Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Exceção ou excessão?

O certo é escrever “exceção” ou “excessão”? A resposta a essa pergunta é “exceção”, palavra originária do latim exceptione. Ela se refere, principalmente, ao ato de excluir.

Homem com dúvida em relação a exceção ou excessão em fundo azul.
Ficar em dúvida sobre a forma correta de escrever a palavra “exceção” é algo muito comum.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Exceção” ou “excessão”? Essa é uma dúvida comum na hora de escrever. Mas saiba que o correto é “exceção”. Esse vocábulo é usado para indicar uma exclusão ou o desvio de uma regra. Já “excesso”, que aponta algo que excede o habitual, é escrito com “ss” porque tem uma etimologia distinta da palavra “exceção”.

Leia também: Senão ou se não?

Tópicos deste artigo

Exceção” ou “excessão”: qual a escrita correta?

A escrita correta é “exceção”:

Vamos abrir uma exceção e permitir que você faça a prova amanhã.

Ela me mostrou, na prática, que toda regra tem exceção.

Eu também errei, não fui uma exceção.

Quais os significados de “exceção”?

A palavra “exceção” é um substantivo que possui os seguintes significados:

  • Ação de excluir:

Meus colegas foram injustos comigo, com exceção de Augusto.

  • Desvio de uma regra:

Não admitiremos nenhuma exceção à norma estabelecida pela prefeitura.

  • Situação privilegiada:

Não fui punido, pois estava em um contexto de exceção.

  • Singularidade:

O artista é sempre uma exceção.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Sinônimos de “exceção”

  • Exclusão

  • Isenção

  • Prerrogativa

  • Privilégio

  • Regalia

  • Reserva

  • Ressalva

  • Restrição

  • Vantagem

Exceção x excesso

Os termos “exceção” e “excesso” possuem etimologias diferentes. “Exceção” vem do latim exceptione. Já “excesso” é derivado do verbo “exceder”, que, por sua vez, tem origem no latim excedere. De origens distintas, possuem também uma ortografia distinta.

E, obviamente, significados diferentes. Afinal, “excesso” indica aquilo que ultrapassa o habitual. Além disso, pode ainda fazer referência a um ato abusivo. Já “exceção”, como mencionamos, é um vocábulo que tem o mesmo sentido de “exclusão” ou “privilégio”.

Leia também: Mecher ou mexer?

Exercícios resolvidos sobre “exceção” ou “excessão”

Questão 01

Leia o texto seguinte:

E assim fomos conversando: ele falsamente paternal e eu, à medida que o diálogo se prolongava, caloroso e eloquente. Houve ocasião em que ele exprobrou essa nossa mania de empregos e doutorado, citando os ingleses e os americanos. — Todo o mundo quer ser doutor... Corei indignado e respondi com alguma lógica, que me era impossível romper com ela; se os fortes e aparentados, os relacionados para a formatura apelavam, como havia eu, mesquinho, semiaceito, de fazer exceção? Recomendou-me que o procurasse no escritório, que havia de ver...

LIMA BARRETO. Recordações do escrivão Isaías Caminha. São Paulo: Ática, 1995.

O vocábulo “exceção”, sublinhado no texto, pode ser substituído, sem prejuízo de sentido, pelo substantivo:

a) reclamação.

b) desfeita.

c) restrição.

d) protesto.

e) crítica.

Resolução:

Alternativa C

O termo “restrição” é um dos sinônimos de “exceção”. Nesse caso, a substituição de um termo por outro manteria o significado original do enunciado.

Questão 02

Analise este fragmento de letra de música:

Todos erram neste mundo
Não há exceção
Quando voltam à realidade
Conseguem perdão
Porque é que eu, Senhor
Que errei pela vez primeira
Passo tantos dissabores
E luto contra a humanidade inteira?

CARTOLA; MARTINS, Oswaldo. Sim. In: CARTOLA. Cartola. São Paulo: Discos Marcus Pereira, 1974.

Nessa letra de música do famoso cantor e compositor Cartola, a palavra “exceção”, sublinhada no texto, indica que:

a) não há inclusão em determinada regra.

b) não há excesso em determinada regra.

c) não há validade de determinada regra.

d) não há desvio de determinada regra.

e) não há justiça em determinada regra.

Resolução:

Alternativa D

Nos dois primeiros versos da letra de música, o eu lírico aponta uma regra ou generalização ao dizer que “todos erram neste mundo”. Em seguida, afirma que “não há exceção” a essa regra, isto, não há desvio dessa regra.

Por Warley Souza
Professor de Gramática

Escritor do artigo
Escrito por: Warley Souza Professor de Português e Literatura, com licenciatura e mestrado em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUZA, Warley. "Exceção ou excessão?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/gramatica/excecao-ou-excessao.htm. Acesso em 27 de maio de 2024.

De estudante para estudante