Topo
pesquisar

Rimas: pobre, rica, rara e preciosa

Literatura

As rimas podem ser pobres, ricas, raras e preciosas e consistem na associação entre fonemas das palavras dos textos inscritos em gêneros discursivos estruturados em versos.
Entre os tipos de rima, podemos citar a pobre, rica, rara e preciosa
Entre os tipos de rima, podemos citar a pobre, rica, rara e preciosa
PUBLICIDADE

A rima é um recurso de estilo de linguagem muito utilizado nos gêneros discursivos estruturados em versos, como poemas e músicas, com o objetivo de atribuir ao texto maior sonoridade, ritmo e musicalidade.

De maneira geral, a rima consiste na associação entre os fonemas das palavras que podem ser consideradas como pares nos textos. Isso significa que a rima ocorre entre um verso e outro, designando a repetição de sons idênticos ou semelhantes, geralmente, na sílaba final das palavras.

Leia uma estrofe do poema do poeta romântico Gonçalves Dias e observe os efeitos de sentido sonoros causados pela rima:

Canção do Exílio

Minha terra tem palmeiras
Onde canta o sabiá,
As aves que aqui gorjeiam
Não gorjeiam como .

(Gonçalves Dias, Primeiros cantos, 1846.)

Embora a utilização das rimas seja frequente nos gêneros discursivos que apresentam função poética da linguagem, há poemas e músicas que não as apresentam. Quando isso ocorre, temos o que chamamos de versos brancos ou versos soltos.

Leia o poema do poeta modernista Manuel Bandeira, “Poema tirado de uma notícia de jornal”, e observe sua construção a partir de versos brancos:

Poema tirado de uma notícia de jornal

João Gostoso era carregador de feira livre e morava no morro da Babilônia num barracão sem número.
Uma noite ele chegou no bar Vinte de Novembro

Bebeu
Cantou
Dançou
Depois se atirou na lagoa Rodrigo de Freitas e morreu afogado.

(BANDEIRA, Manuel. Poesia Completa e Prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1993.)

CLASSIFICAÇÃO DAS RIMAS:

RIMAS POBRES

As rimas pobres ocorrem entre palavras de mesma classe gramatical: substantivo com substantivo, verbo com verbo etc.

  • coração, razão;

  • beleza, tristeza;

  • amando, cantando;

  • bondoso, carinhoso;

  • amar, pular, cantar.

Também são consideradas pobres as rimas das palavras finalizadas em sons corriqueiros, triviais:

  • Evidentemente, certamente, simplesmente.

  • amar, pular, cantar.

    As rimas pobres não devem ser desdenhadas ou desmerecidas pela adjetivação pejorativa que carregam no nome. Isso porque há muitas obras literárias construídas a partir desse recurso estilístico.

    RIMAS RICAS

    São consideradas ricas as rimas entre palavras pertencentes a classes gramaticais diferentes. De maneira geral, essa diferença de classes causa experiências de leitura distintas da leitura dos textos com rimas pobres, surpreendendo pela novidade.

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
    • maravilhosa – babosa (adjetivo - substantivo)

    • idade – nade (substantivo - verbo)

    • dela – bela (pronome - adjetivo)

    • suba – Cuba (verbo - substantivo)

    • fostes – postes (verbo - substantivo)

    Leia alguns versos do poema “A um Poeta”, do poeta parnasiano Olavo Bilac, e observe os efeitos causados pelas rimas ricas:

    A um Poeta

    Longe do estéril turbilhão da rua,
    Beneditino, escreve! No aconchego

    Do claustro, na paciência e no sossego,
    Trabalha, e teima, e lima, e sofre, e sua!

    Mas que na forma se disfarce o emprego
    Do esforço; e a trama viva se construa
    De tal modo, que a imagem fique nua,
    Rica mas sóbria, como um templo grego.

    (...)

    (BILAC, Olavo. Tarde. 1919.)

    RIMAS RARAS

    A rima rara ocorre entre palavras que permitem poucas possibilidades de aproximação fonética (sonora).

    • Cisne - tisne

    • estirpe - extirpe

    Leia alguns versos do poema “Argila”, do poeta carioca Raul de Leoni, e observe os efeitos de sentido causados pela rima rara:

    Argila

    (...)

    É tanta a glória que nos encaminha
    Em nosso amor de seleção, profundo,
    Que ouço ao longe o oráculo de Elêusis.

    Se um dia eu fosse teu e fosses minha,
    O nosso amor conceberia um mundo
    E do teu ventre nasceriam deuses...

    (LEONI, Raul de. Ode a um poeta morto. Florianópolis: EDUSC, 2002.)

    RIMAS PRECIOSAS

    As rimas preciosas são rimas artificiais que foram construídas a partir da combinação de palavras distintas no que se refere à classe e à aproximação fonética:

    • calúnia - resume-a

    • tome-a - sonha

    • pântanos - quebranta-nos

    • Ásia – alague-a

    • luxúria - ature-a

    Leia o poema de Augusto dos Anjos, “Monólogo de uma sombra”, e observe os efeitos de sentido causados pela rima preciosa, sobretudo entre a palavra apodrece e a letra [s]:

    Monólogo de uma sombra

    (...)

    Toma conta do corpo que apodrece...

    E até os membros da família engulham,

    Vendo as larvas malignas que se embrulham

    No cadáver malsão, fazendo um s.

    (...)

    (ANJOS, Augusto dos. Eu e outras poesias. 42. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1998.)


    Por Ma. Luciana Kuchenbecker Araújo

    Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

    ARAúJO, Luciana Kuchenbecker. "Rimas: pobre, rica, rara e preciosa"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/literatura/rimas-pobre-rica-rara-preciosa.htm. Acesso em 23 de julho de 2019.

    Assista às nossas videoaulas
    • SIGA O BRASIL ESCOLA
    Brasil Escola