Whatsapp

Ronald Reagan

Biografia

PUBLICIDADE

Ronald Reagan foi presidente dos Estados Unidos em dois mandatos, de 1981 a 1988. Foi um político conservador que introduziu medidas neoliberais no país e ampliou as interferências norte-americanas no combate ao comunismo. Antes de tornar-se político, Reagan havia sido um reconhecido ator de Hollywood na década de 1940.

Acesse também: Watergate, um dos escândalos mais conhecidos da política norte-americana

Nascimento e juventude

Ronald Wilson Reagan nasceu em Tampico, no estado de Illinois, nos Estados Unidos, no dia 6 de fevereiro de 1911. Seus pais foram John Edward Reagan, que trabalhava como vendedor, e Nelle Wilson Reagan. Ronald Reagan foi o filho mais novo do casal, que teve apenas dois filhos.

Durante sua infância, os pais de Reagan estabeleceram-se em diferentes cidades de Illinois, sendo que, na década de 1920, fixaram-se em Dixon, onde Reagan passou alguns anos de sua vida. Ele se formou em Economia e Sociologia pela Eureka College, universidade localizada em Eureka, Illinois.

Vida profissional

Depois de formar-se, Ronald Reagan conseguiu emprego como narrador de eventos esportivos. Ele trabalhou, inicialmente, para a University of Iowa e, depois, foi contratado por diferentes rádios para narrar jogos de beisebol. Em 1937, Reagan viajou para a Califórnia a trabalho, e lá realizou um teste no estúdio da Warner Bros.

Depois desse teste, Reagan passou a trabalhar como ator, atuando, primeiro, em filmes de baixo orçamento. Com o tempo, sua atuação começou a ser bem avaliada, e ele passou a ser escalado para filmes de maior expressão, o que fez dele um dos atores mais reconhecidos de Hollywood no começo da década de 1940.

Ronald Reagan foi presidente dos Estados Unidos entre 1981 e 1988, e seu governo introduziu uma série de medidas neoliberais.[1]
Ronald Reagan foi presidente dos Estados Unidos entre 1981 e 1988, e seu governo introduziu uma série de medidas neoliberais.[1]

A carreira de Ronald Reagan como ator foi muito bem-sucedida, e ele atuou em 53 filmes ao longo de sua carreira em Hollywood. O auge de sua fama foi mesmo no começo da década de 1940, sendo  interrompido por sua convocação para o exército norte-americano após o país ingressar na Segunda Guerra.

A convocação aconteceu em abril de 1942, mas ele não foi enviado para a frente de batalha por conta de uma miopia que o tornava incapaz. Assim, Reagan foi direcionado para o “trabalho interno” e atuou em produções audiovisuais do exército norte-americano durante a guerra. No final de 1945, ele foi dispensado do serviço.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Depois de retornar do exército, Reagan não conseguiu retomar a sua carreira no cinema e, assim, passou a trabalhar na televisão, com destaque para pequenas produções audiovisuais feitas pela General Electric, empresa de eletrodomésticos dos Estados Unidos onde ele trabalhou por oito anos.

Além disso, Reagan começou a introduzir-se na política ao final da década de 1940. Ele foi presidente no Screen Actors Guild, um sindicato que representa atores e atrizes nos Estados Unidos, e contribuiu para a histeria macartista dos anos de 1950, denunciando atores que ele acreditava serem comunistas. O anticomunismo foi uma das maiores marcas da vida de Ronald Reagan.

Carreira política

Fala-se que Reagan tivera um viés mais progressista durante sua juventude, mas sob a influência de sua esposa Nancy, ele se converteu em um conservador. Assim, ele passou a alinhar-se cada vez mais com os valores do Partido Republicano. Em 1960, ele fez campanha para Richard Nixon na corrida presidencial, e, em 1962, ingressou oficialmente no Partido Republicano.

Em 1965, Reagan foi convencido por membros do Partido Republicano a lançar-se como candidato a governador da Califórnia. Em favor de Reagan pesava sua grande habilidade retórica. Nessa eleição, seu grande adversário foi o democrata Pat Brown. A plataforma conservadora de Reagan conquistou os eleitores, e ele venceu a disputa com quase 58% dos votos.

Ronald Reagan permaneceu no cargo de governador da Califórnia por oito anos, pois foi reeleito na disputa de 1970. A partir de 1974, o último ano de seu mandato, ele passou a ser considerado como candidato à presidência pelos Republicanos.

Leia mais: Ataque a Pearl Harbor - acontecimento levou os EUA a participarem da Segunda Guerra

Reagan como presidente

Em 1980, Ronald Reagan saiu vitorioso das primárias realizadas no Partido Republicano e tornou-se o candidato à presidência. Nesse ano, a disputa foi contra Jimmy Carter, que estava em busca da reeleição. A vitória de Reagan foi avassaladora: ele teve cerca de oito milhões de votos a mais, conquistando 489 dos delegados do Colégio Eleitoral (Carter obteve apenas 49).

Em 1984, Ronald Reagan foi eleito para um segundo mandato presidencial, e sua vitória foi ainda mais expressiva que a primeira. Nessa eleição, seu principal adversário foi o democrata Walter Mondale. Reagan obteve quase 17 milhões de votos a mais, conquistando o total de 525 delegados do Colégio Eleitoral (Mondale obteve apenas 13).

Durante o seu primeiro mandato, Reagan já enfrentou um grande (e inesperado) desafio: foi vítima de uma tentativa de assassinato. Em 30 de março de 1981, John Hinckley Junior atirou seis vezes contra o presidente, e uma das balas acertou-o. Ele passou por uma cirurgia de emergência para retirar o projétil e, depois de 12 dias internado, recebeu alta. O autor da tentativa de assassinato foi inocentado por sofrer de problemas mentais e foi sentenciado à reclusão em uma clínica psiquiátrica.

O governo de Ronald Reagan ficou marcado como período que inaugurou a implantação de medidas neoliberais nos Estados Unidos. Assim, o que aconteceu nesse país a partir do governo de Reagan foi o corte de programas sociais em benefícios dos pobres, a diminuição das regulações do Estado na economia e nas relações de trabalho, e a redução de impostos para as grandes empresas.

Ronald Reagan cortou 25% dos impostos e reduziu regulamentações em áreas da economia, meio ambiente e direitos do consumidor|1|. Intensificou medidas que reduziam direitos dos trabalhadores e diminuíam seus salários. Aqueles que resistiam à precarização por meio de greves passaram a ser demitidos com o aval da Justiça e do governo.

O resultado dessa política foi que os trabalhadores norte-americanos passaram a trabalhar mais e a ganhar menos. Além disso, 20% das famílias norte-americanas experimentaram uma diminuição na sua renda e a desigualdade disparou em relação aos índices existentes na década de 1960|2|.

O governo de Reagan foi responsável por apoiar o ditador iraquiano Saddam Hussein durante a Guerra Irã-Iraque.
O governo de Reagan foi responsável por apoiar o ditador iraquiano Saddam Hussein durante a Guerra Irã-Iraque.

No contexto da Guerra Fria, Ronald Reagan tinha uma retórica anticomunista fortíssima e atuou diretamente para barrar o avanço de ideais progressistas, socialistas ou comunistas em diferentes partes do mundo. A interferência dos Estados Unidos na soberania de outros países cresceu durante sua gestão.

O governo Reagan apoiou o desenvolvimento de guerrilhas que lutavam contra grupos de esquerda, destacando-se o caso dos Contras, que lutavam contra os sandinistas na Nicarágua. O governo de Reagan, ainda, deu apoio ao ditador do Iraque, Saddam Hussein, na guerra travada pelo Irã e o Iraque de 1980 a 1988.

Acesse também: A história dos Democratas e Republicanos nos Estados Unidos

Vida pessoal e falecimento

Ao longo de sua vida, Reagan casou-se duas vezes. As duas esposas do ex-presidente norte-americano foram as seguintes:

  • Jane Wyman: casaram-se em 1940 e divorciaram-se em 1949. Desse casamento nasceu uma filha, Maureen Reagan. O casal também adotou um filho, Michael Reagan.
  • Nancy Davis: casaram-se em 1952 e permaneceram assim até o falecimento de Reagan, em 2004. Tiveram dois filhos, Patricia Ann Reagan e Ronald Prescott Reagan.

Na década de 1990, Reagan descobriu que era portador de alzheimer e conviveu com a doença por uma década. Sua saúde e memória deterioraram-se nos anos seguintes à descoberta da doença, e uma pneumonia foi a causa de sua morte, no dia 5 de junho de 2004.

Notas

|1| PURDY, Sean. O século americano. In.: KARNAL, Leandro (org.). História dos Estados Unidos. São Paulo: Contexto, 2018. p. 258.

|2| PURDY, Sean. O século americano. In.: KARNAL, Leandro (org.). História dos Estados Unidos. São Paulo: Contexto, 2018. p. 260.

Créditos da imagem

[1] mark reinstein e Shutterstock

Por Daniel Neves
Professor de História


Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Daniel Neves. "Ronald Reagan"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biografia/ronald-wilson-reagan.htm. Acesso em 20 de abril de 2021.

Artigos Relacionados
Clique aqui e saiba mais sobre os atentados de 11 de setembro. Acesse nosso texto e entenda por que os ataques aconteceram, como foram e suas consequências.
As diretrizes e concepções dessa corrente de pensamento econômico.
Clique aqui e conheça um dos maiores escândalos políticos da história dos Estados Unidos: o escândalo Watergate. Entenda o contexto e o desfecho desse caso político.
Acesse para saber mais sobre a Guerra Fria. Veja as características, os principais acontecimentos desse período e entenda como esse evento se encerrou.
Compreenda os principais aspectos geográficos e políticos referentes à Guerra Fria.
Clique para conferir detalhes do que foi a Guerra do Golfo e entender os motivos que levaram o Iraque a invadir o Kuwait e os motivos da reação internacional liderada pelos Estados Unidos.
Clique para saber mais detalhes a respeito da Guerra do Golfo. Entenda como esse conflito começou e por que os Estados Unidos resolveram intervir nele.
Clique aqui para aprender mais sobre a Guerra do Vietnã. Entenda o contexto da divisão vietnamita e por que os Estados Unidos envolveram-se nesse conflito.
Conheça a guerra que transformou o Vietnã em uma nação comunista e que teve a presença de tropas norte-americanas.
Saiba como ocorreu o Impeachment de Bill Clinton, por quais acusações o processo foi aberto e qual foi o seu desfecho.