Notificações
Você não tem notificações no momento.
Whatsapp icon Whatsapp
Copy icon

Celulite infecciosa

A celulite infecciosa é desencadeada por bactérias que penetram na pele e provocam lesões dolorosas. Essa infecção acomete a derme e o tecido subcutâneo.

Ilustração de estreptococos, bactérias com formato esférico que causam celulite infecciosa.
A celulite infecciosa é uma doença causada por bactérias, em especial os estreptococos do grupo A.
Imprimir
Texto:
A+
A-
Ouça o texto abaixo!

PUBLICIDADE

Celulite infecciosa é uma doença de pele que se estende profundamente através da derme e do tecido subcutâneo. Trata-se de uma doença bacteriana que causa lesões dolorosas e pode até mesmo levar à morte. É importante ter em mente que a celulite infecciosa não é a mesma coisa que a celulite observada na região das coxas e nádegas, sendo nesse caso um problema relacionado com o acúmulo de gordura.

Essa condição deve ser tratada com uso de antibióticos, sendo em alguns casos necessária a internação. Para prevenir a celulite infecciosa, recomenda-se, entre outras medidas, manter a pele limpa e evitar tocar em feridas com as mãos sem a devida higienização.

Leia também: Rosácea — doença de pele que afeta, principalmente, mulheres de pele branca

Tópicos deste artigo

Resumo sobre celulite infecciosa

  • Celulite infecciosa é uma infecção de pele causada por bactérias.

  • As bactérias causadoras da doença penetram na pele por exemplo, por meio de feridas e micoses.

  • A celulite infecciosa provoca vermelhidão na pele, dor local, inchaço, febre, tremores e mal-estar.

  • Ao sentir qualquer sintoma, um médico deve ser procurado para a realização do diagnóstico e início do tratamento.

  • O tratamento de celulite infecciosa envolve o uso de antibióticos.

  • A celulite infecciosa é um problema diferente da celulite comum.

  • Higienizar adequadamente ferimentos na pele é uma forma de se proteger da celulite infecciosa.

O que é a celulite infecciosa?

A celulite infecciosa é uma doença causada por bactérias que ultrapassam a barreira feita pela pele e atingem as camadas mais profundas do órgão, acometendo a derme e tecido subcutâneo. As bactérias mais comumente relacionadas com o problema são os estreptococos do grupo A e Staphylococcus aureus. Geralmente, a celulite infecciosa acomete adultos com idade acima de 45 anos, e os membros inferiores e a face são os locais mais atingidos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Como se adquire a celulite infecciosa?

A celulite infecciosa é uma doença causada por diferentes espécies de bactérias, entretanto os estreptococos do grupo A e Staphylococcus aureus são as principais bactérias envolvidas no processo. Essas bactérias entram na pele por meio de lesões no órgão, tais como feridas, micoses e até mesmo uma espinha espremida de maneira inadequada. A doença não é contagiosa.

Veja também: Fascite necrosante — a doença da bactéria comedora de carne

Sintomas da celulite infecciosa

A celulite infecciosa provoca sintomas como vermelhidão na pele, dor local, inchaço, febre, tremores e mal-estar. A lesão desencadeada por essa doença se destaca por ser dolorosa, com bordas mal delimitadas, e se estender até o tecido subcutâneo. A lesão não cresce centrifugamente, como observado na erisipela. Em alguns casos, pode-se notar a presença de bolhas ou até mesmo necrose.

Pele da perna de uma pessoa com lesões causadas pela celulite infecciosa.
A celulite infecciosa provoca lesões com bordas mal delimitadas bastante dolorosas.

A doença pode evoluir para sepse, portanto o indivíduo deve estar atento ao surgimento de qualquer um desses sintomas e procurar imediatamente ajuda médica para um diagnóstico correto e início imediato do tratamento. O diagnóstico da doença é feito basicamente por meio da análise dos sintomas do paciente.

Qual a diferença entre celulite infecciosa e celulite comum?

A celulite infecciosa é um problema diferente da celulite comum, sendo essa última caracterizada por pequenas depressões na pele que surgem principalmente em coxas e nádegas. A celulite comum, mais corretamente denominada lipodistrofia ginoide, se trata de um depósito de gordura sob a pele, o qual ocorre com maior frequência em mulheres de pele branca. Diferentemente da celulite infecciosa, bactérias não estão envolvidas no processo de desenvolvimento da celulite comum e esta não é considerada uma doença.

Saiba mais: Bactérias presentes no nosso corpo que são essenciais para o seu bom funcionamento

Celulite infecciosa tem cura?

A celulite infecciosa é uma doença que possui cura, sendo tratada com uso de antibióticos específicos. Em alguns casos, há necessidade de internação para o tratamento, sendo que o medicamento será administrado de forma injetável.

Como prevenir a celulite infecciosa?

A celulite infecciosa, como salientado em todo o texto, é causada por bactérias que penetram na pele e acometem as camadas mais profundas desse órgão. Para se prevenir do problema, é importante adotar medidas simples no dia a dia, tais como:

  • cuidar da higiene pessoal;

  • higienizar adequadamente feridas e machucados;

  • sempre lavar as mãos ao tocar em feridas.

 

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Professora de Biologia

Escritor do artigo
Escrito por: Vanessa Sardinha dos Santos Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Goiás (2008) e mestrado em Biodiversidade Vegetal pela Universidade Federal de Goiás (2013). Atua como professora de Ciências e Biologia da Educação Básica desde 2008.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Celulite infecciosa"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/doencas/celulite-infecciosa.htm. Acesso em 21 de junho de 2024.

De estudante para estudante