Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Curvas de Nível

Curvas de nível são utilizadas na confecção de mapas topográficos e representam diferentes cotas altimétricas encontradas em um terreno, importantes para a análise do relevo.

Curvas de nível de um mapa topográfico em 3D.
As curvas de nível são um recurso cartográfico importante para a análise do relevo e dos acidentes topográficos.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Curvas de nível são linhas que interligam pontos que estão situados na mesma cota altimétrica em um terreno. Trata-se de uma técnica cartográfica muito importante para a produção de cartas ou mapas topográficos, que permitem identificar as diferentes feições de relevo e os acidentes topográficos existentes em uma região determinada.

Leia também: Mapas e gráficos — elementos, tipos, importância, como se faz a leitura

Tópicos deste artigo

Resumo sobre curvas de nível

  • Curvas de nível são linhas imaginárias que conectam áreas com a mesma altitude em uma representação cartográfica.

  • As curvas de nível são classificadas em padrão, intermediária e mestra.

  • São utilizadas para a confecção dos mapas ou cartas topográficas. Auxiliam, ainda, na produção do perfil topográfico de um terreno.

  • Sua função é unir pontos do terreno que se encontram na mesma cota altimétrica, permitindo identificar o relevo e os acidentes topográficos.

O que são curvas de nível?

Curvas de nível são linhas imaginárias, chamadas também de isolinhas, que conectam áreas com a mesma altitude em uma representação cartográfica. As curvas de nível são usadas para a confecção de mapas ou cartas topográficas, que são aquelas que representam o relevo e as altitudes de determinada região do espaço.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Para que servem as curvas de nível?

As curvas de nível são um recurso cartográfico cuja finalidade é a identificação e a união de áreas que estão situadas na mesma cota altimétrica. Ou seja, as curvas de nível interligam áreas que apresentam altitude igual, motivo pelo qual são o principal elemento dos mapas topográficos. Tal função garante a utilidade das curvas de nível na identificação de diferentes feições do relevo e das irregularidades (ou acidentes topográficos) nelas presentes.

Exemplos de curvas de nível em mapa topográfico.
As curvas de nível unem pontos de mesma altitude em um terreno.

Tipos de curvas de nível

As curvas de nível são classificadas em:

  • Curva principal ou padrão: são as curvas um pouco mais finas, quando comparadas às curvas mestras, e contínuas.

  • Curva mestra: são curvas contínuas que apresentam maior espessura que as demais. Geralmente são posicionadas a cada cinco curvas, representando valores que podem ser múltiplos de 5 ou de 10.

  • Curvas intermediárias: são as curvas não contínuas que indicam cotas altimétricas intermediárias entre aquelas representadas pelas curvas mestra e padrão.

Veja também: Para que servem as escalas cartográficas?

Como fazer a leitura das curvas de nível?

Saber fazer a leitura das curvas de nível é compreender o seu significado e a sua correlação com os demais elementos do mapa. Os principais pontos a serem interpretados para a realização da leitura das curvas de nível são os seguintes:

  • As curvas ligam pontos situados na mesma cota altimétrica. Portanto, todos os trechos do terreno dispostos ao longo de uma curva de nível têm a mesma altitude.

  • Próximo de cada linha, ou de algumas delas, podemos identificar a presença de alguns números. Esses números indicam a cota altimétrica daquela curva.

  • As curvas de nível não se cruzam e nem se bifurcam. O que pode acontecer é de observarmos um padrão em V formado pelas curvas de nível, indicando a presença de um vale. Caso haja uma linha cruzando esse V, sabemos que existe, ali, um curso d’água.

  • As curvas de nível não são abertas, o que significa que as extremidades de uma mesma curva se encontram.

  • Curvas que representam uma feição específica (um morro, uma serra, uma montanha) são concêntricas. No seu topo, temos um círculo menor com um ponto indicando a maior altitude daquela área. Esse ponto recebe o nome de ponto cotado.

  • Quanto mais próxima uma curva de nível está da outra, significa que o terreno, naquele(s) ponto(s), é íngreme. Ou seja, há maior inclinação.

  • Quanto mais distante uma curva de nível está da outra, mais suave é o relevo. Isso significa, portanto, que a inclinação é menor.

  • Um mapa que é composto por uma grande concentração de curvas de nível representa uma área bastante íngreme. Poucas linhas, pelo contrário, tendem a representar áreas com feições de relevo mais suaves.

Na imagem a seguir é possível identificar as curvas de nível e fazer a sua leitura. O perfil topográfico construído auxilia, também, na melhor compreensão dos pontos que descrevemos anteriormente

Leitura de curvas de nível em mapa topográfico.
A compreensão da função das curvas de nível e da sua disposição auxilia na boa leitura de um mapa topográfico.

Importância das curvas de nível

As curvas de nível são um elemento gráfico importante para a representação das diferenças altimétricas de um terreno sobre uma superfície plana. Esse recurso é fundamental para que seja possível a identificação das feições morfológicas de uma área mesmo na ausência de maquetes, modelos tridimensionais ou fotografias, permitindo-nos a confecção de mapas topográficos que são muito úteis nos estudos de área e na gestão territorial.

Saiba mais: Projeções cartográficas — representações bidimensionais da área tridimensional da Terra

Exercícios resolvidos sobre curvas de nível

Questão 1

(Uerj) Na imagem abaixo, foi utilizada a técnica de curvas de nível para representar a topografia de uma região na qual há um vale, entre outras formas de relevo.

Curvas de nível em exercícios.
Phil Gersmehl Adaptado de Teaching geography. Nova York: Guilford, 2008.

