Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Peptídeos

Biologia

PUBLICIDADE

Os peptídeos são formados por aminoácidos que estão unidos por ligações peptídicas. Um peptídeo pode ser formado por dois ou mais aminoácidos, sendo chamado de polipeptídeo quando muitos aminoácidos estão formando sua estrutura.

Os peptídeos são extremamente importantes, apresentando uma grande diversidade de papéis biológicos, como o papel de hormônio. A insulina, por exemplo, é um hormônio polipeptídico produzido no pâncreas, o qual é responsável por garantir a entrada da glicose nas células, diminuindo a quantidade de glicose no sangue.

Leia também: Noradrenalina – hormônio da família das catecolaminas

O que são aminoácidos?

Antes de compreendermos melhor o que são os peptídeos, devemos compreender o que são os aminoácidos, as moléculas orgânicas que os constituem. Todos os aminoácidos apresentam uma estrutura básica, possuindo um , denominado de carbono alfa (α).

Ao carbono alfa estão ligados:

Essa cadeia lateral é a responsável por diferir um aminoácido do outro.

Os aminoácidos são moléculas orgânicas que formam as proteínas.
Os aminoácidos são moléculas orgânicas que formam as proteínas.

Existem 20 aminoácidos, os quais são utilizados para construir as mais variadas proteínas, pois, assim como as letras do alfabeto podem combinar-se e formar diferentes palavras, essas moléculas orgânicas podem ligar-se de diferentes formas, constituindo diferentes cadeias polipeptídicas.

O que são peptídeos?

Os peptídeos são cadeias de aminoácidos unidos por meio de ligações peptídicas, em que o grupo carboxila de um aminoácido liga-se ao grupo amino de outro. Quando dois aminoácidos ligam-se, temos um dipeptídeo. Três aminoácidos ligados formam um tripeptídeo, quatro aminoácidos um tetrapeptídeo, cinco aminoácidos um pentapeptídeo e assim sucessivamente. Costuma-se chamar de oligopepídeos a molécula formada por menos de dez unidades de aminoácidos. Muitos aminoácidos ligados formam os chamados de polipeptídeos.

Percebe-se, portanto, que os peptídeos variam de tamanho, sendo encontrados peptídeos formados por poucos aminoácidos até milhares. Independentemente do seu tamanho, os peptídeos apresentam uma sequência linear de aminoácidos, e uma das extremidades apresenta um grupo amino livre, enquanto a outra extremidade apresenta um grupo carboxila. Desse modo, um peptídeo apresenta sempre uma extremidade amino (N-terminal) e uma extremidade carboxila (C-terminal). A natureza química da molécula é determinada pela sequência de cadeias laterais que ela apresenta.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Qual a função dos peptídeos?

Os peptídeos apresentam diversas funções no organismo, sendo reconhecidos peptídeos que atuam como:

  • hormônios,

  • neurotransmissores,

  • neuromoduladores.

Vale deixar claro que não existe relação entre o tamanho de um polipeptídeo e a sua importância, existindo peptídeos com dois aminoácidos, por exemplo, que apresentam importante função. Um exemplo de dipeptídeo importante e utilizado comercialmente é o aspartame, que é usado como adoçante.

Como outros exemplos de peptídeos de grande importância, podemos citar os hormônios peptídicos, os quais incluem a insulina, o glucagon e os hormônios produzidos pelo hipotálamo e pela hipófise.

Leia também: Principais glândulas endócrinas e seus hormônios

Polipeptídeos e proteínas

Os aminoácidos formam os peptídeos e estes podem formar as proteínas.
Os aminoácidos formam os peptídeos e estes podem formar as proteínas.

Apesar de muitas pessoas pensarem que polipeptídeos e proteínas são sinônimos, isso não é uma verdade, sendo possível diferenciá-los com base na massa molecular:

  • os polipeptídeos possuem peso molecular abaixo de 10.000,

  • as proteínas apresentam alto peso molecular, acima de 10.000.

Além disso, as proteínas funcionais, mesmo quando formadas por apenas uma cadeia polipeptídica, estão organizadas de maneira complexa, sendo a sequência de aminoácidos presentes na cadeia polipeptídica responsável por determinar a estrutura tridimensional dessas proteínas.

A estrutura de cada proteína está relacionada diretamente com sua função no organismo. Vale destacar que as proteínas apresentam uma série de funções existindo, por exemplo:

  • proteínas contráteis, envolvidas, por exemplo, com a contração muscular;

  • proteínas estruturais, como colágeno e elastina;

  • proteínas de transporte;

  • proteínas receptoras;

  • proteínas de defesa, como o caso dos anticorpos.

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Peptídeos"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/peptideos.htm. Acesso em 01 de agosto de 2021.

Artigos Relacionados
Aprenda um pouco mais a respeito da estrutura, da função, dos tipos e da classificação dos aminoácidos — as subunidades formadoras das proteínas.
Veja quais são as estruturas das proteínas (primárias, secundárias, terciárias e quaternárias).
Peptídeos, unidade elementar na constituição de uma proteína, Função amina, Função ácido carboxílico, compostos anfóteros, aminoácidos essenciais, valina, lisina, triptofano, leucina, isoleucina, fenilalanina, metionina, treonina, composição das nucleopro
Clique e conheça a história, características, fontes, formas de obtenção e utilizações do Nitrogênio.
Aprenda um pouco mais a respeito das proteínas conferindo aspectos como estrutura, funções, tipos e como obtê-las por meio da alimentação.
O que é o plasma sanguíneo: fibrogênio, globulinas e albuminas.
Compreenda o processo de síntese de proteína. É só clicar!