Whatsapp

Teníase

Doenças e patologias

PUBLICIDADE

A teníase é uma doença causada por platelmintos das espécies Taenia solium e Taenia saginata. A doença é contraída ao ingerir-se carne contaminada, de suínos ou bovinos, mal passada ou crua. O bovinos são os hospedeiros intermediários da T. saginata, enquanto os suínos são hospedeiros intermediários da T. solium. O homem é hospedeiro definitivo das duas espécies de tênias e é o responsável por liberar os ovos desses animais no ambiente por meio das fezes. São esses ovos que contaminarão o hospedeiro intermediário.

Leia também: Tênia do peixe (difilobotríase)

As tênias

A Taenia solium e a Taenia saginata são platelmintos pertencentes à classe Cestoda, ordem Cyclophyllidea, família Taeniidae e gênero Taenia. Esses animais são os parasitas que causam a teníase e também a cisticercose.

A tênia é um verme platelminto que se desenvolve intestino humano, causando teníase.
A tênia é um verme platelminto que se desenvolve intestino humano, causando teníase.

A Taenia solium atinge de três a cinco metros de comprimento e apresenta como hospedeiro intermediário o porco. Essa espécie possui a cabeça ou escólex com ventosas e rostro com ganchos. Após o escólex, localiza-se o colo ou pescoço e, posteriormente, segue-se o corpo, o qual lembra uma longa fita dividida em várias unidades (proglotes).

Cada proglote apresenta órgãos sexuais capazes de autofecundação. As proglotes são divididas em jovens, maduras e grávidas, sendo as últimas as que apresentam o ovo do animal. A Taenia saginata possui a mesma divisão corpórea da T. solium, entretanto, diferencia-se por não possuir ganchos no rostro e atingir de seis a sete metros de comprimento.

As tênias são animais que se destacam pela ausência de boca e cavidade gastrovascular. Esses animais usam a superfície de seu corpo para absorver os nutrientes dos alimentos ingeridos pelo ser humano e processados no sistema digestório.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A teníase

A teníase, também conhecida como solitária, é uma verminose intestinal que se caracteriza pela presença da forma adulta dos parasitas Taenia solium ou Taenia saginata no nosso corpo. A doença é contraída quando uma pessoa alimenta-se de carne mal passada ou crua, de bovinos ou suínos, contendo os chamados cisticercos.

  • Ciclo de vida da tênia

Os suínos e bovinos são, respectivamente, os hospedeiros intermediários da Taenia solium e Taenia saginata. Eles se contaminam quando ingerem alimentos contaminados com ovos ou proglotes eliminados no ambiente com as fezes de humanos portadores da teníase. Após os ovos serem ingeridos, eles seguem pelo sistema digestório e liberam um embrião, que penetra na mucosa intestinal, cai na corrente sanguínea e aloja-se na musculatura do animal, desenvolvendo-se em uma forma larval denominada cisticerco.

 O ciclo de vida da tênia envolve um hospedeiro definitivo e um intermediário. Na figura temos o ciclo da Taenia saginata.
O ciclo de vida da tênia envolve um hospedeiro definitivo e um intermediário. Na figura temos o ciclo da Taenia saginata.

O homem contrai a teníase ao alimentar-se da carne mal passada ou crua contendo os cisticercos vivos. As larvas são liberadas, o escólex da tênia fixa-se no intestino delgado, e o parasita desenvolve-se alimentando-se dos nutrientes, liberados no processo de digestão, por absorção pela superfície corpórea. As primeiras proglotes são eliminadas de 60 a 70 dias após a fixação no intestino. Cada proglote grávida pode apresentar até 40 mil ovos do animal. Esses ovos podem sobreviver por muito tempo no meio externo.

Leia também: O curioso caso do câncer formado por células de tênia

Sintomas da teníase

A teníase pode apresentar-se de maneira assintomática ou desencadear sintomas. Dentre os sintomas da teníase, podemos citar:

  • Alterações no apetite

  • Dor abdominal

  • Diarreia ou constipação

  • Perda de peso

  • Náusea

  • Vômitos

Vale destacar que a teníase pode provocar complicações quando o verme obstrui apêndice, colédoco ou ducto pancreático.

Diagnóstico e tratamento da teníase

A teníase é diagnosticada por meio da análise dos sintomas do paciente e do exame de fezes, no qual se analisa a presença de proglotes e ovos no material. O tratamento é medicamentoso, com uso de vermífugos como mebendazol e albendazol.

Prevenção da teníase

A teníase é contraída quando nos alimentamos de carne contaminada mal cozida ou mal passada. Desse modo, para prevenirmo-nos, é essencial não fazer a ingestão de carnes nessas condições. Recomenda-se também não provar a carne antes de cozinhá-la. Além disso, é importante conhecer a origem da carne que estamos comprando, certificando-nos sempre de que o produto tenha sido liberado pela inspeção sanitária.

Leia mais: Dicas para evitar intoxicação alimentar

Diferença entre teníase e cisticercose

A teníase é uma verminose intestinal que se caracteriza pela presença da tênia adulta no intestino, e é contraída quando se ingere carne contendo o cisticerco. A cisticercose, por sua vez, ocorre quando o ser humano ingere ovos da tênia. Os embriões são liberados no intestino, alcançam a corrente sanguínea, e as larvas fixam-se nos tecidos.

Essas larvas podem fixar-se, por exemplo, no globo ocular e no sistema nervoso central, desencadeando, nesse último caso, a chamada neurocisticercose. Vale salientar que muitos autores admitem que a T. saginata raramente causa ou não é responsável pelo desenvolvimento da cisticercose humana.

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Teníase"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/doencas/teniase.htm. Acesso em 16 de maio de 2021.

Assista às nossas videoaulas
Artigos Relacionados
Saiba mais sobre a ancilostomíase, uma doença causada por nematódeos. Conheça seus sintomas, tratamento e ciclo de vida dos vermes causadores.
Conheça a infestação que acomete aproximadamente 25% da população mundial.
Conheça mais sobre a cisticercose, uma das doenças provocadas pela tênia. Entenda como a doença é transmitida, seus sintomas e tratamento.
Saiba mais sobre a contaminação dos alimentos e como isso pode ser evitado.
Saiba o porquê de a esquistossomose também ser chamada de barriga-d'água.
Você sabe quais são as causas e os sintomas da intoxicação alimentar? Clique aqui e conheça mais sobre esse problema que afeta várias pessoas todos os anos.
Amplie o que sabe a respeito dos platelmintos conhecendo mais sobre sua morfologia, fisiologia e formas de reprodução, clicando aqui!
Conheça um pouco mais a respeito das bactérias do gênero Salmonella e entenda as doenças que elas causam, especialmente a salmonelose.
Você já ouviu falar da tênia do peixe? Clique aqui e saiba mais sobre a difilobotríase, uma doença causada por um platelminto encontrado em peixes. Aprenda também as manifestações clínicas que esse problema causa, como é feito o diagnóstico, seu tratamento e formas de prevenção.