Topo
pesquisar

Tênia do peixe (difilobotríase)

Doenças e patologias

A tênia do peixe é uma doença causada por um platelminto presente em peixes. Esse platelminto pode atingir até 10 metros de comprimento.
O Diphyllobothrium é causador da difilobotríase. Na figura, temos um ovo do parasita
O Diphyllobothrium é causador da difilobotríase. Na figura, temos um ovo do parasita
PUBLICIDADE

A difilobotríase é um problema de saúde que ocorre em várias partes do mundo. No Brasil, até o ano de 2003, não havia registros da doença. Com a introdução cada vez maior de novas culturas e a popularização de diferentes hábitos alimentares, essa doença, também conhecida como “tênia do peixe”, tornou-se mais comum.


Características

A difilobotríase é uma doença causada pela ingestão de peixes infectados com a larva de um parasita do gênero Diphyllobothrium. Peixes contaminados crus, malcozidos, defumados em temperaturas inadequadas ou ainda congelados de maneira insuficiente são os responsáveis pelo desenvolvimento dessa parasitose.

O parasita pertence ao filo dos platelmintos, classe cestoda, ordem Pseudophyllidea, família Diphyllobothridae e gênero Diphyllobothrium. É um dos maiores parasitas intestinais do homem, podendo atingir até incríveis 10 metros de comprimento. Outro dado que impressiona é o tempo de vida do parasita, que pode viver até 25 anos.


Ciclo de vida

A “tênia do peixe” apresenta dois hospedeiros intermediários, um crustáceo do grupo copépode e peixes. O homem infecta-se ingerindo o peixe com parasito. Além do homem, outros mamíferos, como cães e gatos, são hospedeiros definitivos do parasita.

O hospedeiro definitivo libera ovos do platelminto em suas fezes. Os embriões desenvolvem-se, dando origem a embriões ciliados, que saem dos ovos e são ingeridos por crustáceos. No corpo dos crustáceos, esses embriões transformam-se em larvas. Os peixes, ao ingerirem os crustáceos com as larvas, contaminam-se. O homem, ao ingerir o peixe, também se contamina. A larva então migra para o intestino do homem, onde se desenvolve, ocasionando a difilobotríase.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Sintomas

A difilobotríase apresenta sintomas e sinais variáveis em cada caso. Algumas pessoas possuem quadro assintomático, mas outras apresentam manifestações clínicas extremamente severas. Veja algumas das manifestações clínicas possíveis:

  • Diarreia ou constipação

  • Vômito

  • Anorexia

  • Perda de peso

  • Fraqueza

  • Desconforto abdominal

  • Flatulência

  • Eosinofilia (aumento da concentração de eosinófilos no sangue)

  • Anemia megaloblástica (anemia causada por carência de vitamina B12)

  • Obstrução intestinal ou do ducto biliar quando o paciente apresenta muitos vermes


Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico é feito pela análise do quadro do paciente e com o auxílio de exames laboratoriais (análise das fezes). O tratamento é feito, principalmente, com praziquantel, um antiparasitário. Nos pacientes com anemia megaloblástica, é necessária a administração de vitaminas do complexo B e ácido fólico.


Prevenção

Como a doença é contraída em razão de armazenamento inadequado ou ainda consumo de alimentos crus de procedência duvidosa, é possível prevenir-se da doença com medidas simples, tais como:

  • Cozinhar bem o peixe e evitar comer peixe cru em regiões em que se sabe da existência do problema.

  • Comer peixe apenas em locais em que se conheçam as condições de higiene e que tenham autorização de funcionamento.

  • Comer peixes de procedência conhecida.

  • Congelar o peixe em temperatura de -18ºC por 48 horas para matar larvas que possam estar no animal.


Por Ma. Vanessa Sardinha dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Tênia do peixe (difilobotríase)"; Brasil Escola. Disponível em <https://brasilescola.uol.com.br/doencas/tenia-peixe-difilobotriase.htm>. Acesso em 18 de agosto de 2018.

Ciclo da esquistossomose e teníase
Biologia Platelmintos
Estrutura da Taenia saginata e Taenia solium.
Doenças e patologias Teníase
A tênia é um platelminto responsável por causar a teníase
Saúde na escola Verminoses
Taenia: verme parasita do intestino
Biologia Platelmintos
  • SIGA O BRASIL ESCOLA