Topo
pesquisar

Diferenças entre as células animais e vegetais

Biologia

As diferenças entre as células animais e vegetais são muitas, sendo possível destacar nessas últimas a presença de muitas estruturas exclusivas, como parede celular e plastos.
PUBLICIDADE

As principais diferenças entre as células animais e vegetais são a presença de parede celular celulósica, plastos, vacúolos de suco celular e glioxissomos nas células vegetais e a ausência dessas estruturas na célula animal. Além disso, nas células animais encontramos a presença de lisossomos, os quais estão ausentes na célula vegetal. Neste texto, abordaremos melhor as semelhanças e as diferenças entre esses dois tipos celulares.

Leia também: Células eucariontes

Semelhanças entre as células animais e vegetais

Sabemos que as células animais e vegetais apresentam em comum o fato de ambas serem células do tipo eucarionte. Isso significa que essas células apresentam o material genético envolvido por um envoltório nuclear, ou seja, são células que apresentam um núcleo definido. Além disso, essas células apresentam organelas membranosas em seu citoplasma, como retículo endoplasmático, complexo golgiense, mitocôndria e peroxissomos.

Células animais e vegetais apresentam membrana plasmática, citoplasma e núcleo definido.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A seguir, descreveremos algumas das estruturas presentes tanto nas células vegetais, quanto nas células animais e suas respectivas funções:

  • Ribossomos: Estruturas responsáveis pela síntese de proteínas na célula. Essas estruturas celulares, que também são encontradas em células procariontes, podem estar presentes nas células eucariontes tanto livres no citoplasma como ligados ao retículo endoplasmático e envoltório nuclear.

  • Mitocôndria: Organela citoplasmática responsável pelo processo de respiração celular, processo responsável por garantir a produção de energia na célula.

  • Complexo golgiense: Organela citoplasmática que está relacionada com processos de modificação de substâncias, empacotamento e secreção de substâncias.

  • Retículo endoplasmático: O retículo endoplasmático pode ser agranular (liso) ou granuloso (rugoso), sendo essas duas porções conectadas. O retículo endoplasmático granuloso apresenta ribossomos aderidos à sua superfície, enquanto o agranular não apresenta essa estrutura aderida. O retículo endoplasmático agranular está relacionado com a síntese de lipídios e degradação de algumas substâncias, enquanto o granular está relacionado com a síntese de proteínas.

  • Peroxissomo: Organelas celulares que oxidam substratos orgânicos, retiram átomos de hidrogênio e os combinam com oxigênio molecular, processo que resulta na formação de peróxido de hidrogênio. Esse peróxido é rapidamente eliminado devido à ação de uma enzima chamada de catalase.

  • Centríolos: Estruturas relacionadas com a divisão celular formadas principalmente por microtúbulos. Vale salientar que essa estrutura é encontrada nos dois tipos celulares, porém não estão presentes em todos os grupos vegetais, estando presentes apenas em algumas células de briófitas e pteridófitas.

Estruturas exclusivas da célula vegetal

Observe algumas das principais estruturas presentes em células vegetais.
Observe algumas das principais estruturas presentes em células vegetais.

A célula vegetal apresenta uma série de particularidades, sendo relativamente simples diferenciá-las da célula animal. Nesse tipo de célula, podemos destacar a presença de quatro estruturas básicas:

Células vegetais apresentam parede celular celulósica, plastos, vacúolos de suco celular e glioxissomos.

 

  • Parede celular celulósica: Nas células vegetais, externamente à membrana plasmática, é possível observar a presença de um outro envoltório celular, a parede celular. Essa parede diferencia-se da parede encontrada em outros organismos por ser rica em celulose. Entre as funções da parede celular, podemos citar a proteção contra a ruptura por entrada de água, proteção contra patógenos e manutenção da forma da célula.
  • Plastos ou plastídios: Os plastos ou plastídios são estruturas encontradas exclusivamente nas células vegetais. Essas estruturas destacam-se pela presença de dupla membrana e DNA, o que sugere que essas organelas surgiram por um processo de endossimbiose. Cloroplastos, cromoplastos e leucoplastos são tipos de plastos.

    Os cloroplastos são os tipos de plastos mais conhecidos e também mais complexos. Essas estruturas são ricas em clorofila, porém também apresentam carotenoides. No cloroplasto, que é o sítio da fotossíntese, observa-se a presença de uma série de discos chamados de tilacoides. Esses podem ser encontrados em algumas regiões formandos pilhas de tilacoides que recebem o nome de grânulo ou grano. Os tilacoides ficam localizados na matriz do cloroplasto ou estroma.

