Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Câncer de cérebro

O câncer de cérebro é um tipo de câncer que afeta o sistema nervoso e pode provocar sintomas como dor de cabeça, convulsões e mudanças comportamentais.

Ilustração 3D da parte superior de uma pessoa representando tumor característico de câncer de cérebro.
Os tumores que atingem o cérebro podem se formar no próprio órgão ou ser resultado de metástase.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Câncer de cérebro é um tipo de câncer que acomete o Sistema Nervoso Central e pode causar danos graves ao indivíduo. Seus sintomas são variados e podem incluir, por exemplo, dores de cabeça fortes, convulsões e mudanças no humor e na personalidade. Esses tumores podem começar no próprio cérebro ou ser resultado de metástase, ou seja, de cânceres em outros órgãos que se disseminaram e atingiram essa importante parte do sistema nervoso.

Não existem exames de rotina padronizados para a detecção desse tipo de câncer, sendo fundamental que o paciente, ao sentir qualquer sintoma sugestivo do problema, procure ajuda médica. O tratamento do câncer de cérebro pode incluir cirurgias, quimioterapia e radioterapia.

Leia também: Alzheimer — doença degenerativa que provoca alterações cerebrais e perda de memória

Tópicos deste artigo

Resumo sobre câncer de cérebro

  • O câncer de cérebro faz parte do grupo de tumores que acometem o Sistema Nervoso Central.

  • O câncer de cérebro é uma doença multifatorial.

  • Os tumores cerebrais podem ser classificados em tumores cerebrais primários e tumores cerebrais metastáticos.

  • O câncer de cérebro pode provocar sintomas como dores de cabeça, alterações no equilíbrio e mudanças na personalidade.

  • O tratamento do câncer de cérebro pode ser feito com cirurgia, radioterapia ou quimioterapia.

O que é o câncer de cérebro?

Antes de compreendermos melhor o que é câncer de cérebro e como ele afeta o organismo, devemos entender o que é um tumor e o que é câncer. Tumor é o termo utilizado para se referir a um aumento de volume observado nos tecidos. Quando esse aumento é provocado pela proliferação anormal das células, temos uma neoplasia, a qual pode ser benigna ou maligna.

As neoplasias benignas ou tumores benignos apresentam crescimento de forma organizada, e geralmente seu crescimento é lento e com limites nítidos. No caso das neoplasias malignas, tumores malignos ou câncer, o crescimento tende a ser mais rápido, e os limites são pouco definidos. Além disso, as neoplasias malignas são capazes de invadir tecidos vizinhos e provocar metástase.

No caso do cérebro, é possível perceber a ocorrência tanto de tumores benignos quanto de cânceres, os quais podem começar em qualquer tipo de célula ou tecido cerebral. O câncer de cérebro faz parte do grupo de tumores que acometem o Sistema Nervoso Central (SNC), representando, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), cerca de 88% dos tumores que acometem esse importante sistema.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Tumores cerebrais primários e tumores cerebrais metastáticos

Os tumores que ocorrem no cérebro podem surgir no próprio órgão ou ser resultado de tumores que se iniciaram em outros órgãos e se espalharam para o cérebro. Quando um tumor se inicia no cérebro, é denominado tumor cerebral primário.

Recebe o nome de tumor cerebral metastático o tumor que se inicia em outro órgão e posteriormente se dissemina para o cérebro. O tumor cerebral metastático representa o tipo de tumor cerebral mais frequente em adultos. Um tipo de câncer que pode provocar metástase para o cérebro é o câncer de pulmão.

Saiba mais: Todo tumor é câncer?

O que causa câncer de cérebro?

As causas dos tumores do cérebro e em outras regiões do SNC são várias e complexas, sendo uma doença considerada multifatorial. Entretanto, já são considerados alguns fatores de risco bem estabelecidos para a doença:

Sintomas do câncer de cérebro

 Homem com as mãos na cabeça, sentindo dores, sintoma de câncer de cérebro.
Dor de cabeça intensa pode ser um sintoma de câncer de cérebro.

Os tumores no cérebro, ao se desenvolverem, podem provocar pressão no restante do cérebro e até mesmo destruir o tecido cerebral, levando ao desenvolvimento de alguns sintomas. Dentre os sintomas que podem sugerir a ocorrência de tumores no SNC e que não devem ser ignorados estão:

  • dores de cabeça que até então não tinham sido sentidas pelo paciente;

  • mudança do tipo de dor de cabeça;

  • dores de cabeça que se tornam mais fortes com o passar do tempo;

  • aumento da frequência das dores de cabeça;

  • dores de cabeça que se iniciam sempre no mesmo lugar;

  • perda do equilíbrio ou da coordenação;

  • convulsões;

  • mudanças no humor ou na personalidade;

  • alterações na fala;

  • alterações na audição, olfato ou visão;

  • alterações na capacidade de sentir calor, frio e pressão.

É importante destacar que os sintomas citados não devem ser ignorados, mas também não indicam necessariamente a ocorrência de um câncer no SNC. Assim sendo, não há motivo para pânico, entretanto deve-se procurar um médico rapidamente para uma avaliação.

Veja também: 10 principais causas de morte no mundo

Diagnóstico do câncer de cérebro

O diagnóstico precoce do câncer de cérebro, bem como de outros tipos de câncer, é fundamental para que se obtenha maior chance de cura no tratamento. Entretanto, até o momento não existem exames de rotina padronizados para a detecção desse tumor, sendo fundamental, portanto, que o paciente esteja atento aos sinais e sintomas que podem indicar o problema e procure rapidamente ajuda médica.

O médico realizará o diagnóstico analisando os sintomas relatados pelo paciente e solicitando exames complementares. Os principais exames solicitados nesses casos são a tomografia computadorizada e a ressonância magnética.

Câncer de cérebro possui tratamento?

O câncer de cérebro é um tipo de câncer que possui tratamento, entretanto se trata de um problema complexo, e cada caso é analisado individualmente para que o procedimento adequado seja tomado. Dentre os tratamentos disponíveis para tratar o problema destacam-se a cirurgia, radioterapia e quimioterapia.

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Escritor do artigo
Escrito por: Vanessa Sardinha dos Santos Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Goiás (2008) e mestrado em Biodiversidade Vegetal pela Universidade Federal de Goiás (2013). Atua como professora de Ciências e Biologia da Educação Básica desde 2008.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Câncer de cérebro"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/doencas/cancer-cerebro-medula-espinhal.htm. Acesso em 16 de abril de 2024.

De estudante para estudante