Topo
pesquisar

Imagem por ressonância magnética

Física

Imagem do cérebro feita por meio da técnica de ressonância magnética
Imagem do cérebro feita por meio da técnica de ressonância magnética
PUBLICIDADE

Uma das técnicas usadas pela medicina para analisar o interior do corpo humano é a imagem por ressonância nuclear magnética. Essa técnica utiliza o fato de os núcleos de certos átomos terem o comportamento parecido com o de pequenos ímãs. Sabemos que cada átomo tem um núcleo e uma nuvem eletrônica. Da mesma forma como os elétrons têm spins, os prótons, que formam o núcleo, também os têm. Do mesmo modo que um ímã se comporta, ou melhor, se orienta, quando está dentro de um campo magnético, os spins do núcleo também se orientam quando estão sob a ação de um campo magnético externo.

A ressonância magnética utiliza-se da técnica de interação dos núcleos com um campo magnético com a finalidade de determinar a concentração dos diferentes átomos e a sua distribuição dentro do corpo humano. A fim de determinar a localização e também a concentração de átomos, coloca-se uma amostra, a ser estudada, em um campo magnético constante, fazendo com que os spins dos núcleos se orientem.

Em um segundo momento, há a adição de outro campo magnético, menos intenso e oscilante, com a finalidade de fazer com que os spins oscilem. A frequência de oscilação emitida pelo segundo campo deve ter um valor exato para que os spins dos núcleos comecem a oscilar em ressonância.

Como resultado, os núcleos emitirão ondas eletromagnéticas com a mesma frequência e estas ondas podem ser detectadas por antenas externas. A frequência de ressonância depende do tipo de átomo e do valor do campo magnético externo constante aplicado.

Cada átomo possui uma frequência de ressonância diferente, para um mesmo valor de campo magnético aplicado. Este é o princípio usado para fazer uma imagem do interior do corpo humano através da ressonância magnética.

Sabemos que o corpo humano é constituído basicamente de água e gordura, elementos que, por sua vez, possuem uma grande quantidade de hidrogênio, facilmente medido com esta técnica. Para medir a posição, quantidade ou concentração de outros tipos de átomos, como por exemplo, o cálcio dos ossos, escolhe-se a frequência do campo magnético oscilante igual à frequência de ressonância do átomo que se quer medir.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Domiciano Marques
Graduado em Física
Equipe Brasil Escola

Física Moderna - Física - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Domiciano Correa Marques da. "Imagem por ressonância magnética"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/fisica/imagem-por-ressonancia-magnetica.htm. Acesso em 25 de agosto de 2019.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola