Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

William Shakespeare

Literatura

PUBLICIDADE

William Shakespeare nasceu em 23 de abril de 1564, em Stratford-upon-Avon, na Inglaterra. Mais tarde, em Londres, fez sucesso como poeta e, principalmente, como dramaturgo. Assim, suas obras podem ser inseridas em quatro fases distintas, de forma que:

  • a primeira fase possui caráter humanista e textos pertencentes ao gênero épico e lírico;

  • a segunda é composta por peças históricas e comédias leves;

  • a terceira apresenta as famosas tragédias do autor;

  • a quarta, e última, é composta por tragicomédias com temas amenos.

Desse modo, o escritor, que faleceu em 23 de abril de 1616, em Stratford, deixou grandes obras teatrais, como Romeu e Julieta, Hamlet, Macbeth, Rei Lear e Otelo.

Leia também: Gênero dramático – textos escritos com o objetivo de serem encenados

Biografia de William Shakespeare

A obra Retrato de Chandos, de John Taylor (1585-1651), retrata o dramaturgo William Shakespeare.
A obra Retrato de Chandos, de John Taylor (1585-1651), retrata o dramaturgo William Shakespeare.

William Shakespeare nasceu em abril de 1564, na Inglaterra. Seu batismo ocorreu em 26 de abril de 1564, na igreja da Santíssima Trindade em Stratford-upon-Avon ou, simplesmente, Stratford. Alguns estudiosos afirmam que o dia de seu nascimento, portanto, foi 23 de abril, já que, na época, era costume batizar os filhos três dias após eles nascerem.

Seu pai era John Shakespeare (1531-1601), que teve grande importância como negociante e pessoa pública, pois chegou a ser vereador e meirinho de Stratford. Nessa cidade, o escritor, possivelmente, estudou na King’s New School. Em 1582, aos 18 anos, ele se casou com Anne Hathaway (1556-1623), que estava grávida.

Entre 1586 e 1592, muito pouco se sabe sobre a vida do autor. Por isso, os estudiosos chamam esse período de “anos perdidos”. No entanto, possivelmente em 1588, ele se mudou para Londres, onde trabalhava como ator. Até que, em 1592, os teatros londrinos foram fechados, pelas autoridades, devido a uma epidemia que assolava a cidade, e só voltaram a abrir dois anos depois.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Em 1593, o autor publicou o poema narrativo Vênus e Adônis, dedicado ao jovem Henry Wriothesley (1573-1624), terceiro conde de Southampton. A partir daí, passou a ser patrocinado por ele. Outro poema narrativo — O estupro de Lucrécia — também foi dedicado ao seu jovem mecenas.

Nesse período, William Shakespeare se tornou dramaturgo de uma companhia de teatro chamada The Lord Chamberlain’s Men, para a qual escreveu durante quase 20 anos. Em 1596, perdeu seu filho Hamnet, com 11 anos de idade. No ano seguinte, seu sucesso como dramaturgo permitiu-lhe que comprasse uma grande casa, chamada New Place, em Stratford, onde morreu, em 23 de abril de 1616.

Leia também: Alexandre Dumas – escritor francês que recebeu influência de Shakespeare

Características das obras de William Shakespeare

Apesar de William Shakespeare ter escrito dois poemas narrativos e 154 sonetos, ele é mais conhecido e valorizado pelos seus textos dramáticos. Assim, suas peças teatrais foram escritas no contexto do renascimento, período histórico marcado pelo antropocentrismo, isto é, a valorização do homem e da razão em oposição à fé religiosa.

Shakespeare foi o principal autor do teatro elisabetano — assim conhecido por surgir e se estruturar durante o reinado da rainha Elizabeth I (1533-1603). Nesse período, ao contrário de outros países da Europa, a Inglaterra ainda mantinha certo vínculo com os valores medievais, de forma que o teatro servia, também, como porta-voz da sua cultura religiosa e popular.

Durante o período do teatro elisabetano, as peças deixaram de ser encenadas em igrejas e praças públicas para ganharem o espaço do anfiteatro. Eram, portanto, mais profissionais e lucrativas. Nesse contexto, as peças de Shakespeare apresentavam um caráter nacionalista, pois buscavam resgatar e valorizar a história da Inglaterra.

A principal característica de sua obra dramática é o seu caráter intertextual, já que muitas de suas peças foram inspiradas em histórias da tradição oral de seu povo. Por exemplo, alguns estudiosos veem semelhanças entre a história de Romeu e Julieta e a lenda medieval de Tristão e Isolda. Todavia, é sabido que a peça é uma adaptação do poema narrativo A trágica história de Romeu e Julieta (1562), de Arthur Brooke, falecido em 1563.

O teatro shakespeariano, no entanto, possui um traço bastante particular, ou seja, uma espécie de lirismo filosófico. Desse modo, suas tragédias, comédias, tragicomédias e dramas históricos têm uma perspectiva humanista, pois colocam em evidência os conflitos humanos. Em suas obras, portanto, a subjetividade humana está acima de qualquer supremacia divina.

os sonetos de Shakespeare apresentam as características do classicismo e trazem um mistério. A tendência de parte da crítica especializada é entender que a maioria dos seus sonetos foi direcionada ao seu jovem mecenas, o conde Henry Wriothesley, e sugere um caso de amor entre eles, mas isso ainda é só uma especulação.

Shakespeare produziu os chamados “sonetos ingleses”, em oposição ao soneto italiano. Assim, o soneto shakespeariano é composto por duas estrofes: a primeira com 12 versos, e a segunda com apenas dois (um dístico). Além disso, são predominantes os versos decassílabos, a chamada “medida nova”.

Obras e fases de William Shakespeare

Capa do livro “Hamlet”, de William Shakespeare, publicado pela editora Companhia das Letras.[1]
Capa do livro “Hamlet”, de William Shakespeare, publicado pela editora Companhia das Letras.[1]

Segundo Arnold Hauser (1892-1978), especialista em história da arte, a obra de William Shakespeare pode ser dividida em quatro fases:

  • Fase 1

Esse período está relacionado às primeiras obras do poeta. Nelas é possível observar características humanísticas e a preferência pelo gênero épico e lírico. Isso porque o escritor dependia do patrocínio da nobreza, e tais gêneros eram os preferidos pelos nobres mais cultos, de maneira que o gênero dramático era considerado algo menor. Estão inseridas nessa fase as obras|1|:

  • Vênus e Adônis

  • O estupro de Lucrécia

  • Sonetos

  • Fase 2

O segundo período está relacionado à época em que o poeta se transformou em dramaturgo, isto é, iniciou sua carreira como autor de teatro. Estão inseridas nessa fase as peças históricas, além das comédias leves ou de temática amorosa:

  • Trabalhos de amores perdidos

  • A comédia dos erros

  • Os dois cavalheiros de Verona

  • Tito Andrônico

  • Romeu e Julieta

  • Ricardo III

  • Sonho de uma noite de verão

  • O mercador de Veneza

  • A megera domada

  • Henrique IV

  • Ricardo II

  • Henrique V

  • Noite de reis

  • As alegres comadres de Windsor

  • Fase 3

Essa fase é conhecida como o período trágico de Shakespeare, iniciado no final do século XVI. Nela, o tom leve das peças anteriores é deixado de lado. Além das tragédias, comédias melancólicas também fazem parte dessa fase. Assim, podemos apontar as seguintes obras:

  • Júlio César

  • Hamlet

  • Muito barulho por nada

  • Troilo e Créssida

  • Medida por medida

  • Otelo

  • Rei Lear

  • Macbeth

  • Antônio e Cleópatra

  • Coriolano

  • Fase 4

Os autores de teatro começaram a sofrer perseguições de funcionários estatais e eclesiásticos. Devido a isso, os dramaturgos voltaram a recorrer à proteção da nobreza, de maneira que suas obras tiveram que se adequar ao gosto aristocrático. Por isso, essa fase de Shakespeare é considerada o seu período de paz e resignação, em que o autor produziu tragicomédias, com temas amenos:

  • Conto de inverno

  • Cimbelino

  • A tempestade

Leia também: Victor Hugo – uma das mais celebradas personalidades francesas

Hamlet

Das quatro fases, a segunda e a terceira apresentam as mais famosas obras de Shakespeare, como Romeu e Julieta, Otelo, Rei Lear, Macbeth e, principalmente, Hamlet, uma das peças mais analisadas e encenadas nos últimos quatro séculos. Ela conta a história de Hamlet, o príncipe da Dinamarca, que precisa vingar a morte de seu pai.

Quando morre o rei Hamlet, seu irmão Cláudio se casa com a rainha Gertrudes, mãe do jovem príncipe, que acaba tendo uma visão do fantasma do rei morto. O fantasma conta ao filho que foi assassinado por Cláudio e pede vingança. Enquanto trama a morte do tio, Hamlet finge estar louco, para pegar o assassino de seu pai de surpresa.

“Ofélia”, obra de John Everett Millais (1829-1896).
“Ofélia”, obra de John Everett Millais (1829-1896).

Ofélia, pretendente do príncipe, é filha de Polônio, o qual é morto, acidentalmente, pelo jovem Hamlet. Com a morte do pai, Ofélia enlouquece e acaba cometendo suicídio. Então, Laertes, filho de Polônio, decide vingar a morte do pai e o destino trágico de sua irmã. Para isso, tem a ajuda do rei Cláudio, que pretende ver Hamlet morto.

Principais obras de William Shakespeare

  • Trabalhos de amores perdidos (1590)

  • A comédia dos erros (1591)

  • Os dois cavalheiros de Verona (1591)

  • Tito Andrônico (1592)

  • Romeu e Julieta (1592)

  • Ricardo III (1592 ou 1593)

  • Sonho de uma noite de verão (1594)

  • O mercador de Veneza (1594)

  • A megera domada (1594)

  • Henrique IV (1596-1598)

  • Ricardo II (1597)

  • Henrique V (1598 ou 1599)

  • Noite de reis (1599)

  • As alegres comadres de Windsor (1599)

  • Júlio César (1599)

  • Hamlet (1599)

  • Muito barulho por nada (1600)

  • Troilo e Créssida (1602)

  • Medida por medida (1604)

  • Otelo (1604)

  • Rei Lear (1605)

  • Macbeth (1606)

  • Antônio e Cleópatra (1607)

  • Coriolano (1608)

  • Conto de inverno (1610)

  • Cimbelino (1611)

  • A tempestade (1611)

Além das peças de teatro listadas, Shakespeare também escreveu os poemas narrativos Vênus e Adônis (1593) e O estupro de Lucrécia (1594). Seus famosos sonetos foram publicados, pela primeira vez, em 1609.

Acesse também: Luís de Camões – poeta e dramaturgo português

Resumo

  • Biografia de William Shakespeare:

  • Nascimento: 23 de abril de 1564

  • Local de nascimento: Stratford-upon-Avon, Inglaterra

  • Esposa: Anne Hathaway

  • Mecenas: Henry Wriothesley, terceiro conde de Southampton

  • Companhia de teatro: The Lord Chamberlain’s Men

  • Casa do autor: New Place

  • Morte: 23 de abril de 1616

  • Local da morte: Stratford-upon-Avon, Inglaterra

  • Características das obras de William Shakespeare:

  • Teatro:

  • Nacionalismo

  • Intertextualidade

  • Lirismo filosófico

  • Caráter humanista

  • Conflito existencial

  • Sonetos:

  • Estrofe com 12 versos, mais um dístico

  • Medida nova — versos decassílabos

  • Fases de William Shakespeare:

  • Fase 1:

  • Caráter humanista

  • Predominância do gênero épico e lírico

  • Fase 2:

  • Peças históricas

  • Comédias leves

  • Temática amorosa

  • Fase 3:

  • Tragédias

  • Comédias melancólicas

  • Fase 4:

  • Tragicomédias

  • Temas amenos

Frases

  • “Há mais coisas no céu e na terra, Horácio, do que sonha a tua filosofia.”

  • “Ser ou não ser, eis a questão.”

  • “Amor que é cego não acerta o alvo.”

  • “Zomba da dor quem nunca foi ferido.”

  • “Se um homem fosse o porteiro do inferno, ficaria velho de tanto girar a chave.”

  • “Até no pior dos dias o tempo segue, dê no que der.”

  • “Mostrar o pesar que não se sente é tarefa fácil para o homem falso.”

  • “A vida é apenas uma sombra errante, um mau ator a se pavonear e afligir no seu momento sobre o palco e do qual nada mais se ouve.”

  • “A vida é uma história contada por um idiota, cheia de som e fúria, significando nada.”

Nota

|1| Arnold Hauser não faz uma listagem das obras pertencentes a cada fase. Portanto, a nossa seleção das obras neste texto listadas está baseada nas características de cada fase também pontuadas aqui.

Crédito da imagem

[1] Companhia das Letras (reprodução)

 

Por Warley Souza
Professor de Literatura

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Warley. "William Shakespeare"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/literatura/william-shakespeare.htm. Acesso em 22 de outubro de 2021.

Artigos Relacionados
Clique aqui e saiba quem foi Alexandre Dumas. Conheça quais são as características literárias de sua escrita e quais são suas principais obras.
Saiba o que foi o Classicismo e como esse movimento desenvolveu-se na Europa. Conheça suas características e principais obras e autores.
Saiba quem é George Orwell e as características de suas obras. Leia também algumas frases do autor.
Entenda o contexto histórico em que viveu o escritor Gil Vicente. Conheça alguns detalhes de sua vida e saiba quais são as características de suas obras.
Aprenda mais sobre o gênero dramático. Saiba onde ele surgiu, aprenda quais são as suas principais características e subgêneros, e conheça alguns autores e obras.
A época em que tudo girava em torno do homem.
A renovação que Shakespeare trouxe para o romantismo.
Conheça a escritora inglesa Jane Austen. Saiba quais são as principais características de suas obras. Além disso, veja algumas frases dessa autora.
Conheça o famoso escritor irlandês Oscar Wilde. Saiba quais são as principais características de suas obras. Além disso, leia algumas frases desse autor.
Você sabia que o corcunda de Notre-Dame é um personagem de Victor Hugo? Leia mais sobre a vida e a obra desse célebre autor do romantismo francês.