Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Benjamin Constant

Benjamin Constant foi um militar brasileiro que participou da Guerra do Paraguai e teve papel ativo na derrubada da monarquia em 1889.

Benjamin Constant
Benjamin Constant foi um militar brasileiro conhecido por ser um dos grandes articuladores do golpe que levou à proclamação da República.[1]
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Benjamin Constant foi um militar brasileiro que ficou conhecido por ter lutado na Guerra do Paraguai, o maior conflito da história brasileira. Ele também foi uma das figuras mais importantes na defesa do republicanismo no Brasil e um dos articuladores do golpe que levou à Proclamação da República em 1889.

O militar também ficou conhecido por ser um grande educador, dedicando-se à Matemática e à Física e trabalhando durante anos no Instituto dos Meninos Cegos, depois renomeado como Instituto Benjamin Constant. O militar levou sequelas de uma malária que contraiu na guerra durante sua vida e morreu em decorrência de problemas hepáticos.

Leia também: Marechal Rondon — a biografia do sertanista reconhecido pela defesa dos indígenas

Tópicos deste artigo

Resumo sobre Benjamin Constant

  • Benjamin Constant foi um importante militar do final do século XIX.

  • Nasceu em uma família extremamente pobre e teve de lidar com a morte precoce do pai e a depressão da mãe.

  • Ingressou na Escola Militar ainda jovem e chegou a alcançar a patente de capitão.

  • Lutou na Guerra do Paraguai, mas abandonou o conflito por conta de uma malária.

  • Foi um dos grandes articuladores do golpe que proclamou a República em 1889.

Origens de Benjamin Constant

Benjamin Constant Botelho de Magalhães nasceu em Niterói, no estado do Rio de Janeiro. Há versões conflitantes acerca da data de nascimento dele, pois existem documentos que apontam que seu nascimento foi em 18 de outubro de 1836, enquanto outros afirmam que aconteceu em 9 de fevereiro de 1837.

De toda forma, Benjamin Constant era filho de um português, chamado Leopoldo Henrique Botelho de Magalhães, e de Bernardina Joaquina. Leopoldo havia sido um militar em Portugal, mas no Brasil dedicou-se profissionalmente ao ofício de professor. Os ganhos de Leopoldo como professor nunca foram suficientes para garantir o sustento de sua família.

Com isso, a infância de Benjamin Constant ficou marcada por extrema pobreza. A situação da família só melhorou quando Leopoldo recebeu uma proposta para trabalhar em uma fazenda no interior de Minas Gerais. No entanto, a melhora na condição da família teve um destino trágico, pois Leopoldo contraiu tifo e faleceu em 1849.

Bernardina Joaquina teve sua saúde mental profundamente afetada pela morte do marido e enfrentou um quadro de depressão muito grave. A depressão da mãe, o falecimento do pai e a grande pobreza de sua família foram uma somatória de acontecimentos muito graves para a infância e adolescência de Benjamin Constant.

Ele chegou a realizar uma tentativa de suicídio, mas foi impedido e sobreviveu. Depois do falecimento de Leopoldo, a família de Benjamin Constant retornou ao Rio de Janeiro. Lá ele se matriculou em uma escola que fazia parte de um mosteiro.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Carreira militar de Benjamin Constant

Quando tinha 15 anos, Benjamin Constant ingressou na educação militar, matriculando-se na Escola Militar do Rio de Janeiro. Nesse momento, inicia-se a longa carreira dele como militar. Ele foi obrigado a conciliar estudos e trabalho porque o sustento da família era sua responsabilidade. Quando se tornou cadete de segunda classe, passou a receber um soldo do Exército.

Benjamin Constant seguiu carreira no Exército e concluiu os seus estudos regulares nessa instituição, além de graduar-se em Engenharia pela Real Academia Militar e obter doutorado em Matemática e Física. Os conhecimentos de Benjamin Constant fizeram com que ele se tornasse professor de Matemática na Escola de Aplicação do Exército.

