Topo
pesquisar

Semimetais

Química

Os semimetais correspondem a sete elementos químicos que possuem propriedades intermediárias entre as dos metais e as dos ametais.
Uma faixa de elementos que fica entre os metais (em azul) e os não metais (em verde) representa os semimetais
Uma faixa de elementos que fica entre os metais (em azul) e os não metais (em verde) representa os semimetais
PUBLICIDADE

Antigamente, a classificação dos elementos químicos da tabela periódica era feita nos seguintes grupos: metais, não metais e metaloides. Porém, a União Internacional da Química Pura e Aplicada (IUPAC) recomenda que esse termo “metaloide” não seja mais utilizado, pois seu uso é inconsistente em diferentes línguas. Assim, a classificação atual dos elementos é em metais, ametais ou não metais e semimetais.

Os elementos geralmente classificados como semimetais são sete: boro (B), silício (Si), germânio (Ge), arsênio (As), antimônio (Sb), telúrio (Te) e polônio (Po). Esses elementos aparecem na tabela periódica formando uma linha diagonal, parecida com uma escada, que fica entre os metais e entre os ametais.

Eles são classificados assim porque possuem propriedades intermediárias entre as dos metais e as dos não metais. Por exemplo:

- Eles têm brilho metálico: como os metais;

Mineral de silício
Mineral de silício

- Fragmentam-se: assim como os não metais, os semimetais despedaçam-se, ou seja, são quebradiços, o que significa que eles não podem ser moldados;

- Podem formar cátions ou ânions, a depender da situação: os metais são eletropositivos, formando cátions (espécies carregadas positivamente), enquanto os ametais são eletronegativos e formam ânions (espécies carregadas negativamente);

- São semicondutores de eletricidade: os metais são bons condutores de eletricidade, enquanto os ametais são isolantes, isto é, não conduzem corrente elétrica.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Essa última propriedade dos semimetais é a mais importante, pois faz com que eles se tornem valiosos em razão de sua grande aplicação em semicondutores para uso em equipamentos eletrônicos, tais como transistores, chips de computador, microprocessadores, diodos, além do uso em células solares.

Um exemplo notável dessa aplicação é o silício, que é a matéria-prima principal da produção da maior parte dos circuitos e chips eletrônicos. É por isso que uma região situada na Califórnia, Estados Unidos, onde se concentra um polo industrial com diversas empresas de tecnologia da informação, computação, entre outras, passou a receber o nome de Vale do Silício.

Lâmina de silício utilizada na produção de chips
Lâmina de silício utilizada na produção de chips

Voltando à classificação dos elementos como semimetais, vale ressaltar que, atualmente, usa-se somente a divisão em metais e não metais. Isso ocorre porque a IUPAC não define ou indica quais são os elementos classificados como semimetais, podendo ser usados vários critérios para essa classificação. Dependendo do critério utilizado, um semimetal pode ser classificado como metal ou como ametal.

Geralmente, temos o seguinte:

Ametais: boro, silício, arsênio e telúrio;
Metais: germânio, antimônio e polônio.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

FOGAçA, Jennifer Rocha Vargas. "Semimetais"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/quimica/semimetais.htm>. Acesso em 16 de outubro de 2018.

  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola