Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Sistema tegumentar

O sistema tegumentar é composto pela pele e pelas estruturas anexas a ela. O revestimento do corpo e a proteção contra os raios ultravioletas são algumas de suas funções.

Mulher jovem de pele negra sorrindo com as mãos no rosto; a pele faz parte do sistema tegumentar.
A pele, que compõe o sistema tegumentar, é responsável por revestir o nosso corpo e protegê-lo contra microrganismos.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Sistema tegumentar é o sistema do nosso corpo formado pela pele e pelas estruturas anexas a ela. A pele é formada por duas camadas: a epiderme e a derme. A epiderme, formada por tecido epitelial estratificado, é composta de cinco estratos (basal, espinhoso, granuloso, lúcido e córneo). Em algumas situações, o estrato lúcido não está presente. A derme, por sua vez, também é dividida em duas camadas: a papilar e a reticular.

Em relação aos anexos, temos os pelos, as unhas e as glândulas sudoríparas, sebáceas e mamárias. Dentre suas funções, podemos citar a proteção do organismo, termorregulação, percepção de sensações como dor, temperatura, e pressão e secreção de substâncias.

Leia também: Como herdamos a cor da nossa pele?

Tópicos deste artigo

Resumo sobre sistema tegumentar

  • O sistema tegumentar é formado pela pele e suas estruturas anexas.

  • A pele é formada pela epiderme e a derme.

  • A epiderme é divida em estratos basal, espinhoso, granuloso, lúcido e córneo.

  • A derme é dividida em camada papilar e camada reticular.

  • Alguns das funções do sistema tegumentar são revestimento do corpo e proteção contra micro-organismos, radiação ultravioleta, e perda de água.

Quais são as partes que compõem o sistema tegumentar?

O sistema tegumentar é constituído pela pele e por seus anexos (pelos, unhas e glândulas sudoríparas, sebáceas e mamárias). A pele é formada pela epiderme e derme, sendo a epiderme uma porção constituída por tecido epitelial e a derme, por tecido conjuntivo. A hipoderme encontra-se abaixo da derme e não constitui uma das camadas da pele, apesar de alguns autores assim a considerarem.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Camadas da pele e suas funções no sistema tegumentar

A pele é formada por duas camadas: epiderme e derme. Como salientado, a epiderme é formada por tecido epitelial, enquanto a derme é constituída por tecido conjuntivo.

Ilustração das camadas da pele, que faz parte do sistema tegumentar.
A pele pode ser dividida em epiderme e derme. A hipoderme, que fica abaixo da derme, não constitui uma camada.

Epiderme

Em algumas partes do corpo, como a planta do pé e a palma da mão, a epiderme apresenta-se mais grossa, com mais camadas e muita queratina. Esse tipo de pele é denominado pele grossa ou espessa. Em regiões onde a epiderme apresenta poucas camadas e pouca queratina, a denominação dada é a de pele fina ou delgada.

A epiderme apresenta cinco camadas ou estratos, chamados de:

  • basal;

  • espinhoso;

  • granuloso;

  • lúcido;

  • córnea.

O estrato lúcido é observado apenas na pele espessa. O estrato basal destaca-se por ser rico em células-tronco, motivo pelo qual é também conhecido como germinativo. Nesse local observa-se uma intensa atividade mitótica, que, com o estrato espinhoso, garante a renovação constante da epiderme.

Quando o estrato basal é danificado, a epiderme não se regenera. Nessa camada estão localizados também os melanócitos, células responsáveis pela produção da melanina. A melanina está relacionada com a cor da nossa pele e proteção contra raios ultravioletas.

O estrato espinhoso, localizado acima do estrato basal, destaca-se por ter células com curtas expansões, que dão o aspecto espinhoso à camada. O estrato chamado de granuloso destaca-se por ter células com grânulos acumulados. Nele, observa-se de duas a cinco camadas de células achatadas.

Ilustração dos estratos que compõem a epiderme da pele, parte do sistema tegumentar.
Observe na imagem os estratos que formam a epiderme.