O ponto localizado no fundo desse vale é o identificado pela seguinte letra:

a) A

b) B

c) C

d) D

Resolução: Alternativa B. O ponto indicado por B está situado entre duas áreas de maior elevação do terreno, que são A e C. Além disso, é possível ver que D está situado entre as cotas de 5000 e 4000 metros, distante do fundo do vale.

Questão 2

(UEG) Leia o texto e observe a figura a seguir.

As curvas de nível (ou isoípsas) são linhas que unem os pontos do relevo que têm a mesma altitude. Traçadas num mapa, permitem a visualização tridimensional do relevo. Quanto maior a declividade (inclinação) do relevo, mais próximas as curvas de nível se apresentam no mapa; quanto menor a declividade, maior o afastamento entre elas. […] MOREIRA, J. C; SENE, E de. Geografia Geral e do Brasil: espaço geográfico e globalização. Ed. atualizada. São Paulo: Scipione, 2007, p. 30.

Curvas de nível em representação topográfica.
Disponível em: ww2.uefs.br/geotec/topografia/apostilas/topografia(11).html. Acesso em: 16 nov. 2020.

Considerando as informações apresentadas no texto, a leitura da figura e o fato de que os números presentes na representação topográfica são indicativos de altitude, nota-se que a área delimitada na figura com a letra X representa:

a) um campo de mineração.

b) uma depressão topográfica.

c) uma elevação topográfica.

d) uma área de agricultura.

e) um lago de barragem.

Resolução: Alternativa C. O X está situado no ponto de maior altitude do terreno representado. Portanto, sua presença indica uma elevação topográfica.

Fontes

ANA. Curvas de Nível. Catálogo de Metadados ANA, 2010. Disponível em: https://metadados.snirh.gov.br/geonetwork/srv/api/records/0e21c03b-fd46-4c9a-9a39-2537ac347214

LUCCI, Elian Alabi. Território e sociedade no mundo globalizado, 1: ensino médio. São Paulo: Saraiva, 2016. 289p.

Escritor do artigo
Escrito por: Paloma Guitarrara Licenciada e bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e mestre em Geografia na área de Análise Ambiental e Dinâmica Territorial também pela UNICAMP. Atuo como professora de Geografia e Atualidades e redatora de textos didáticos.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

GUITARRARA, Paloma. "Curvas de Nível"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/curvas-nivel.htm. Acesso em 16 de junho de 2024.

De estudante para estudante


Lista de exercícios


Exercício 1

(UFPR - ADAPTADA) Considere a figura a seguir que representa esquematicamente uma região da superfície terrestre por meio de curvas de nível e observe onde estão situadas as localidades x e y:


(Figura extraída de SGARBI, G .N .C.; CARDOSO, R. N. "PRÁTICA DE GEOLOGIA INTRODUTÓRIA". Belo Horizonte: Editora UFMG, 1987. p. 59.)

Sobre a figura acima, é correto afirmar:

(01) A área que está representada é uma planície em que o desnível topográfico não ultrapassa 100 metros.
(02) Os pontos mais baixos da área representada na figura estão na porção norte.
(04) As altitudes máximas da área estão representadas pela curva de nível de 1000 metros.
(08) Entre as localidades x e y, existem duas elevações separadas por uma área mais baixa com altitude inferior a 600 metros.
(16) As curvas de nível, além de representar os desníveis, permitem também inferir as formas de relevo do terreno.

Assinale a alternativa com a soma correta:

a) 6

b) 10

c) 16

d) 20

Exercício 2

Curvas de nível são representações do relevo por meio de linhas imaginárias. Sobre o uso dessa técnica, assinale a alternativa incorreta:

a) O uso de curvas de nível é recomendado em áreas de grandes escalas (áreas pequenas), visto que seu nível de detalhamento é menor.

b) Quanto mais afastadas, menor é a declividade (inclinação em relação à horizontal) do terreno.

c) Quanto mais próximas, maior é a declividade do terreno.

d) Todos os pontos localizados sobre uma mesma linha apresentam a mesma altitude.

e) As curvas de níveis caracterizam-se por serem paralelas e por quase não se cruzarem.

Artigos Relacionados


Altitude

Entenda o que é altitude e como é feita sua medição. Saiba também de que maneira ela influencia na dinâmica do clima e como ela se relaciona com a latitude.
Geografia

Cartografia

Você sabe o que a cartografia estuda? Descubra aqui o que é e para que serve a cartografia. Conheça os tipos de cartografia e entenda a sua importância.
Geografia

Coordenadas geográficas

Clique aqui, entenda o que são as coordenadas geográficas e descubra como identificá-las.
Geografia

Elementos de um mapa

Descubra quais são e para que servem os elementos de um mapa. Entenda o que cada um deles representa e qual a sua importância na análise cartográfica.
Geografia

Escala cartográfica

Descubra como é feito o cálculo da escala cartográfica. Veja quais são os diferentes tipos de escala existentes. Entenda a sua importância na confecção de mapas.
Geografia

Mapa-múndi

Clique aqui e conheça mais sobre o mapa-múndi. Aprenda qual é sua função e de que forma ele pode ser elaborado. Veja a disposição dos continentes e países.
Geografia

Mapas e gráficos

Mapas e gráficos são recursos que nos auxiliam a visualizar dados e nos orientar na superfície. Entenda cada um deles e saiba quais são seus principais elementos.
Geografia

Paralelos e meridianos

Clique e entenda o que são paralelos e meridianos. Saiba qual a importância dessas linhas para a cartografia e aprenda a identificá-las.
Geografia

Projeções cartográficas

Clique aqui e conheça as características das principais projeções cartográficas!
Geografia

Simbologia dos mapas

Os principais usos dos diferentes tipos de simbologia dos mapas.
Geografia