Ele também atuou em campo de batalha e esteve envolvido com um dos acontecimentos mais importantes da história brasileira: a Guerra do Paraguai. Esse conflito foi travado entre Brasil, Argentina e Uruguai contra o Paraguai entre os anos de 1864 e 1870, sendo motivado pelo choque de interesses entre Paraguai e Brasil.

No início da guerra, Benjamin Constant era um tenente-coronel do exército e foi condecorado por sua atuação no conflito, ao demonstrar braveza em batalha. No entanto, em 1868, ele foi obrigado a retornar ao Brasil para tratar uma malária que contraiu na frente de batalha. A malária legou graves sequelas à saúde do militar.

Apesar de ter retornado precocemente ao Brasil, Benjamin Constant continuou no Exército, sendo uma das figuras mais proeminentes dos meios militares no final do século XIX. Chegou a alcançar a patente de coronel e foi um dos fundadores do Clube Militar, uma importante instituição dos militares.

Saiba mais: Quais foram as causas da Guerra do Paraguai?

Benjamin Constant como professor

Vimos que já no Exército Benjamin Constant atuou como professor, mas, após retornar da Guerra do Paraguai, ele aumentou o tempo que dedicou a esse ofício. Isso porque ele era um dos professores do Instituto dos Meninos Cegos, uma escola voltada para a educação de crianças cegas. A partir de 1869, ele se tornou diretor dessa instituição.

Benjamin Constant assumiu a direção desse instituto porque o seu sogro, Cláudio Luiz da Costa, e o antigo diretor dessa escola, faleceu. O militar e educador dedicou as duas décadas seguintes da sua vida para garantir o desenvolvimento do instituto e de seus alunos. O papel de Benjamin Constant nessa escola foi tão importante que atualmente ela é conhecida como Instituto Benjamin Constant.

Papel de Benjamin Constant na proclamação da República

A proclamação da República foi a mudança de regime político do nosso país que aconteceu em 15 de novembro de 1889. Nesse evento o Brasil deixou de ser uma monarquia e tornou-se uma república, e Benjamin Constant foi uma das personalidades mais ativas para que a monarquia fosse efetivamente derrubada.

Benjamin Constant era um defensor do positivismo, ideologia muito influente nos meios militares do final do século XIX e que contribuiu diretamente para dar força ao movimento republicano no Brasil. Nesse período havia insatisfação do exército com o salário pago aos militares, com o sistema de promoção de carreira e com as restrições que não permitiam os militares participarem da política.

Benjamin Constant foi uma figura próxima do Partido Republicano e um dos responsáveis por convencer Deodoro da Fonseca a aderir à conspiração que derrubou a monarquia no Brasil. O militar defendia que o Brasil deveria ser transformado em uma república autoritária e sem qualquer influência da religião, isto é, fosse um Estado laico.

Como foi uma das figuras mais importantes da transformação do Brasil em República, Benjamin Constant assumiu posições de importância no novo governo — liderado por Deodoro da Fonseca. Ela assumiu o Ministério da Guerra, sendo o responsável por aumentar o salário dos militares na época. Também trabalhou no Ministério da Instrução Pública, mas afastou-se do governo por não concordar com a postura autoritária de Deodoro da Fonseca.

Vida pessoal e morte de Benjamin Constant

Benjamin Constant casou-se com Maria Joaquina Bittencourt Costa, filha do mencionado ex-diretor do Instituto de Meninos Cegos. O casamento deles aconteceu em 16 de abril de 1863 e juntos tiveram oito filhos. O falecimento de Benjamin Constant aconteceu no dia 22 de janeiro de 1891 por problemas hepáticos — uma sequela da malária.

Créditos da imagem:

[1] FGV/CPDOC

 

Por Daniel Neves Silva
Professor de História

Escritor do artigo
Escrito por: Daniel Neves Silva Formado em História pela Universidade Estadual de Goiás (UEG) e especialista em História e Narrativas Audiovisuais pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Atua como professor de História desde 2010.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Daniel Neves. "Benjamin Constant"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biografia/benjamin-constant-botelho.htm. Acesso em 18 de abril de 2024.

De estudante para estudante