, encontrou parentes do presidente da República, Rodrigues Alves, no Rio de Janeiro. As técnicas que Góes aprendeu na Europa chegaram ao presidente, que passou a apoiar o boxe, contribuindo para sua disseminação no Brasil.

Com o tempo, o esporte ganhou maior estrutura, sendo regulamentado por volta de 1920, com a criação de comissões municipais de boxe em cidades como Rio de Janeiro, São Paulo e Santos. Ao longo das décadas seguintes, o boxe brasileiro viu surgir grandes nomes, como Éder Jofre, Popó, Kaled Curi e Maguila, contribuindo para a consolidação do esporte no país.

O ano de 2023 marcou um período significativo para o boxe brasileiro, com quatro medalhas em campeonatos mundiais, 12 pódios nos Jogos Pan-Americanosa melhor campanha da história do país – e nove classificações olímpicas no Paris-2024.

Beatriz Ferreira, lutadora de boxe brasileira comemorando medalha nos Jogos Pan-Americanos de 2023.
Beatriz Ferreira, boxeadora brasileira medalhista nos Jogos Pan-Americanos de Santiago, em 2023.[4]

Boxe no mundo

O surgimento do boxe, como o conhecemos hoje, aconteceu na Inglaterra. Em 1880, surgiram as competições amadoras, com as categorias:

  • galo (até 54kg);
  • pena (até 57kg);
  • leve (até 63,5kg);
  • médio (até 73kg);
  • pesado (qualquer peso).

A história olímpica do boxe começou em 1904, na cidade de St. Louis. Veja algumas mudanças importantes que aconteceram de lá para cá:

  • obrigatoriedade do uso do capacete, Los Angeles-1984;
  • adesão ao sistema eletrônico de pontuação, Barcelona-1992;
  • uniformidade da pontuação das lutas, Pequim-2008.

Saiba mais: Quais são as modalidades das Paralimpíadas?

Origem e história do boxe

O boxe tem uma história milenar, remontando ao ano 3000 a.C. no Egito. No entanto, foi na Grécia Antiga, por volta do século 7 a.C., que o esporte começou a adquirir sua forma característica. A trajetória do boxe é repleta de altos e baixos. Apesar de ter integrado as Olimpíadas da Grécia Antiga, em que os lutadores protegiam as mãos apenas com pedaços de couro, a modalidade chegou a entrar em declínio.

Durante o Império Romano, o boxe passou por alterações no mínimo controversas. Os gladiadores assumiram o protagonismo, utilizando luvas recheadas de metal. Isso se alinhava ao objetivo dos combates, muitas vezes resultando na morte de um dos lutadores. Após o fim do Império Romano, o boxe também enfrentou um período de esquecimento, até retornar, na Inglaterra, no século XVIII, com competições amadoras que se profissionalizaram e conquistaram um lugar nas Olimpíadas no começo do século XX.

Nas Olimpíadas de 2024, o boxe contará com 13 categorias. Com intuito de diminuir as diferenças entre homens e mulheres, o Comitê Olímpico Internacional (COI) estabeleceu que serão disputadas medalhas em sete divisões de peso masculinas e seis femininas. Isso significa uma categoria a menos no masculino, enquanto o feminino aumentou duas.

Curiosidades sobre o boxe

  • Nos anos 30, existiam competições de boxe em que humanos lutavam contra cangurus. Essa modalidade não é mais autorizada, mas ainda existem vídeos com registro desses confrontos.
  • As luvas pesam entre 225 e 280 gramas.
  • No começo de tudo, uma luta de boxe só acabava após a desistência ou desmaio.
  • O peso do soco de um lutador de boxe passa dos 100 quilos.
  • Existe uma doença chamada de demência do pugilista, causada por repetidos traumas na região da cabeça. Alguns boxeadores famosos foram diagnosticados com essa condição, como Maguila e Muhammad Ali.

Créditos das imagens

[1] Paolo Bona/ Shutterstock

[2] Wikimedia Commons

[3] Arquivo Nacional/ Wikimedia Commons

[4] Wikimedia Commons

Fontes

BOXE. Rede do Esporte, [s.l.] Disponível em: http://rededoesporte.gov.br/pt-br/megaeventos/olimpiadas/modalidades/boxe

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE BOXE. Balanço ano 2023. CBBOXE, 07 dez. 2023. Disponível em: http://cbboxe.org.br/balanco-ano-2023/\

CONHEÇA TODOS OS GOLPES DE BOXE E AS EXECUÇÕES. Esportelândia, 07 jan. 2024. Disponível em: https://www.esportelandia.com.br/artes-marciais/golpes-de-boxe/\

GUIMARÃES, Ricardo Serravalle.  Principais regras do boxe olímpico e profissional. Universidade do boxe, 27 out. 2020. Disponível em: https://www.universidadedoboxe.com/post/principais-regras-do-boxe-ol%C3%ADmpico-e-profissional/

HISTÓRIA DO BOXE NO BRASIL. UOL, 03 mar. 2021. Disponível em: https://cultura.uol.com.br/esporte/noticias/2021/03/03/817_historia-do-boxe-no-brasil.html\

NAZARÉ, Eduardo. Demência do pugilista pode ser confundida com outras doenças psiquiátricas. Jornal da USP, 13 dez. 2022. Disponível em: https://jornal.usp.br/atualidades/demencia-do-pugilista-pode-ser-confundida-com-outras-doencas-psiquiatricas/

TIPOS DE BOXE: conheça as diferentes modalidades do esporte. Bodout, 12 jul. 2022. Disponível em:https://www.bodout.com.br/tipos-de-boxe-conhe-a-as-diferentes-modalidades-do-esporte

Escritor do artigo
Escrito por: Tiago Vechi Escritor oficial Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

VECHI, Tiago. "Boxe"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/educacao-fisica/boxe.htm. Acesso em 23 de maio de 2024.

De estudante para estudante