O estrato lúcido não é observado em pele pouco espessa. A camada se caracteriza por ter células transparentes, achatadas, mortas ou em degeneração. Por fim, temos o estrato córneo, composto por células achatadas, mortas e completamente preenchidas por queratina. Trata-se da camada mais externa da pele e varia de espessura a depender da região que estamos observando, sendo mais espessa, por exemplo, na palma das mãos e solas dos pés.

Derme

A derme está localizada logo abaixo da epiderme e é formada por tecido conjuntivo, sendo rica em fibras colágenas e elásticas, as quais proporcionam resistência e firmeza da pele. Na derme estão presentes estruturas como vasos sanguíneos, nervos e vasos linfáticos, estruturas ausentes na epiderme. Na derme também se observa a presença dos folículos pilosos e glândulas sudoríparas e sebáceas. A camada mais superior da derme é chamada de papilar, e a mais inferior é chamada de reticular.

Videoaula sobre as características da pele

Anexos da pele e sua atuação no sistema tegumentar

  • Pelos

O pelo é encontrado praticamente em todo o nosso corpo, estando ausente, por exemplo, nos lábios e na palma das mãos e plantas dos pés. Os pelos são formados, principalmente, por queratina, e se desenvolvem nos chamados folículos pilosos, os quais são invaginações da epiderme.

  • Unhas

As unhas são estruturas compostas por queratina e que estão localizadas nas pontas dos nossos dedos. Estão relacionadas, por exemplo, com a proteção dessas extremidades, manipulação de pequenos objetos e, no passado, com a nossa defesa.

  • Glândulas sudoríparas

As glândulas sudoríparas são responsáveis pela produção do suor. O suor é uma secreção bastante diluída, que apresenta poucas proteínas, além de sódio, potássio, ácido úrico, amônia e ureia. É importante destacar que o suor é praticamente inodoro, e o odor observado em algumas situações está relacionado com a ação de bactérias.

Homem com marcas de suor na camisa; a termorregulação é função do sistema tegumentar.
O suor está relacionado com a termorregulação do organismo.

A principal função do suor é atuar na termorregulação do nosso corpo. Vale destacar que não é apenas o suor que participa dessa função. A presença de pequenas artérias na derme também garante perda ou retenção de calor. Quando essas artérias se dilatam, elas garantem que o calor seja irradiado, e, quando se contraem, diminuem a perda de calor.

  • Glândulas sebáceas

As glândulas sebáceas são localizadas, geralmente, nas paredes dos folículos pilosos e são responsáveis pela produção do sebo. O sebo atua, principalmente, na lubrificação da nossa pele.

  • Glândulas mamárias

Cada glândula mamária é formada por vários lóbulos de glândulas tubuloaveolares compostas. Em geral, são observados de 15 a 25 lóbulos. Essas glândulas estão relacionadas com a produção de leite, uma secreção que apresenta como papel principal nutrir os recém-nascidos.

Leia também: Câncer de pele — tipos, sintomas e sua relação coma exposição ao Sol

Principais funções do sistema tegumentar

A pele e seus anexos formam o sistema tegumentar e estão relacionados com várias funções importantes do nosso organismo. Vejamos, a seguir, algumas das funções atribuídas a esse importante sistema:

  • A pele atua como um importante revestimento do corpo.

  • Devido à presença de receptores sensitivos, a pele permite a percepção de sensações como dor, temperatura e pressão.

  • A pele protege o corpo contra agentes irritantes e microrganismos.

  • A pele protege contra perda de líquidos.

  • A pele nos protege da radiação ultravioleta.

  • A pele participa da síntese e do armazenamento de vitamina D.

  • As glândulas sudoríparas atuam na termorregulação.

  • As unhas nos ajudam a manusear objetos e protegem nossos dedos.

  • As glândulas mamárias promovem a secreção de substância que alimenta os recém-nascidos.

Os pelos atuam na proteção e também na termorregulação.

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia 

Escritor do artigo
Escrito por: Vanessa Sardinha dos Santos Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Goiás (2008) e mestrado em Biodiversidade Vegetal pela Universidade Federal de Goiás (2013). Atua como professora de Ciências e Biologia da Educação Básica desde 2008.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Sistema tegumentar"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/sistema-tegumentar.htm. Acesso em 21 de maio de 2024.

De estudante para estudante