Fundo Menu
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Xintoísmo

O xintoísmo explica a origem do mundo, do Japão e da família imperial japonesa e foi criado antes do budismo.

O xintoísmo explica a origem do mundo, do Japão e da família imperial japonesa.
O xintoísmo explica a origem do mundo, do Japão e da família imperial japonesa.
Imprimir
Texto:
A+
A-

PUBLICIDADE

A tradição do xintoísmo foi criada antes do budismo e ganhou força no Japão no século VI.Ele explica a origem do mundo, do Japão e da família imperial japonesa.

Origem

Originalmente, o xintoísmo não possuía nome, doutrina nem dogmas. Depois de sete gerações de divindades nascidas do próprio Cosmo, surgiu enfim o último casal, Izanagi e Izanami, que desempenhavam na tradição xintoísta o papel da criação. Do corpo de Izanami nasceram as oito ilhas que compõem o território do Japão.

O termo xinto quer dizer “caminhos dos deuses”. O xintoísmo é a religião nacional do Japão e constitui-se de crenças e práticas religiosas de tipo animista. Ao contrário da maior parte dos credos contemporâneos, não possui um fundador específico, livro sagrado, dogmas ou código moral.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Atualmente

No Japão, a religião permaneceu oficial de 1868 a 1946. Com a derrota japonesa na Segunda Guerra Mundial, o imperador Hirohito renunciou ao caráter divino atribuído à realeza pelo xintoísmo, e a nova Constituição do país passou a defender a liberdade religiosa para todos os japoneses.

O Kashikodokoro é um santuário do palácio imperial de Tóquio. No santuário, ocorrem homenagens aos antepassados. O Kashikodokoro constitui, no Japão moderno, o centro onde se preservam as remotas tradições do xintoísmo.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ESCOLA, Equipe Brasil. "Xintoísmo"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/religiao/xintoismo.htm. Acesso em 09 de agosto de 2022.

De estudante para estudante


PUBLICIDADE

Estude agora


Maria Quitéria (1792-1853)

Assista a nossa videoaula para conhecer a história de Maria Quitéria (1792-1853). Confira também, no nosso...

Tempos derivados do presente do indicativo

São derivados do tempo presente do indicativo o pretérito perfeito do indicativo, o presente do subjuntivo e o...