Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Intestino delgado

O intestino delgado é um órgão do sistema digestório que se apresenta como um tubo longo de aproximadamente 6 m e pode ser dividido em duodeno, jejuno e íleo.

O intestino delgado apresenta três regiões distintas: duodeno, jejuno e íleo
O intestino delgado apresenta três regiões distintas: duodeno, jejuno e íleo
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

O intestino delgado é um tubo longo presente no sistema digestório que apresenta aproximadamente seis metros de comprimento. Esse tubo pode ser dividido em três importantes regiões: duodeno, jejuno e íleo.

Partes do intestino delgado

O intestino delgado pode ser dividido em três regiões:

  • Duodeno: Porção inicial do intestino, com cerca de 25 cm, e está ligada ao estômago.

  • Jejuno: Porção intermediária do intestino e possui aproximadamente 2,5 m.

  • Íleo: Porção maior e final do intestino e apresenta cerca de 3,5 m. O íleo esvazia-se no intestino grosso.

A mucosa desse órgão e a submucosa formam pregas que garantem uma maior superfície de contato, o que possibilita uma maior absorção. Essas pregas são mais desenvolvidas no jejuno, mas podem ser observadas em todo o órgão.

Na mucosa também há projeções do epitélio e da lâmina própria chamadas de vilosidades. O epitélio é formado, principalmente, por células absortivas e caliciformes. Essas últimas produzem muco que protege e lubrifica o intestino. Já as células absortivas possuem membrana plasmática que se projeta formando microvilosidades.

As pregas, as vilosidades e as microvilosidades são essenciais para a eficiência do processo de digestão por aumentar a superfície de revestimento do intestino. As três juntas podem conseguir um aumento de até 600 vezes na superfície do órgão.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O processo de digestão no intestino delgado

É no intestino delgado que ocorre grande parte da digestão dos alimentos, principalmente na porção inicial (duodeno). Nessa região são despejadas substâncias que atuam na digestão. Entre essas secreções, podemos citar as provenientes do pâncreas (suco pancreático), que contêm tripsina, quimiotripsina, amilase pancreática, lipase pancreática, entre outras substâncias.

No intestino delgado é produzido também suco entérico, o qual apresenta enzimas e muco que protegem a parede intestinal. Entre as enzimas presentes no suco entérico, podemos citar a enteroquinase e erepsina.

Além do suco pancreático e do suco entérico, não podemos esquecer a ação da bile, a qual é liberada no intestino delgado, é produzida no fígado e armazenada na vesícula biliar. A função da bile é emulsificar as gorduras, facilitando a ação das lipases e a absorção na mucosa intestinal. É importante salientar que a bile não possui enzimas.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Intestino delgado"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/intestino-delgado.htm. Acesso em 01 de julho de 2022.

De estudante para estudante


Qual a função da célula?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

Qual o animal mais perigoso do mundo?

Por Brasil Escola
Responder
Ver respostas

Lista de exercícios


Exercício 1

O intestino delgado é um órgão que possui aproximadamente seis metros de comprimento. Esse longo tubo pode ser dividido em três regiões. Analise as alternativas a seguir e marque aquela que não indica uma dessas regiões.

a) Duodeno.

b) Ceco.

c) Íleo.

d) Jejuno.

Exercício 2

Que nome recebem as projeções da membrana plasmática de células absortivas encontradas no intestino delgado?

a) pregas.

b) flagelos.

c) microvilosidades.

d) cílios.

e) vilosidades.

PUBLICIDADE

Estude agora


Tempos verbais

Pretérito, presente ou futuro são tempos verbais que exprimem uma variação que indica o momento em que se dá o...

Apartheid | África do Sul

Assista a nossa videoaula para entender o que foi o Apartheid na África do Sul (1948-1994). Confira também no...