Whatsapp

Síntese de proteína

Biologia

PUBLICIDADE

É durante o mecanismo de tradução que as proteínas são formadas, através de um processo biológico no qual as células, enquanto unidade morfofisiológica da vida, expressam um dos seus interessantes fenômenos.

Conforme o RNA ribossômico (RNA-r) efetua a leitura do filamento de RNA mensageiro (RNA-m), havendo constante entrada e saída de RNAs transportadores (RNA-t) que trazem consigo os aminoácidos, vai se formando uma proteína.

Porém, esse evento não é tão simples assim!

Mas para entendimento, vejamos da seguinte forma:

Inicialmente os RNAs são preparados, do mensageiro, por exemplo, são extraídos os segmentos não funcionais (os íntrons) e permanecendo os funcionais (os éxons), significando o encurtamento do filamento de RNA-m.

Após o processamento, a subunidade menor do ribossomo se associa a um RNA-t que transporta o aminoácido metionina. Esse conjunto se acopla ao filamento de RNA-m à procura de um códon de iniciação, caracterizado pela trinca de bases nitrogenadas especificado por AUG (adenina / uracila / guanina). Quando encontrado este ponto de partida, a subunidade maior do ribossomo se fusiona à subunidade menor.

Na subunidade maior existem dois sítios (A e P) que recepcionam a entrada dos RNAs-t. Nessa fase inicial, o RNA-t com metionina ocupa o “sítio P”, enquanto o “sítio A” fica momentaneamente desocupado.

De acordo com a sequência de bases contidas no códon consecutivo, outro RNA-t unido a um tipo de aminoácido ocupará o “sítio A”, e os aminoácidos que forem entrando formarão a cadeia proteica, ligando-se uns aos outros de forma linear por meio de ligações peptídicas. É por isso que as proteínas recebem a denominação de polipeptídios.

Estabelecida a ligação peptídica, o transportador unido à metionina se separa desse aminoácido, desocupando o “sítio P”. Dessa forma o ribossomo poderá se deslocar para o códon subsequente, transferindo o transportador que permaneceu para o “sítio P”, ficando o “sítio A” vazio e apto a receber outro transportador com um terceiro aminoácido.

Seguindo esse processo, os ribossomos percorrem toda a extensão do RNA-m, atingindo um códon específico de terminação (UAA, UGA ou UAG).

Exemplificação do processo:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Tabela contendo o código conforme a sequência de bases nitrogenadas na molécula de RNA-m, exemplificando como ocorre a codificação de um aminoácido na proteína, a partir da trinca de bases nitrogenadas determinas pelo códon (em vermelho: códon / aminoácido, que marca o início da tradução).

Por Krukemberghe Fonseca
Graduado em Biologia

O processo de tradução proteica
O processo de tradução proteica

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

RIBEIRO, Krukemberghe Divino Kirk da Fonseca. "Síntese de proteína"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/decifrando-codigo-traducao-proteica.htm. Acesso em 11 de abril de 2021.

Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios
Questão 1

A tradução gênica é o processo no qual ocorre a síntese de uma cadeia polipeptídica. Ele se inicia quando ocorre o emparelhamento de um RNAt que transporta metionina com o códon de início de tradução localizado em um RNAm. Marque a alternativa que indica corretamente o códon que marca o início da síntese proteica.

a) UAG.

b) AUU.

c) AUG.

d) UUA.

e) GAC.

Questão 2

O RNAm possui uma série de bases nitrogenadas, formando os códons, que determinarão a sequência de aminoácidos de uma proteína. No RNAm encontraremos códons que marcam o início da síntese e também aqueles que indicam a sua parada. Existem três códons que simbolizam a parada da síntese, enquanto a iniciação é indicada sempre pelo mesmo códon.

Entre as alternativas abaixo, marque aquela que não indica um códon de parada.

a) UAG.

b) UAA.

c) UGG.

d) UGA.

Mais Questões
Artigos Relacionados
Você sabe o que é colágeno? Clique aqui e conheça as principais características dessa proteína e os benefícios que seu uso pode gerar. Saiba quais são suas funções!
Compreenda o que é código genético e suas características.
Que tal aprender mais sobre o DNA? Neste texto abordamos a estrutura, as funções, as diferenças entre DNA e RNA e os processos de replicação e transcrição.
Veja quais são as estruturas das proteínas (primárias, secundárias, terciárias e quaternárias).
Clique e conheça as funções exercidas pelas proteínas em nosso organismo e quais são as principais fontes de proteínas na nossa alimentação.
Entenda o que são peptídeos. Veja quais são as principais funções dessas importantes cadeias de aminoácidos. Aprenda a diferença entre polipeptídeos e proteínas.
Entenda mais sobre a transcrição, o processo de síntese do RNA.