Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Povos Pré-Colombianos

História da América

PUBLICIDADE

Ao longo da Idade Média, a concepção de mundo do homem europeu o impelia ao isolamento e o reforço do pensamento religioso. Influenciados pela estabilidade dos valores cristãos e a instabilidade das invasões bárbaras da Alta Idade Média, os homens viviam reclusos no interior dos feudos. O desconhecido e o inusitado seriam palavras que causariam o mal-estar de uma realidade sustentada pela harmonia das ordens clerical, nobiliárquica e servil.

Com a ascensão da burguesia mercantil e as grandes navegações, muitos desses valores medievais foram revistos e abandonados. No entanto, muitas narrativas míticas que falavam de terras paradisíacas cercadas de um exotismo e da fartura construíram-se ao longo de muitos anos no ideário das sociedades europeias. Além disso, vários relatos míticos também faziam menção sobre as bestas selvagens habitantes dos mares e terras até então desconhecidas pelos povos europeus.

Esse misto de fascínio e terror encontrado nas narrativas e representações iconográficas fez com que o homem moderno ainda guardasse muito desses valores em seu imaginário. Com o advento da descoberta da América, os colonizadores europeus depararam-se com um mundo onde muitas daquelas situações imaginadas em nada traduziam a situação das chamadas civilizações pré-colombianas. Ao mesmo tempo, essa pré-concepção do outro acabou fazendo do nativo americano algo a ser repudiado e civilizado pelo europeu.

No entanto, toda essa condição de estranhamento, admiração e repúdio deixou para trás toda uma rica gama de valores culturais desenvolvidas pelos povos que aqui já existiam. No fim do século XV, período que marca a chegada dos espanhóis ao continente, o continente contava com três grandes civilizações: maias, astecas e incas. Muitas das cidades criadas por essas civilizações faziam frente a qualquer centro urbano europeu do século XVI. Mesmo contando com um amplo leque de características e conhecimento, o contato dos nativos com os europeus marcou um dos maiores genocídios que se tem registro.

Mesmo que diversos traços dessa cultura fossem perdidos com o processo de colonização, vemos no estudo das sociedades pré-colombianas um rico campo de reflexão sobre a questão da relatividade cultural. Conhecendo um pouco mais desses povos podemos repensar o antigo valor que nos impõe a Europa como o berço das mais complexas e avançadas civilizações da História.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Rainer Sousa
Graduado em História

Veja mais:
Astecas
Incas
Maias
Mochicas

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUSA, Rainer Gonçalves. "Povos Pré-Colombianos"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/historia-da-america/povos-precolombianos.htm. Acesso em 01 de dezembro de 2021.

Lista de Exercícios
Questão 1

(Ameosc – adaptado) Sobre a civilização Maia, é incorreto afirmar:

a) Desenvolveu-se na América Central.

b) Dividia-se em cidades-estado.

c) Era uma sociedade com religião monoteísta.

d) Sua economia era baseada na agricultura.

e) Praticava sacrifícios humanos.

Questão 2

(Fundatec) Quando o território da América foi invadido pela primeira vez pelos espanhóis, era densamente povoado. No entanto, a distribuição da população era desigual, pois a maior parte dos habitantes se concentrava na Mesoamérica e nos Andes centrais. Nesses locais as sociedades americanas nativas haviam atingido altos níveis de organização econômica, social, política e cultural.

Uma das muitas consequências do encontro entre invasores e invadidos foi o declínio da população nativa. A respeito dessa temática, assinale a alternativa correta.

a) A proporção do declínio da população a partir da invasão dos espanhóis foi a mesma nas terras mais abaixo ao longo do golfo, nas costas do Pacífico e nas montanhas.

b) Entre os morticínios de guerra, deve-se incluir aqueles que resultaram de conflitos entre os próprios nativos. Índios rebeldes e nômades fizeram guerra contra os assentamentos dos que já haviam sido colonizados.

c) O colapso populacional pode ser explicado pela violência que os conquistadores infligiram à população nativa exclusivamente pela guerra, que provocou uma devastação de longo prazo da população.

d) Apesar de os espanhóis confiscarem com frequência as reservas de alimentos dos nativos, essa opressão foi facilmente compensada pela organização produtiva que existia nas cidades pré-colombianas.

e) A mobilização dos índios para o transporte de armas ou bagagens, serem auxiliares de lutas ou para a realização de trabalhos forçados custou aos nativos mais o potencial reprodutivo do que a capacidade de trabalho.

Mais Questões
Artigos Relacionados
Conheça a história da Colômbia, clique aqui!
Neste link você terá acesso a algumas informações básicas sobre a História do Chile, desde a antiguidade até a ditadura militar do século XX.
Conheça as principais características do Peru, país sul-americano. Clique aqui!