    Os cromoplastos são plastos que apresentam carotenoides e de uma maneira geral não possuem clorofila. Temos ainda os leucoplastos que, diferentemente dos outros tipos de plastos, não possuem pigmento. A função desses plastos é armazenar substâncias como amido e proteínas. Os leucoplastos recebem a denominação de amiloplastos, quando armazenam amido e proteinoplastos, quando armazenam proteínas.

  • Vacúolos de suco celular ou vacúolo central: Esses vacúolos são estruturas formadas por uma única membrana (tonoplasto), que possuem um líquido em seu interior chamado de suco celular. Esse tipo de vacúolo destaca-se por garantir que a célula consiga realizar a manutenção de seu equilíbrio osmótico e também por armazenar substâncias. Além disso, também estão envolvidos na quebra de macromoléculas e reciclagem de componentes celulares. Geralmente, o vacúolo ocupa grande parte do volume da célula, podendo representar cerca de 90% do espaço celular.

    Vale destacar que em células animais também podemos observar a presença de vacúolos, porém esses são diferentes do tipo especificado acima. Esses vacúolos presentes nas células animais são chamados de vacúolos alimentares e são formados durante a fagocitose. Existem ainda vacúolos chamados de vacúolos contráteis, sendo esses encontrados em organismos unicelulares, como protozoários.

Leia também: Vacúolos

  • Glioxissomos: Estruturas que apresenta como função garantir a transformação de lipídios em glicídios. Eles são importantes na germinação de sementes e são organelas semelhantes a peroxissomos.

Estruturas exclusivas da célula animal

Observe algumas das principais estruturas presentes em células animais.
Observe algumas das principais estruturas presentes em células animais.

A célula animal, assim como a célula vegetal, apresenta algumas particularidades. Essas células, diferentemente das células vegetais, não possuem parede celular, plastos, vacúolos de suco celular e glioxissomas. Porém apresentam lisossomos, os quais não são encontrados em células vegetais.

  • Lisossomos: Os lisossomos são estruturas esféricas que apresentam mais de 40 enzimas distintas. A função dessa organela é realizar a digestão intracelular. No processo de fagocitose, observa-se o englobamento de uma substância, a formação do vacúolo alimentar e posteriormente o lisossomo fundindo-se a esse vacúolo e liberando enzimas. Além de atuar na digestão de moléculas, os lisossomos atuam no processo de autofagia, em que agem reciclando o próprio material da célula.

Leia também: Diferenças entre células procariontes e eucariontes

Resumo das diferenças entre células animais e vegetais

Veja a seguir um quadro comparativo com as principais estruturas celulares presentes nas células vegetais e nas células animais.

PRINCIPAIS DIFERENÇAS E SEMELHANÇAS ENTRE AS CÉLULAS ANIMAIS E VEGETAIS

Estrutura Celular

Célula Vegetal

Célula Animal

Membrana plasmática

Presente

Presente

Parede celular

Presente

Ausente

Núcleo

Presente

Presente

Ribossomo

Presente

Presente

Retículo endoplasmático agranular e granuloso

Presente

Presente

Complexo golgiense

Presente

Presente

Peroxissomo

Presente

Presente

Mitocôndria

Presente

Presente

Lisossomo

Ausente

Presente

Centríolos

Presente em apenas em alguns grupos (briófitas e pteridófitas)

Presente

Plastos

Presente

Ausente

Vacúolo de suco celular

Presente

Ausente

Glioxissomos

Presente

Ausente


Por Ma. Vanessa Sardinha dos Santos

As células animais e vegetais são células do tipo eucarionte, ou seja, possuem núcleo definido.
As células animais e vegetais são células do tipo eucarionte, ou seja, possuem núcleo definido.

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Diferenças entre as células animais e vegetais"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/diferencas-entre-as-celulas-animais-e-vegetais.htm. Acesso em 13 de dezembro de 2019.

Lista de Exercícios
Questão 1

As células animal e vegetal apresentam algumas diferenças marcantes, porém também algumas semelhanças. Analise atentamente as alternativas seguintes e marque a única que não corresponde a uma estrutura comum a essas células.

a) Membrana plasmática

b) Ribossomo

c) Parede celular

d) Complexo golgiense

e) Mitocôndria

Questão 2

A célula vegetal apresenta algumas estruturas que não são observadas em célula animal. Entre essas estruturas estão os leucoplastos, um tipo de plastídio que

a) é responsável pela realização de fotossíntese.

b) apresenta-se rico em carotenoides.

c) não possui pigmento, mas armazena substâncias.

d) é responsável pelo controle do pH da célula.

e) substitui a ação dos ribossomos na célula vegetal.

Mais Questões
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
Brasil Escola